1099 – UFBA: intelectuais tentam tapar o Sol

.

TAPAR-O-SOL.

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

Q.

.

uem estudou minimamente Lógica e Retórica sabe que Falácia é um raciocínio errado com aparência de verdadeiro. Portanto, um argumento inconsistente. Quando há intenção de enganar, a falácia é denominada de “Sofisma”; quando não, é chamada de “Paralogismo”. A dificuldade maior é entrar na cabeça do interlocutor para saber, de fato, qual é a dele…

São inúmeras as classificações das falácias. De Aristóteles para cá, rios de tinta foram gastos com o propósito de “dar nome aos bois”. Uma delas, muito conhecida e utilizada mundo afora, é a “Evidência Anedótica” que funcional como “argumento testemunhal”.

A tentativa, por parte de um usuário da lista “debates-l”, da UFBA, de distorcer o que foi dito sobre o “Lixo” – e a tal “piada clássica” lembrada -, talvez se enquadre nessa categoria.

Quem disser que o problema do lixo não está no rol das questões fundamentais para a sobrevivência da humanidade, certamente, é um néscio. Falar sobre isso é até ser redundante… Abaixo, o que foi dito, e depois deturpado acerca do lixo:

Fiquei feliz, sobretudo, porque a UFBA pode exercer um papel deveras importante ao liderar ações em benefício da pólis e do meio ambiente. Nota dez, pois, aos participantes comprometidos com a qualidade da saúde da nossa querida Terra.

Lamento, entretanto, não ver esse mesmo entusiasmo na lista de discussão da UFBA para debater outros assuntos importantes, mas tacitamente esquecidos, ao que tudo indica, como a Dívida Externa e a Urna Eletrônica, só para citar dois de relevância nacional. Ou mesmo, em nível local. Fico triste por não observar o mesmo empenho e interesse para o debate sobre a anulação do plebiscito viciado da APUB, em três instâncias pela Justiça do Trabalho. (Leia o texto na íntegra AQUI)

Ninguém desta lista, portanto, é inocente para não sacar, de pronto, que alguns docentes saem furtivamente pela tangente quando se quer discutir questões ligadas aos desmandos da diretoria pelega da APUB proifense e outras tantas que dizem respeito ao peleguismo. Por falar nisso, abrindo um parêntese, os delegados da Apub já estão a postos para a farra do Encontro do Proifes, no final do mês, patrocinado com parte dos recursos que deveriam ser destinados ao ANDES-SN…

Acrescentaria outros assuntos “malditos” para esses docentes, como “Assistencialismo do Governo Lula”, “Endireitamento Petista”, “Perda da Autonomia Universitária”, “Produtivismo e Servilhismo Acadêmico” – e por aí vai.

3 Respostas to “1099 – UFBA: intelectuais tentam tapar o Sol”

  1. osaciperere Says:

    Circulou na “debates-l”
    ——————————-

    Curiosamente parece que alguns colegas consideraram que discutir o destino do lixo de Salvador constitui um “assunto menor” e de pouca dignidade para comentários nesta Lista.

    Um vídeo recente mostra o horror da situação relativa a esse “problema menor”, nacionalmente:

    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/videos/t/edicoes/v/metade-das-cidades-brasileiras-ainda-nao-esta-preparada-para-lei-que-acaba-com-lixoes/3515568/

    O lixo está longe de ser “metafísico”, como qualificou um colega. Pelo contrário: é extremamente físico!

    Aliás, a atitude de desprezo de alguns pela discussão do assunto lembrou-me uma piada clássica sobre a importâcia relativa dos temas para debate e deliberação em nossas vidas:

    ” Um homem pergunta a outro:
    – Quem toma as decisões em sua casa?
    O outro responde:
    – Bem, eu e minha esposa mantemos uma divisão na tomada das decisões. Eu, como chefe da família, tomo as grandes decisões: se o Brasil deve ou não apoiar o ataque à Faixa de Gaza; se o avião malaio foi ou não derrubado por Putin; se Barbosa deve ou não ser candidato à Presidência da República…
    O outro:
    – E que decisões sua esposa toma?
    E ele:
    – As decisões menores: onde vamos morar, o que vamos comer, onde nossos filhos vão estudar, onde vai parar o lixo que produzimos e outras coisas de menor importância…”

    Saudações

    marcos palacios
    facom/ufba

    “A man must cast his own shadow…”
    (Ursula le Guins)

    ———————-

    Coleta seletiva é incompatível com o produtivismo e a
    competitividade, pois ela não rende créditos ou pontos no currículo
    Lates.
    Talvez sugerindo a Capes que ela passe a considerar a coleta
    seletiva feita em seus lares pelos professores das IFES, créditos
    para a promoção a titular, a coisa funcione.
    Para os demais a Prefeitura poderia dar desconto no IPTU
    Etc., etc.

    Francisco Santana

    ————————–
    Concordo com o Prof. Zamparoni, além do caos no trânsito se a coleta ocorresse durante o dia, teríamos as calçada (que muitas vezes já são ocupadas por veículos estacionados irregularmente) tomadas por latões de lixo.
    Civilizar a coleta de lixo passa necessariamente pela coleta seletiva . É uma vergonha que uma cidade do porte de Salvador não separe seus resíduos, possibilitando pelo menos um mínimo de
    reciclagem . O que vemos são pessoas abaixo da linha da miséria revolvendo latões de lixo à procura do que pode ser reciclado. Lamentável. A coleta seletiva, com apoio às cooperativas de coleta e reciclagem, diminuiria a necessidade de trituração e por conseguinte os níveis
    de ruído provocados pelo processo.
    marcos palacios
    facom/ufba

  2. J. Cândido Passos Says:

    Muitos advogados e comunicadores fazem do sofismar um passa-tempo…

  3. J. Cândido Passos Says:

    Não esquecendo, claro, da maioria dos políticos, entre outros “profissionais” da mentira!

    Para fazer justiça, coloquem-se aspas também em “comunicadores”.

Deixe uma resposta para J. Cândido Passos Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: