– A APUB antes e depois

.

.

.

o vídeo acima, é mostrada uma Assembleia conduzida pela ex-diretoria destituída da APUB, e outra dirigida por membros do comando de greve e professores da base. A primeira, acontecia na sede da APUB, com cerca de 40 lugares, nem todos preenchidos; e a segunda, no Auditório da Faculdade de Arquitetura/UFBA, com público sempre superior a uma centena de docentes, chegando atingir  quase 400 professores. Alguns docentes ligados à diretoria destituída, parece que têm horror de Assembleias, e advogam o voto pela net. Como se vê no registro videográfico, a participação dos apoiadores dos ex-ocupantes da casinha da rua Pe. Feijó era sempre pífia, e não tinha como ser diferente, dado o exíguo espaço que se reuniam. Aliás, eles preferiam assim, pois não tinham público, mas legitimavam suas decisões a partir da reduzida presença dos participantes “parceiros”. Festas, camarotes, viagens de delegados a encontros da Proifes federação eram aprovados sem a menor contestação. Afinal, como costuma dizer o Saci, “brodi é brodi!”

Comenta-se que a presidente destituída da APUB está tentando,  em outras paróquias, o apoio que não conseguiu ter nas Assembleia da Era da APUB-LUTA Oposição Sindical e da participação intensa dos docentes da UFBA. Segundo fonte segura, no dia 20 de agosto passado, enquanto acontecia a Assembleia na Faculdade de Arquitetura, a ex-titular se adentrava pelo espaço do CONSUNI, que naquele dia se reunia. Não se sabe, ainda, do resultado de sua visita ao mais alto conselho da UFBA. Estamos no aguardo de alguma informação…

Segundo buxixos que o Saci ouviu de fontes pouco confiáveis, a próxima visita da ex-presidente destituída será ao Palácio do Planalto, e no dia seguinte, voará para o Vaticano…

Se a agenda da ex-presidente ainda não foi publicizada no site da APUB que a diretoria destituída não quer largar, entretanto, é possível ler nele o que se segue:

O PROIFES tem como método de decisão o exercício democrático do voto direto: em questões importantes, tais como entrada ou saída de greve, assinatura de acordos e outras, a entidade promove consultas, em urna ou eletrônicas (a critério do sindicato filiado), em que cada professor pode se manifestar livremente.

Assim, cada docente, após avaliar as informações de que dispõe, pode escolher com tranquilidade a posição que entender como melhor. Essa alternativa é importante para muitos professores, que não querem se submeter a assembleias por vezes manipuladas, em que a ‘Mesa’ leva horas até permitir a votação, esgotando a paciência de quem se dispõe a lá estar. Isso sem contar o assédio moral muitas vezes praticado por aqueles que aplicam vaias, agressões verbais e até físicas a quem discorda de suas opiniões, instalando ambiente incompatível com o espaço acadêmico civilizado, que inviabiliza o contraditório e o debate racional. […] (dia 22 de agosto).

A APUB Sindicato (sic), firme na sua trajetória  e firme nas suas responsabilidades, não cederá um passo na sua obrigação de representar os professores que nos elegeram para  um período de dois anos a se esgotar em 13 de dezembro próximo. […] (dia 19 de agosto).

Como papel e página de site, nas palavras piedosas do Saci, “recebem no seu lombo qualquer coisa que seja sem reclamar”, só nos resta dizer:

– Haja óleo de peroba!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: