1025 – O Olimpo Cristão de Antônio Câmara

.

.

Olimpo-cristão-de-Câmara

O Saci concebe o “Olimpo Cristão” do querido Prof. Câmara, tão bondoso quanto ele, povoado de querubins, serafins e nuvens róseas…

.

Menandro Ramos
FACED/UFBA.

.

nn.

.

ão se pode, a priori, colocar qualquer que seja o candidato no index. Todos concordam que eles precisam ter informações sólidas para se posicionarem.

A chance é essa. Sem subterfúgios, sem escapadelas retóricas, sem tergiversação. É pegar ou largar.

Comenta-se que o colendo candidato Prof. João Salles se apressou em responder ao Prof. Fernando Conceição a respeito de possíveis insinuações de injúrias pronunciadas durante um dos debates, contra as comunidades do Calabar e do Alto das Pombas. Qual seria a razão de tanta presteza, de tanta agilidade? Entretanto, o mesmo não aconteceu quando reiteradas vezes, através da lista “debates-l” e do Blog do Saci-Pererê, demos a oportunidade ao candidato titular da Chapa 1 de esclarecer, de uma vez por todas, as dúvidas que pairaram sobre sua posição a respeito do ANDES-SN ou Proifes. Na oportunidade que ele teve, por ocasião do Debate realizado no PAF I, não respondeu a contento. O mesmo pode ser dito sobre o candidato titular da Chapa 3, Prof. Luiz Rogério.

Tenho certeza que o querido Prof. Antônio Câmara, apoiador declarado do Prof. João Salles, na mensagem que endereçou ao Blog do Saci-Pererê, não atinou para o que reiteradas vezes levantamos. A meu ver, o querido companheiro de lutas alçou o cargo de reitor de uma instituição federal a um Olimpo cristão metafísico: “O reitor, enquanto reitor não é um sindicalista, logo não será problema seu as pendências jurídicas ou as decisões da categoria. Cabe ao mesmo respeitar as decisões da categoria. Tudo isso é para dizer que uma falsa polêmica atirada contra João Carlos”. É óbvio que reitor, enquanto reitor, não é um sindicalista. Uma criança de colo, antenada com as coisas do mundo, sabe disso. Como sabe também que Marilena Chauí, Emiliano José, Nelson Pellegrino, Alice Portugal (licenciada da UFBA), Olívia Santana, entre outros apoiadores do governo Lula/Dilma, também não fazem parte do Colégio Eleitoral que elegerá os próximos dirigentes da UFBA. Ainda assim, manifestaram apoio pela candidatura do Prof. João Salles. Diferente de políticos ligados ao DEM, PSDB, entre outros que constituem a chamada “oposição”.

Abro aqui um parêntese para dizer que a prova que o Prof. Antônio Câmara é querido, respeitado e qualifica o debate por onde passa, é que, tão logo manifestou sua opinião sobre o candidato titular da Chapa 1, outros preclaros colegas também o acompanharam. Um deles foi o Prof. Ronaldo Jacobina, da FAMED, ilustre histórico da gloriosa galeria do movimento docente, com uma bela história de memoráveis intervenções em Assembleias da APUB, ao lado dos também notáveis Profs. Francisco Santana, Luiz Humberto Pinheiro e Romélio Aquino, entre outros.  Aliás, o Prof. Jacobina, que é também poeta, é um dos poucos da UFBA que ainda se lembra em evocar as musas e a clamar pelo retorno do heroico nome do Aeroporto Dois de Julho, convenientemente esquecido pelo governo petista e partidos coligados. Pessoalmente, tenho especial apreço aos poetas, ainda que me lembrando sempre dos equívoco dos brilhantes Ezra Pound e de d’Anuzzio, entre outros,  que colocaram sua pena a serviço  da cultura ditatorial de Benito Mussolini, de triste memória…

Mas voltando ao que interessa, às vacas frias como diz o Saci,  e deixando de lado as boas e más reminiscências, creio que não é nenhum disparate pensar que o Prof. João Salles goza da simpatia do partido do governo e que, talvez, mantenha um “flerte” com ele. Veja bem: eu disse talvez! Só o próprio pode esclarecer o que está intrigando muita gente.

Isso tudo me deixa ávido por ouvir dos candidatos, principalmente dos Profs João Salles e Luiz Rogério,  algo muito simples:

“Caso eleito, não me prestarei a transformar o meu reitorado em correia de transmissão do governo ou dos partidos políticos, quaisquer que sejam”.

Claro que não necessariamente dessa forma, pois cada um tem sua própria maneira de manifestar-se sobre a AUTONOMIA da UFBA. Inclusive com muito mais elegância…

——————-

Leia também:

 Câmara intercede por João

O gueto bucólico de São Lázaro

Anúncios

3 Respostas to “1025 – O Olimpo Cristão de Antônio Câmara”

  1. Nego Dengo Says:

    João respondeu logo a Fernando porque temia perder votos se ficasse constatado o seu preconceito contra o Calabar e Alto das Pombas, localidade de pessoas honradas e trabalhadora, mas que a mídia discrimina por serem localidades habitadas, na sua maioria, por pessoas de baixo poder econômico. Já em relação em responder se apoia o Andes ou o Proifes, tem um problema: se apoiar o Andes, fica mal na fita dos governistas, ou seja, pelo menos metade dos eleitores docentes que apoiam a APUB pelega. A questão é essa. Como João manja bem de lógica, conforme já foi dito nesse blog, deve também manjar de retórica e de sofismas.
    Sou mais Dirceu Martins, objetivo e operante!

  2. Menandro Ramos Says:

    Fiz circular nas listas:
    ————————–

    Esclareço que as pequenas discordâncias que tenho com o querido colega Prof. Antônio Câmara, na miudeza da atual Campanha Eleitoral dos Reitoráveis da UFBA, não me tornam seu adversário. Ao contrário. Ele é uma garantia, creio, que pesará nas decisões futuras do seu candidato, caso tenha êxito quanto ao que persegue…

    O que ele escreveu, não faz muito tempo, o coloca no rol dos que respeito e admiro:

    “Os dirigentes da APUB têm se alternado entre os postos de direção da Universidade (diretores, assessores, conselheiros de órgãos colegiados, ou até mesmo cargos no Estado) e a direção sindical. Alteraram a noção de sindicato enquanto entidade independente e de luta dos interesses da categoria, implementaram o servil bordão de sindicato como auxiliar dos governos e das reitorias. Por isso, não reagiram a expansão sem princípios imposta pelo REUNI, adotaram a noção de Universidade Nova, implementaram o sindicalismo virtual (com consulta apenas pela Internet), criaram e se filiaram ao aparelho pró-governamental (Proifes).”

    Caso queira ler o texto completo, o endereço é:

    https://osaciperere.wordpress.com/11-2/foi-manchete/a-destituicao-da-diretoria-da-apub-a-camara/

    Menandro Ramos
    FACED/UFBA

  3. osaciperere Says:

    ASSIM FALOU CÂMARA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: