1002 – Judas

.

.

JUDAS

A queima de Judas é uma forma encontrada pela população para expurgar os demônios que a afligem no cotidiano…

Menandro Ramos
FACED/UFBA

S.

.

ábado de Aleluia é dia da queima do Judas. Tempos atrás, em Caetité, no interior da Bahia, era um dia esperado com grande expectativa pelas crianças e adolescentes. Roupas velhas, capim, cordões, arames, ripas, constituíam os ingredientes para armar um boneco de Judas, que se tornara o símbolo da traição ao longo dos séculos. Depois, só precisava recheá-lo com bombas, pólvora e aguardar a leitura do testamento e da queima. Era a oportunidade para fazer gozações com amigos e desafetos, através dos bem-humorados testamentos rimados:

“Como não tenho nada para deixar pro Zé,
deixo minha bota furada, cheirando a chulé.

Deixo para o amigo João,
minha cueca de bolinha samba-canção.

Reservo para a minha amiga Nenzinha,
uma blusa velha rasgada e sem bainha”.

É provável que por aí, a esta hora , um “testamenteiro” esteja lendo:

Deixo para atual inquilino do Palácio de Ondina,
uma garrafa vazia de Whisky com gelo de parafina.

Tudo isso me fez lembrar dos fragmentos de um soneto que li na minha juventude, que dizia mais ou menos assim: “Por que castigar um Judas de capim, se tem tantos de verdade em carne e osso”.

————————

Ao escrever “Palácio de Ondina”, imediatamente, me veio à mente a imagem do sortudo Barba Branca. Digo sortudo porque, até hoje, o Ministério Público não se pronunciou a respeito da denúncia que aponta a Primeira Dama como sendo uma funcionária fantasma do Tribunal de Justiça da Bahia (Veja).

A mesma sorte não teve o vereador tucano Marco Prisco,  preso em plena Sexta Feira Santa e enviado para o presídio da Papuda, por ordem do Ministério Público Federal. Bobo é quem menospreza a força e o prestígio dos petistas…

Por falar em sorte, tivemos sorte  em o governador da Bahia não ter dispensado a Força Nacional logo após a polícia militar ter suspendido a greve. Talvez a presença do exército nas ruas tenha desestimulado a polícia a paralisar novamente suas atividades,  em reação à prisão de Marco Prisco.

Para dizer a verdade, sorte e coincidências andam de mãos dadas com o executivo estadual da Bahia. Pelo menos, até o presente momento…

 

 

 

 

 

Uma resposta to “1002 – Judas”

  1. altino Says:

    Não tem uma queima na UFBA para EXPURGAR os partidos que alotearam?
    altino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: