1271 – Descartes contestado

.

COGITO GPara o Saci, não é a primeira nem será a última vez que o “Cogito ergo sum” cartesiano vem sendo contestado…

Anúncios

2 Respostas to “1271 – Descartes contestado”

  1. Beth Borges Says:

    Ainda bem que o contestamos, pois, prefiro logicamente o existo, logo penso! e Freud não tem nada a ver com isso.
    Mas, gostei da sacada. O saci sempre muito inteligente; faz rir e faz pensar… parabéns!

  2. Francisco Santana Says:

    A minha versão é que na realidade a tradução correta é:

    PENSO, LOGO SOU.

    Essa história do existo é mais uma sacanagem dos fideístas para tirar a força do anticlericalismo da frase.

    Eu sou significa, eu sou equivalente ao ser, eu tenho tanto poder como Deus para conhecer a natureza, não tenho que perguntar ao Papa.

    O existo descaracteriza totalmente a irreverência da frase.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: