1114 – In hoc signo vinces…

.

ONUS.

.

horror

.

Sem-Fronteiras.

A.

.

mídia divulgou o apelo desesperado de um médico de um hospital da Palestina, pedindo que Israel e o Egito abram suas fronteiras para que pessoas feridas possam receber atendimentos hospitalares.

Enquanto isso, o mundo horrorizado com a violência desproporcional do governo israelense contra civis indefesos, indaga perplexo qual o papel da ONU.

O holocausto perpetrado contra o povo judeu agora volta-se na direção dos palestinos.

Guerra, Paz, Amor, Ódio: qual desses signos vencerá?

Benjamin-Satanyahu

Há quase sete décadas o mundo se horrorizava com o holocausto de cerca de seis milhões de judeus pelo Estado Nazista comandado por Adolf Hitler.
Agora é a vez do governo de Israel decretar a morte de inocentes sob o pretexto de defender-se contra o terrorismo.
Seria a brutalidade e a sede de sangue uma característica da humanidade, ou um traço patológico que acomete alguns seres humanos que chegam ao poder, como, no caso, o Primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu?

 

Uma resposta to “1114 – In hoc signo vinces…”

  1. altino Says:

    ANIMALESCO!!
    e ainda dizem que “somos civilizados”!
    Pior de tudo é o mutismo, a inércia, a aceitação, a submissão face a esse absurdo perpretado com as bençãos dos EUA cujo congresso acaba de aprovar grana para criar “escudo de defesa” para os sanguinários!
    E redes televisas, jornalistas, intelectuais, setores sociais diversos idolatram esse povo e país!
    A questão não é onde chegamos mas ONDE VAMOS? QUE FUTURO (se é que teremos…)
    altino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: