109 – Esporte empreendedor

   

O Saci usou a engenharia reversa, a partir do pensamento de Pascal, para tentar entender o empreendedorismo nos esportes... (Clique na arte para ampliá-la).

 .  

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA
  

As pessoas, de um modo geral, se assustam quando tomam conhecimento que o Centro de Esporte – aquele lá de Ondina, vizinho de hotéis grã-finos – , pertence à Universidade Federal da Bahia. Os da UFBA já não se assustam muito, pois conhecem as duras contradições que a Universidade abriga.  

Por exemplo, dá gosto de ver o prédio que está sendo construído para abrigar, salvo engano, o Instituto de Saúde Coletiva (ISC), onde funcionava a FACOM (antes de alguns espertinhos terem se apropriado do Restaurante Universitário, o RU, e de o terem transformado na atual Faculdade de Comunicação). O prédio do ISC é bonitão e decente, como deveriam ser todas as unidades da Universidade Pública.  

Eu disse “deveriam ser”, pois quem der um pulinho no tal Centro de Esportes (administrado pela FACED) que falei, vai cair pra trás. Isso se uma parede não cair primeiro na cabeça do infeliz visitante…  

No último dia 30/07, encontrei o Prof. Cláudio Lira desolado, fumando feito um condenado. Depois de conversar um pouco com ele, vi que realmente tem motivos de sobra para estar assim. O aflito professor do Curso de Educação Física não sabia o que fazer para terminar os trabalhos do semestre letivo, uma vez que, naquele local, caso o tempo chuvoso persistisse, seria impossível continuar dando aula. 

capoeiraCom a chuva, as já caóticas salas de aula viraram um grande chuveiro. O Centro de Esporte está sendo chamando de “O Piscinão da UFBA”. Aliás, o problema não é só ser piscina (por sinal, o Curso de Educação Física da UFBA nunca teve uma). O diabo são as lâmpadas, que a todo momento ameaçam cair na cabeça dos alunos. Recentemente, a habilidade de uma aluna com golpes de capoeira a livrou de receber na cabeça uma “Benção” de uma luminária enferrujada.  

Para “azar” do Centro de Esporte da UFBA (CEU na junção do Saci), a FACED foi uma das Unidades da UFBA a rejeitar o REUNI. A partir daí, reuniram-se todos os demônios para puni-la pela subversão de defender a AUTONOMIA PARA A UNIVERSIDADE PÚBLICA… E a grana para a manutenção da sua estrutura física e a do CEU, que já era pouca, sumiu de vez. Não é à-toa que o pilantrinha de gorro vermelho e cachimbo anda dizendo que trabalhar no CEU é um verdadeiro inferno! Não é à-toa!

Algumas soluções já foram apresentadas por cabeças empreendedoras notáveis. As mais variadas possíveis: desde a ideia de vender o ponto para uma grande imobiliária – e com os trocados construir um puxadinho na própria área da FACED ou no Campus de Ondina – , até  a solução de arrendar o terreno para a Federação Baiana de Futebol (ou, quem sabe, para a CBF), e, em parceria com ela(s), transformar toda a área numa espécie de “outdoor tridimensional” de grandes empresas.  

Dizem os “bambas” em marketing privatista que esse é o caminho inexorável para a Universidade Pública, no estilo Parceria Público-Privada (PPP) do governo Lula. E, com isso, o Estado Brasileiro vai se liberando das suas responsabilidades constitucionais, vistas como um trambolho para alguns… Para os que professam o credo neoliberal, a ideia não podia ser melhor.

Se o Centro de Esportes da UFBA vai resistir, só o tempo dirá. Quem sabe os estudantes não emprestarão também seus corpos para serem suportes de propaganda, como outdoors ambulantes!!! 

O esporte brasileiro já fez sua opção. Os clubes esportivos e os jogadores, há muito, se prestam ao triste papel de “animadores de consumo”.

Anúncios

2 Respostas to “109 – Esporte empreendedor”

  1. Fernanda Gonçalves Says:

    Mena,

    Sua charge está ótima!

    Tenho muita pena de ver o “parque esportivo” da UFBA cair sobre as nossas cabeças. Aliás, esse não é o único medo dos guerreiros gauleses: que “o céu caia sobre as cabeças deles”?

    Por favor, peça ao Saci que previna a Turma de Asterix, para que ela não passe por aqui.

    Fernanda

  2. Menandro Ramos Says:

    Uma correção, Fê.

    Certamente, você quis dizer a charge do Saci! Não é verdade?
    Eu sou apenas amigo e consultor dele. Se bem que o pestinha quase nunca me ouve!…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: