1223 – Hollande repete Bush

.

Charlie-é-o-11-de-setembro

.

Prof. Francisco Santana
Aposentado da UFBA

H.

.

ollande estava derrotado politicamente, acuado, greves e passeatas contra a sua política econômica. E agora?

Os franceses vão esquecer tudo e vão aceitar o arrocho para o bem dos banqueiros, em nome de um nacionalismo colonialista, racista e nazista que justifica atentados contra minorias como retaliação?

Acabar-se-ão passeatas contra os reajustes econômicos?

Os líderes sindicais serão detidos para averiguações? Serão acusados de apoiarem o terrorismo? E ninguém reagirá contra isso?

Quanta falta de memória. Como é fácil a mídia controlar e manipular a opinião pública mundial mesmo aqueles que se dizem politizados e de esquerda.

Eu assino em baixo do artigo escrito pelo Petersen Filho na mensagem abaixo: “O Dia do Chacal”.

E aconselho aos desmemoriados  a assistirem o vídeo abaixo:

O ato foi uma estupidez e nada o justifica.

Mas transformar esse acontecimento numa histeria coletiva com fins demagógicos políticos é vergonhoso para os franceses. Afinal o que os franceses tem aprontado na Líbia, Argélia, Mali e Somália não lhes da autoridade moral para fazer caça às bruxas contra minorias. Vide neste link  AQUI  as consequências da guerra na Líbia promovida por Sarcozy e Berlusconi, com a morte de centenas de milhares de inocentes e a condenação do resto da população a condições subumanas.

Eu me lembro que quando a CIA cometeu um atentado para matar Khomeini e mataram uns vinte Aiatolás, Khomeini veio a público pedir calma e tranqüilidade aos iranianos, pois os aitolás são resignados diante do martírio e do sacrifício.

Que diferença. Os jornalistas ocidentais são uns bárbaros diante dos Aiotolás do Irã.


 

 

Por : Pettersen Filho 

Superealidade, que supera em muito, tanto em Trama, como em Violência, a Gravação Ficçiosa rodada em 1973, em Coprodução Franco-britânica, “The Day Of Jackal” – O Dia do Chacal, reproduzindo nas telas a tentativa de assassinato do, então, Presidente Charles D`gaule, impensável, nos dias de hoje, no entanto, ocorreu em Paris, em verdadeiro Atentado contra a “Liberdade de Expressão”, levando consigo, no bojo dos disparos que vitimaram cerca de 12 pessoas, entre Editores, Colunistas e Chargistas de Revista Francesa,  também, o Conceito imaturo que se tem no Ocidente sobre o que seja  Liberdade de Opinião… (Fonte AQUI).

 

4 Respostas to “1223 – Hollande repete Bush”

  1. osaciperere Says:

    Segundo a encarregada de Imprensa e Divulgação do ANDES-SN, Marinalva Oliveira, o ataque é um atentado aos direitos humanos. “O crime em Paris causou uma comoção internacional, pois é mais um ataque à liberdade de imprensa e de expressão, uma demonstração bárbara de intolerância às discordâncias e críticas. Este crime precisa ser apurado e punido. No entanto, é necessário cuidado nas avaliações para que este episódio não impulsione ainda mais a onda xenófoba e reacionária que ganha força nos países europeus”, afirmou.
    ——–
    Fonte: Informativo Ande-SN.

  2. Duílio Says:

    Oportunismo não é novidade. Depois do atentado das torres gêmeas Bush conseguiu a grana que queria liberada pelo congresso americano. Com Hollande não vai ser diferente. De desmoralizado que estava, agora vão fazê-lo herói,preocupado em proteger os franceses.

    Recentemente o tucano Aécio foi demonizado (com razão) pelos eleitores do PT e outros ingênuos, supondo que Dilma fosse superior que o playboy mineiro.

    A humanidade ainda vai ter que gastar muitos neurônios para não ser ludibriada…

  3. Francisco Santana Says:

    Qualquer semelhança do INCÊNDIO DO REICHSTAG com o ATENTADO AO CHARLIE não é mera coincidência. O que as autoridades francesas e americanas estão revelando sobre os pretensos suspeitos demonstra que as autoridades tinham eles sobre rígido controle.

    Outras versões do mesmo filme (algumas discutíveis):

    11 de setembro
    Atentado ao Papa João Paulo II
    Atentado de Sarajevo
    Pearl Habor
    Plano Cohen
    Assassinato do Major Vaz
    O Caso Lavon (desmascarado 10 anos depois)
    O golpe de Suharto na Indonésia.
    O assassinato de Kirov.
    Eduardo Campos (http://www.portalimprensa.com.br/noticias/internacional/68073/jornalista+norte+americano+diz+que+cia+provocou+morte+de+eduardo+campos

    E muitos outros. É uma tática muito conhecida.

  4. Charlie Brown Says:

    Num artigo que rema contra corrente, o colunista Lelê Teles explica por que, mesmo condenando a ação dos terroristas, ele “não é Charlie”; “Ir contra o profeta Maomé era pedir briga, não com os muçulmanos, mas com os fanáticos. Dizer que o crime em França atentava contra a liberdade de expressão é de um lugar comum risível. O fundamento dos fundamentalistas é cercear a liberdade de expressão. E eles são contra a liberdade de expressão de todos aqueles que não pensam como eles, sobretudo muçulmanos”, diz ele; numa das charges, Maomé era colocado de quatro; outra afirmava que o Corão é uma merda; desenhos do Charlie insuflavam a islamofobia na França; leia a íntegra em:

    http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/165837/Je-ne-suis-pas-Charlie.htm

Deixe uma resposta para Duílio Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: