1248 – Rui Costa, El Matador

MATADOR-1AMATADOR-2AMenandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

.

O.

.

s primórdios da minha longínqua adolescência, em Caetité, foram marcados por leituras do gênero “capa e espada”, de escritores do porte de Alexandre Dumas, Ponson du Terrail e Michel Zevaco. Nesses romances os autores contavam peripécias de espadachins de uma época em que a vida humana não tinha o menor valor. Se minha memória não me trai, Zevaco falava de uma Paris em que charretes ou carruagens de prepostos do poder saiam, de madrugada, recolhendo cadáveres estripados por assaltantes, truões, malfeitores diversos – e, por que não dizer? – pela própria guarda real…

Mais velho um pouco, pude assistir, já nos cinemas de Salvador, as bravatas do agente James Bond, o famoso 007, a serviço de “sua majestade”. Dizem as más línguas que a verdadeira “majestade” da concepção narrativa do escritor inglês Ian Fleming, oficial da Inteligência do Reino Unido, era o capitalismo… O detalhe era que James Bond, um agente bonitão que se deixava seduzir pelas mais belas e perigosas espiãs, usava e abusava a mais sofisticada tecnologia de ponta do período da Guerra Fria, de preferência contra o Reino do Mal capitaneado por Moscou.

Também, nesse período, assisti “Desejo de Matar”, filme produzido em 1974, protagonizado por Charles Bronson, um arquiteto pacífico que decide vingar a morte de sua mulher bem como o estupro que sofrera a sua filha, e fazer justiça com as próprias mãos, dada a inoperância da polícia de Nova York.

Essas reminiscências me chegaram aos borbotões quando assisti na TV a entrevista do governador Rui Costa, ao comentar a chacina praticada pela sua polícia, no último 6 de fevereiro, com um saldo de 13 mortos.

Sinceramente, a banalização das execuções pelo executivo estadual, evocou-me tristes situações pretéritas, e afligiu-me pelo infortúnio da volta aos tempos de barbárie da capital francesa e de outros sítios europeus. Segundo as palavras do governador, o importante é que cada policial “chegue em casa com vida”, ficando claramente configurada a outorga de uma “licença para matar” à revelia da nossa Carta Constitucional…

Fazendo as contas, se o governador nasceu em 1963, ele e alguns da sua geração conviveram e, possivelmente, se encantaram com as pirotecnias do Agente 007 e, quem sabe, até com a rebeldia do arquiteto matador protagonizado por Charles Bronson, contra o estado de direito, como é comum ocorrer com os mais jovens, ainda sem os instrumentos críticos da reflexão advindos da maturidade. Mas até aí, tudo bem. “Jovem é outro papo”, já ensinava “Patropi”, personagem do humorista e comediante Orival Pessini, na década de oitenta.

Preocupante, entretanto, é quando a “síndrome de Peter Pan” – na melhor das hipóteses -, povoa a mente dos que são responsáveis pela condução da res publica.

***

Ainda hoje, a TV divulgou o aparato tecnológico do governo Rui Costa para assegurar a “segurança” do povo baiano, como as câmeras espalhadas pelos espaços nobres da capital (vigiar e punir), armas pesadas e até “caveirões”. Para o meu amigo de gorro vermelho, o tempo dirá como será visto o governador da Bahia: se como um político preocupado em resolver, de fato, os problemas da polis segundo preceitos humanistas, ou como, simplesmente, um “matador” pragmático de olho apenas na grana dos turistas e na manutenção da lógica do capital…

SOLDADO-COSTA-2015


Na UFBA, escreveu sobre o assunto o Prof. Fernando Conceição, da FACOM: Rui Costa, governador da Bahia, por que não te calas e sim autorizas tua polícia exterminadora de pretos e pobres?

———————-

Leia também: “Chacina de negros e pobres

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: