Nem Deus tira!

outubro 21, 2018

Parece que a certeza da vitória do capitão reformado que alguns simpatizantes nutriam, foi abalada pela notícia de “caixa 2” (veja AQUI).

Nem deus 1

.

44514323_2149143435105150_2511814591164448768_n

“POLÍTICA É COMO NUVEM: HOJE TEM UMA FORMA, AMANHÃ TEM OUTRA…
“(A frase é atribuída ao político mineiro Magalhães Pinto, ex-governadora de Minas, falecido em 1996.)

 

E aí ministra?

outubro 21, 2018

.

.

Mira 2944_n

.

cap f.

ala-se que nunca na história do país a política inspirou tantos memes… É bem provável que a afirmação seja verdadeira. Talvez isso potencializado pelas redes sociais, repletas de tristes verdades e de fake news. Que por sinal, ao que tudo indica, vem inspirando o Messias fake dessa plagas, como inspirou o atual presidente dos Estados Unidos… Também não muito verdadeiro! – como dizem por aí.

.

.

 

 

.

Da série:#ELENÃO!

outubro 7, 2018

.

.

.

.

.

.

.

COMUNISMO NUNCA MAIS! (E JÁ HOUVE, DOUTO JURISTA)?

outubro 7, 2018

.

.

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

.

.

maior parte da população ignora o que vem a ser comunismo… É preciso explicar, pacientemente, que nunca houve uma experiência comunista, conforme matutou o velho barbudo Karl Marx e seu brother Frederich Engels, ambos pensadores alemães. E dos melhores de todos os tempos, segundo pesquisa feita por mídia inglesa…

Pois bem, segundo a concepção marxista ou marxiana, para alterar o modo de produção capitalista ou burguês, seria preciso fazer “dançar” o Estado, que é instrumento de manutenção da exploração da burguesia sobre o proletariado, bem como das leis ou normas jurídicas que são também instrumentos de sustentação de privilégios de uma classe sobre outra, ou seja, dos exploradores e explorados. Se o Estado é o “hardware”, para usar de um termo contemporâneo, que é a parte dura, física, como as armas, as prisões e calabouços, entre outras engenhocas físicas, as leis, localizadas no que se compreende por superestrutura, seria o hardware. Igualzinho no funcionamento dos computadores…

Assim, não é de se estranhar que o colendo ministro do STF, por ocasião do seu discurso alusivo às comemorações do trigésimo ano da Constituição Federal de 1988, tenha dito com todas as letras um não redondo ao COMUNISMO, assim como o fez em relação ao fascismo e nazismo.

Para o público que não teve oportunidade de estudar seriamente, ou quem sabe que tenha “aprendido ” segundo a narrativa da mídia burguesa, que não é outra coisa senão o aparelho ideológico do pensamento neoliberal, para esse público mal informado, “comunismo”, “fascismo” e nazismo” são farinhas de um mesmo saco. Só que, com o estudado ministro do STF, a coisa é bem diferente.

Mesmo não podendo ser tomado como exemplo de um acadêmico estudioso e empenhado, segundo dizem por aí, ninguém de sã consciência dúvida que ele sabe perfeitamente separar o joio do trigo… Ele sabe mas não tem interesse em fazer essa separação. E por que não quereria fazê-lo? Ora, por uma razão muito simples. Se a humanidade soubesse de verdade o que propõe o comunismo, ou seja, tornar comum a todos e todas o que foi produzido ao longo de sua trajetória no Planeta Terra, certamente o empenho de transformar a ordem injusta do capitalismo por uma outra ordem inclusora de todos, não se faria esperar. A conhecida exortação de Marx/Engels, do Manifesto Comunista de 1848 – “TRABALHADORES DO MUNDO, UNIVOS, se de fato praticada, seria uma espécie de catalisador que potencializaria toda a força dos trabalhadores para a alteração da sociabilidade existente – bem melhor para todos, sem exceção.

Cabe indagar, se tal revolução acontecer, que lugar ocuparão os juízes atuais, semideuses que se alimentam da melhor ambrosia e do melhor hidro mel que o Olimpo dos Deuses pode produzir? Para não insistir no “textão” inoportuno em tempos de Face e Zap, tentaria resumir essa ideia que ainda não emplacou, através de conhecidas figuras históricas: Marx (e Engels) conjuminou na sua cachola a alteração do capitalismo, para o comunismo, mas não de forma imediata ou abrupta, já que nem sempre as condições materiais e históricas o permitem, mas, antes, passando por um período de transição que seria o “Socialismo”.

Depois de Marx ter projetado o comunismo, Lênin começou a colocar em prática o que o barbudo alemão concebeu, mas, nesse caso, na União Soviética, após a Revolução Russa de 1917. Como se sabe, Lênin não pôde continuar o iniciado e Stalin joga água no brinquedo…

Portanto, Marx bolou, Lênin deu início à execução e Stalin deturpou… Mas o que não autoriza ninguém dizer que o comunismo não deu certo em lugar nenhum, uma vez que ele, verdadeiramente, nunca existiu. O que não significa também que não poderá um dia acontecer, dado que as coisas não são estáticas. Os processos de transformação estão em permanente ocorrência!

——
Fonte: AQUI
——

.
43419299_2129501460402681_152515899293696000_n

.

“UMA VERGONHA”

O ministro Toffoli usou da mesma lógica astuciosa de Boris Casoy: no meio de muitas mazelas que ele dizia acertadamente ser “uma vergonha”, ele embutiu uma outra que não tinha nada a ver naquele balaio. Como o público acrítico compreende uma parte da elocução, a que não consegue compreender, passa no bolo como se fosse verdadeira ou da natureza das anteriores. Ao longo da repetição mântrica de “isso é uma vergonha”, vai ganhando supostamente credibilidade para o público ignorante, e o resto já se sabem dos efeitos produzidos nas mentes preguiçosas de queimar neurônios e realizar sinapses para compreender melhor os complexos processos do real em movimento…

O Caso Bolsonaro: Faca ou Fake?

outubro 4, 2018

.

O caso Bolso - Faca ou Fake 18

.

Francisco Santana
Aposentado da UFBA

 I – O GOLPE DE MESTRE – BOLSONARO MATOU TRÊS COELHOS COM UMA CAJADADA (FACADA) SÓ: FUGIU DOS DEBATES COMO PLANEJOU, FEZ A CIRURGIA DE UM GRAVE PROBLEMA INTESTINAL QUE NECESSITAVA E CRESCEU NAS PESQUISAS.

I.I – OS FATOS – FOTOS E VÍDEOS – Miremos primeiro nas fotos abaixo, do atentado farsa, segundo andam falando por aí. Essa foto foi divulgada pela própria assessoria do Bolsonaro nas redes sociais e na imprensa. Por ela, vemos que o todo lado esquerdo do abdome, das costas ao inicio do lado esquerdo (após o umbigo) está lisa e totalmente limpa; não há vestígios de sangue nem qualquer ferimento, um mínimo arranhão se quer.

Por outro lado, na mesma foto tem três profissionais trabalhando num procedimento na direção da região inferior e direita do mesmo abdome. Trata-se de uma foto numa sala de cirurgia, logo após Bolsonaro ser atendido de emergência. Por essa foto, se Bolsonaro, recebeu alguma perfuração, seja por atentado ou por procedimento cirúrgico corretivo, foi no lado direito e inferior do abdome.

Segundo, todos vídeos do momento do atentado, mostram Bolsonaro com as mãos cobrindo o lado direito e inferior do abdome. E esses vídeos foram feitos por seguidores de Bolsonaro.

Não há dúvida portanto, que se houve alguma perfuração, ela foi do lado direito e inferior do abdome.

I.II – A ARMA DO CRIME – A arma do crime exibida oficialmente como tal, é a do anexo, “A arma do crime”. É uma faca tipo peixeira ou faca de açougueiro, tendo um detalhe, o de ser serrilhada, ou seja com poder lacerante maior.

I.III. CONCLUSÃO PARCIAL – Se foi essa arma e se ela penetrou pelo lado direito inferior direito do abdome, para ela furar o intestino grosso à altura da junção do cólon transverso com o cólon descendente, teria que fazer um estrago que seria proibido a pessoas de nervos fracos olharem; a foto do anexo, “anexo da foto do atentado farsa.”, teria um aspecto horripilante; ao invés daquele abdome liso e limpo, como se Bolsonaro tivesse saído do banho, teríamos uma cena dantesca ou horripilante; uma barriga aberta com vísceras, sangue, fezes e outros fluidos do intestinos expulsos, com médicos e enfermeiros tentando fechar o corte para conter as vísceras e Bolsonaro aos urros de dor que nem analgésico ou anestésico algum poderia passar. Impossível, se partirmos das premissas estipuladas, a pretensa arma do crime atingir a extremidade esquerda do cólon transverso, partindo da direita, sem fazer um estrago sem limites.

Aquela fotografia portanto não representa tal facada, mas um milagre sem explicação. Não há como os explicadores de plantão, explicarem esse milagre. Nem Mr. M. Essa é a prova cabal de que a facada foi uma farsa. Nem com as técnicas mais avançadas de cirurgias endoscópicas a lazer, se conseguiria essa proeza, furar abaixo do fígado para cortar a extremidade esquerda do cólon transverso. Salvo se a sonda penetrasse pelo ânus de Bolsonaro.

Confira as fotos abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

II – O PAPEL DA IMPRENSA NA FARSA – A imprensa internacional, em especial a mídia poderá futuramente ser acoimada de cúmplice de uma das farsas mais grotescas que pode estar ocorrendo no Brasil. Não só a imprensa, mas também entidades públicas do primeiro mundo, responsáveis pela defesa da integridade e da dignidade humana, como por exemplo, organizações jurídicas, médicas, criminalísticas, forenses, etc.

Ou seja, para os países do primeiro mundo, os países do terceiro mundo não são diginos de ter o olhar vigilante da imprensa e da justiça mundial, salvo os casos de interesse político do primeiro mundo.

E o mais grave é que farsas como estas podem fazer vítimas. Envolvidos ou não com a farsa, são seres humanos como nós. O Adélio, por exemplo, pode ser morto como queima de arquivo e o próprio Bolsonaro não está a salvo de uma morte acidental, no interesse da eleição de outro candidato; lembrem-se de Eduardo Campos.

De cúmplices de uma farsa passariam a cúmplices de assassinatos.

.

APUB: 50 ANOS

agosto 28, 2018

.

.

.

á quem diga que a APUB, seção baiana do ANDES-SN, sindicato nacional dos professores universitários, teve seus dias gloriosos de muitas lutas em favor dos docentes, até se filiar  obscuramente, diga-se de passagem (alguém ainda se lembra do tal plebiscito sub judice?), à Proifes, braço sindical do governo na Universidade brasileira criado na Era Lula…

– É verdade! Só essa grande efeméride fazia o pestinha lembrar do seu blog, enfurnado que está agora nessa perdição chamada Facebook! – comentou a Vaca Tatá admirada!

………………………….

Dilemas 18.

Para o Saci, chegou a hora da onça beber água, pois o trabalhador tem uma parte do controle do seu destino nas mãos, ou melhor, na ponta do dedo… Outubro está chegando! De toda maneira, escolher o melhor presidente/vice e o melhor time de parlamentares não é fácil, uma vez que no período eleitoral todos os candidatos são risonhos e generosos no que prometem. Mesmo assim, o eleitor pode se valer de alguns “macetes” como o de examinar a história pregressa de cada candidato, como por exemplo, quem já “esteve lá” e nada fez em benefício do trabalhador, quem flertou com o capital fingindo defender o povo, quem prometeu “revolução”, mas só fez se empenhar na conciliação de classes, quem se deixou trair nas suas falas e se revelou preconceituoso, machista, homofóbico, enfim, algoz da humanidade e da dignidade da pessoa.

O Saci sabe que fácil não é, mas é preciso ir além do critério dos tapinhas nas costas e da retórica sedutora!…

.

.

ANDES-SN: A vitória da Chapa 1

maio 12, 2018

.

32336916_1913765365309626_4420312566459269120_n

cap-a.

.

lguém, no “Zap” da FACED/UFBA, comentou sobre a baixa participação de docentes da UFBA nas eleições que o ANDES-SN realizou recentemente para a escolha da sua direção para o próximo biênio.

De fato, foi mesmo muito baixa a participação dos professores baianos, considerando apenas os cerca de 2.500 profissionais “ufbianos” da ativa. Isso sem falar nos aposentados que também votam. Foram 74 votos para a Chapa 1 e 44 votos para a Chapa 2. Na Faced, foram 37 votos para a Chapa 1 e 17 votos para a Chapa 2.

Pode-se atribuir o fastio dos professores da UFBA a perrengues que datam de outros carnavais…

Entre eles: 1) a obstrução ao acesso das listas dos docentes pela APUB proificista, que fez com que muitos professores não votassem; 2) a desfiliação de professores da APUB, desencantados com as políticas adotadas pelas últimas diretorias; 3) a baixa filiação dos novos professores.

Qualquer observador mais atento, perceberá, sem maiores dificuldades, a apatia dos docentes em relação à participação sindical. Creio que a criação da Proifes, no governo Lula, foi a grande responsável pela cizânia no seio da categoria. Pelos números apresentados nessas eleições, talvez não seja exagero dizer que o movimento sindical docente das IES está mais ou menos rachado no meio, sendo que a Chapa 1 acaba capitaneando os votos de professores ligados ao P-Sol e outros partidos mais à esquerda, e a Chapa 2 levando os votos do PT, PCdoB, além de outros mais chegados à conciliação de classes.

No caso específico da APUB, que legalmente não estaria desligada do Andes-SN, uma vez que a desfiliação continua sub judice, há uma nítida polarização revelada nas últimas eleições. Esclarece-se, aqui, que a maioria dos novos docentes desconhece que o plebiscito que decidiria o desligamento da APUB do ANDES-SN foi contestado por um docente, que entrou com uma ação na Justiça alegando “vício no processo” – fazendo uso de forte eufemismo em nome da elegância acadêmica – tendo obtido vitória em duas instâncias. Escusado dizer que a diretoria da APUB vinculada agora à Proifes (ligada ao PT e PCdoB), conhecedora como ninguém da morosidade das lides forenses, preferiu recorrer mais uma vez. Enquanto isso, o grupo proifense foi ficando no poder e azeitando a máquina sindical a seu favor…

VITÓRIA DA CHAPA 1

Segundo a oitava parcial, já foram apuradas 70 seções até 18:30h. A apuração dos grandes colégios eleitorais como os da UFRJ e da UFPB ainda está em andamento. De todo modo, pelo que já foi apurado, é possível afirmar que a Chapa 1 foi vitoriosa.

De acordo com as informações fornecidas por fiscais de chapa, a Chapa 1 – Andes Autônomo e de Luta ganhou as eleições para o biênio 2018/2020! (CHAPA 1 = 7.692 X CHAPA 2 = 6.269).

Oxalá a chapa vitoriosa consiga trazer de volta o ânimo perdido da categoria! O horizonte é de muita luta. Bem pior que enfrentar à deletéria Pátria Educadora, de inspiração mais light do neoliberalismo, o tempo presente acena para o enfrentamento de um futuro governo que não se imagina qual seja, como sucessor de um outro que astuciosamente logrou êxito na sua permanência no poder e na efetivação de maldades praticadas contra direitos trabalhistas e sociais duramente conquistados pela classe trabalhadora.

Parabéns e muito espírito de luta para a Chapa 1!

.

Enquanto isso…

32191050_1912359102116919_1248676932887773184_n.jpg

.

Marielle e Marx

março 16, 2018

.

Marielle 18n cap.

.

o momento de ocupação do Rio pelas forças nacionais, o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) deixa o Brasil e o mundo perplexos. No dia anterior (13/03), ela havia postado nas redes sociais, referindo-se à morte de um jovem na comunidade do Jacarezinho: “Mais um homicídio de um jovem que pode estar entrando para a conta da PM. Matheus Melo estava saindo da igreja. Quantos mais vão precisar morrer para que essa guerra acabe?”

Terrível pensar que os que deveriam proteger a população, infelizmente, alguns deles transformaram-se nos seus algozes… As estatísticas mostram o quanto estamos mergulhados num estado de barbárie, eufemisticamente mencionado como estado democrático de direito. A morte brutal de Marielle mostra o quanto custa ser militante de esquerda, mulher e negra neste país.

Oxalá as forças progressistas não permitam que as mortes de Marielle Franco e do seu motorista Anderson Gomes não tenham sido em vão.

.

Militante 18.

***

ENQUANTO ISSO, NO MESMO DIA 14 DE MARÇO, A DATA DE MORTE DO BARBUDO ALEMÃO É LEMBRADA MUNDO AFORA

Marx 18.

Durante o sepultamento de Karl Marx, o seu amigo e colaborador Friedrich Engels proferiu as seguintes palavras:

“A 14 de Março, um quarto para as três da tarde, o maior pensador vivo deixou de pensar. Deixado só dois minutos apenas, ao chegar, encontramo-lo tranquilamente adormecido na sua poltrona — mas para sempre.
 
O que o proletariado combativo europeu e americano, o que a ciência histórica perderam com [a morte de] este homem não se pode de modo nenhum medir. Muito em breve se fará sentir a lacuna que a morte deste [homem] prodigioso deixou. […]
 
Marx era, antes do mais, revolucionário. Cooperar, desta ou daquela maneira, no derrubamento da sociedade capitalista e das instituições de Estado por ela criadas, cooperar na libertação do proletariado moderno, a quem ele, pela primeira vez, tinha dado a consciência da sua própria situação e das suas necessidades, a consciência das condições da sua emancipação — esta era a sua real vocação de vida. A luta era o seu elemento. E lutou com uma paixão, uma tenacidade, um êxito, como poucos. […]
 
E, por isso, Marx foi o homem mais odiado e mais caluniado do seu tempo. Governos, tanto absolutos como republicanos, expulsaram-no; burgueses, tanto conservadores como democratas extremos, inventaram ao desafio difamações acerca dele. Ele punha tudo isso de lado, como teias de aranha, sem lhes prestar atenção, e só respondia se houvesse extrema necessidade. E morreu honrado, amado, chorado, por milhões de companheiros operários revolucionários, que vivem desde as minas da Sibéria, ao longo de toda a Europa e América, até à Califórnia; e posso atrever-me a dizê-lo: muitos adversários ainda poderia ter, mas não tinha um só inimigo pessoal.
 
O seu nome continuará a viver pelos séculos, e a sua obra também!”

 

Um comício dentro do Fórum Social Mundial?

março 15, 2018

.

 

.

.

o assistir ao vídeo com o ex-governador da Bahia fazendo a chamada para mais um evento do Fórum Social Mundial, amigos me pergutaram, ironicamente, se aquilo não seria mesmo um comício… Não me dei ao trabalho de responder, mas cá com os meus botões, pensei nas ponderações que o Prof. Francisco Santana havia feito dias atrás (Leia AQUI).

xxxxxxx

O Salão Nobre da Reitoria da UFBA lotou no segundo dia do evento.

. . . .

Ao ouvir um trechinho da fala do magnífico reitor, a Vaca Tata chifrou essa: “UMA BELA FALA: CASO O MAGNÍFICO QUEIRA A TRABALHEIRA DE MAIS QUATRO ANOS, JÁ PODE USÁ-LA NA CAMPANHA PELA SUA RECONDUÇÃO QUE SE AVIZINHA…”

Um esclarecimento: O problema maior do neoliberalismo não é tirar o carro oficial dos reitores, dos parlamentares, dos juízes e dos altos figurões da República. Pessoalmente, nem vejo razão para a existência dos carros de chapa branca ou dourada… Rss. O problema maior do neoliberalismo é que ele mata a esperança de uma vida digna para os trabalhadores, mantendo as mesmas mordomias para os referidos figurões republicanos…

Aliás, quem sabe se o governo não está usando desse expediente como o marketing através de um discurso moralizador? Dirá ele: “os figurões dispõem de carros próprios e devem rodar com sua própria gasolina, pois ganham muito bem!” Quem sabe?

***

O Saci não perdeu oportunidade para alfinetar:

– Não vai faltar um gaiato para sugerir que de Uber sai muito mais barato, chefia. Quer aposta?

.

 

Tabus

março 12, 2018

.

.

.

e fato, é de invocar. Alguns assuntos constituem verdadeiros tabus, conforme elencou o Saci. Em relação a sexo, alguns parlamentares ainda foram flagrados assistindo a vídeos pornôs, pelo celular, durante as sessões das casas legislativas. Mas isso de forma muito velada e entre amigos chegados. No que diz respeito à auditoria cidadã da dívida , a ex-presidente Dilma a vetou sumariamente sem pestanejar. Quanto à investigação mais rigorosa das urnas eletrônicas, aí o bicho pega! A impressão que se tem é que os doutos juízes nutrem um verdadeiro horror pelo treco.

– Fazer o que, né chefia? Os Três Poderes cultivam lá os seus tabus!…

enquanto-isso

 

.

.

 

uito recentemente, o Prof. Francisco Santana, aposentado do IFIS/UFBA, manifestou-se em lista de docentes sobre o Fórum Social Mundial. Publicamos uma parte das considerações que ele fez numa lista de docentes. Creio que o que ele diz merece ser examinado. Para o bem ou para o mal.

 

“A prova de que o FSM é uma fraude está no e-mail abaixo cuja aterrorizante notícia é:

Segue o Relatório da equipe do prof. Diego Aranha (em inglês), descrevendo o sucesso em invadir o software das urnas eletrônicas, adulterar o software, demonstrando que tinham controle da tela, do teclado, do arquivo de Log e arquivo do RDV, durante o processo de votação, sem que as “salvaguarda do TSE” detectassem a adulteração :”

http://doi.org/10.13140/RG.2.2.16240.97287

“É como se o FSM proibisse a discussão desse assunto no Fórum de Salvador. Mas a coisa é mais complexa, vejamos:

Do ponto de vista do povo brasileiro e do povo baiano, o assunto do e-mail abaixo deveria ter a prioridade zero na agenda desse fórum.

Em 7/10/2018 vai ter talvez a eleição mais importante do país. O destino do país pode ser decidido nela. Ela é tao importante que Temer teve que suspender a votação da Reforma da Previdência, que era sua grande obsessão, em função dela. 

E a discussão sobre a possibilidade de haver uma grande fraude graças ao sistema eleitoral brasileiro, como prova o e-mail abaixo, torna o dito assunto, a urna brasileira, ou sistema eleitoral brasileiro, prioridade zero em qualquer fórum internacional que venha se realizar dentro de nossas fronteiras.

Entretanto pesquisando a programação do FSM, constata-se que o assunto abaixo, se aparecer em alguma palestra do fórum, será misturado num balaio de gatos, junto com mil diversos temas, os mais idiotas possíveis, ditados por modismos impostos pelas ONGS. Isso se aparecer.

Foi dada alguma ordem da Wall-Street ou da CIA para proibi-lo? Não, não há necessidade. A coisa não funciona assim. O imperialismo sabe antecipadamente que esse assunto não será ventilado no FSM, pois ele não financia nenhuma ONG que toque nesse assunto e nem a mídia toca nesse assunto, evitando que surja interesse por ele.

Então predominam os temas que são financiados pela Fundação Ford e companhia. E predominam os que recebem maior financiamento. E evidentemente o imperialismo só financia ONGS que abordem temas fora do foco principal do interesse da sociedade local. A Wall-Street funciona como BNDES de ONGS que tratem de assunto fragmentário, movido pelo narcisismo, egoismo e vaidades pessoais, temas fomentados pela mídia, como empoderamento, defesa de minorias, etc. Aliás, hoje a Wall-Street não precisa se dar ao trabalho de procurar grupelhos para financiar, eles vão pedir o financiamento no endereço certo.”