1361 – Direitos humanos só no papel

.

AFRICANOS-NA-EUROPA-2015

Para o Saci, o famoso trio da revolução francesa – Liberdade, Igualdade e Fraternidade – continuam desfocados no horizonte da ordem burguesa…

 

Anúncios

Uma resposta to “1361 – Direitos humanos só no papel”

  1. Francisco Santana Says:

    O mais grave é que tem um crime maior por trás desse grande crime, praticado pela Europa/EUA/OTAN que a mídia está escondendo. Essa nova onda de imigrantes negros vem da Líbia. Por quê? Na Líbia de Kadafi não tinha discriminação racial e daí 500.000 negros, a maioria imigrantes de outros países vizinhos assolados pelas guerras civis financiadas pelo colonialismo, viviam lá trabalhando normalmente num país próspero, de IDH alto (próximo ao do Chile), a Líbia de Kadafi.

    Aí mercenários armados e financiados pelos EUA/Israel/Arábia Saudita invadiram a Líbia. Para se ter uma idéia, esses mercenários tinham até força aérea com MIG-23. E um dos chefes era prisioneiro em Guatanamo e foi liberado um ano antes do ataque a Líbia pelos EUA. Ele deu até entrevista na TV.

    Eles começaram pela Cidade de Bengazi, por ser a cidade mais cosmopolita da Líbia e por isso ter menos Líbios em relação a imigrantes proporcionalmente e ser mais sensível à formação de Thinks Tanks pela CIA para criar oposição política contra Kadafi.

    A contra ofensiva de Kadafi foi fulminante e já ia tomar Benghazi das mãos dos terroristas quando a ONU autorizou a OTAN entrar na guerra apenas pelo ar sob pretexto de proteger civis da aviação de Kadafi. Aviões da OTAN (a maioria franceses) barraram a ofensiva de Kadafi em Benghazi atacando as forças de Khadafi em terra; teoricamente era só para atacar a aviação de Kadafi. Mas viram que mesmo assim os rebeldes teriam dificuldades.

    Foi quando tropas terrestres inglesas da OTAN entraram na guerra sem autorização da ONU e daí marcharam para Trípoli e derrubaram Kadafi. Daí em diante era OTAN contra Kadafi, Um massacre. O papel dos rebeldes passou a ser apenas o de matar prisioneiros que se entregavam.

    Acontece que os terroristas mercenários armados pelos EUA/Arábia Saudita são doutrinados na religião wahabista da Arábia Saudita e são intolerantes ao máximo e racistas logo de cara contra os negros, pois sabem que esses não seguem o wahabismo.

    Logo no primeiro momento assassinaram 50.000 negros acusados de hereges e de aliados de Kadafi. 200.000 negros fugiram pelas fronteiras hoje fortemente vigiadas e o que sobrou tenta fugir da morte pelo mar.

    Mas aí são condenados pelos racistas europeus a morrerem afogados.

    Já enviei para a lista debates, outros e-mail condenando esses crimes, mas talvez agora com as cenas dantescas da mídia, os professores da UFBA despertem para o problema. Pois de outra forma estão sendo cúmplices.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: