148 – Porque não voto em Serra

Para o Saci, alma gêmea, clone ou xerox… tudo dá no mesmo. Só muda o figurino… (Clique na arte para ampliá-la).

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

Pela mesma razão que não voto em Dilma, não voto em Serra, pois ambos governam para os ricos. Claro que algumas migalhas são dadas aos pobres, bem como à classe média, em nome da tal governabilidade. Alguns raciocinam que é conveniente Serra assumir, apesar de ser tal e qual Dilma, uma vez que, caso se eleja, o PT fica enfraquecido. Segundo os que assim pensam, quebrar a coluna dorsal de coligados que fizeram vistas grossas ao mensalão e outras maracutais, com o propósito de tirar também suas lasquinhas (ou lasconas), é substancialmente estratégico.

Pessoalmente, prefiro  não ser estratégico. O preço é muito alto. O PT, que durante muito tempo levantou a bandeira da ética e da moralidade, e que conquistou adeptos exatamente por isso, ao ter o poder nas mãos passou a se valer da mesma “estratégia” dos que costumava criticar.

Meu voto é útil. Quero colocá-lo, sempre, em favor da minha utopia, da utopia de um país decente e justo. Votando em Serra, da mesma forma que em Dilma, tal imprudência me tira a alegria de, talvez, um dia contar para os meus netos, ou os netos de outrem, que jamais contribuí – concientemente – para a construção do Brasil cafajeste. As vezes que votei em Lula, até ele se eleger pela primeira vez, e a máscara cair, eu o fiz com a certeza de que votava em alguém que podia fazer, juntamente com os trabalhadores,  um país mais justo, pois conhecera na própria pele, enquanto imigrante nordestino, o látego cruel da classe hegemônica que açoitava o proletariado.

O que vi depois? Vi horrorizado que me enganara. Vi alguém, que eu ajudara a eleger, à frente de contra-reformas do Estado brasileiro, com o propósito de desobstruir os embargos constitucionais que impediam a expansão do capital financeiro sem pátria. Vi a indiferença de Lula diante das privatizações efetivadas por FHC, a quem criticava duramente, sem esboçar o menor gesto para reverter os “negócios” escusos; vi o favorecimento e a cumplicidade frente aos assuntos financeiros de interesse dos amigos e familiares do presidente; vi o triunfo dos mensaleiros; vi a defesa e simpatia pelos Renans, Sarneys e Severinos; e vi muito mais e tanto, que seria enfadonho enfileirar , aqui, a sequência  de ocorrências de situações de pouco caso e escárnio para com o povo brasileiro.

Decidi com segurança: Nem Dilma nem Serra; nem Serra nem Dilma. Em quem votar, então, perguntará o leitor? Em nenhum do dois. E na falta de um canditado com os predicados que o Brasil precisa, anular o voto é uma opção cidadã. Sei que alguns tentam confudir o eleitor menos crítico dizendo que voto não se anula. E eu pergunto: por que não? Por que eu seria obrigado a escolher uma coisa entre duas se nenhuma delas me agrada?

Raciocine comigo, leitor. Vou usar uma caricatura, um exagero, que não se aplica ao caso dos dois candidatos que ficaram para o segundo turno, mas que ajuda a entender melhor o que digo. Imagine se eu tivesse de escolhe entre dois candidatos: um estuprador cruel e um torturador sanguinário. Qual escolheria?

Claro que nenhum. A minha consciência, assim, me guiaria para anular o voto. Sob pena de me tornar cúmplice de um deles.

Quem ainda nutre a utopia de crer ser possível a construção de um mundo melhor ou de um país justo, igualitário, fraterno e solidário não pode fazer concessão a governos que estimulam direta ou indiretamente a voracidade do capital financeiro sob o manto hipócrita do vanguardismo, da “modernidade”, da flexibilização das relações de trabalho ou  da  humanização do capital. Para início de conversa, capitalismo é barbárie!

Assim, leitor, 00 (zero-zero) vale mais do que 13 (treze) ou 45 (quarenta e cinco) na Mamática revolucionária do trabalhador.

 

8 Respostas to “148 – Porque não voto em Serra”

  1. Tweets that mention 148 – Porque não voto em Serra « Blog do Saci-Pererê -- Topsy.com Says:

    […] This post was mentioned on Twitter by cadulorena and Fred , Lana. Lana said: Não voto nem na Dilma Serra nem no José Rousseff – http://goo.gl/RBTC #segundoturno […]

  2. Rubens Says:

    Deveria votar pois, ele, o rei da baixaria, é a sua cara. A ilustração os retratou perfeitamente.

  3. Rubens Says:

    Complementando o que eu disse acima, uma observação:

    Depois que o PSTU trocou Trotsky pelo Roberto Marinho, a gente vê cada coisa…

    Novamente um texto a partir do mundinho cor-de-rosa da classe média triunfante. Para se dar ao luxo de escrever o que escreveu acima, é porque seu autor já aderiu à lógica do salve-se quem puder do neoliberalismo.

    É um ponto de vista obtuso de quem não depende de políticas públicas e está pouco se lixando para os que delas dependem. O que importa é nutrir a utopia… (sic)

    A mentalidade de quem não se importa se Serra vai privatizar o pré-sal. Vai privatizar, e daí? Tenho meu empreguinho e estou bem assim, isso não me diz respeito, não é? 12 trilhões de dólares é muito abstrato para quem está se divertindo na viagenzinha de classe média, “da utopia da construção de um mundo melhor”. Americanos e europeus também são seres humanos, trabalhadores, que mal teria mandar esse dinheiro para eles? Ademais, todas as empresas exploram trabalhadores, que mal existiria em deixar a Esso ou a BP explorar um pouquinho os brasileiros também.

    O conteúdo de todos os textos do Sr. Menandro poderiam ser resumidos em três itens principais:
    – Ódio e ressentimento quando se refere ao PT
    – Ausência de qualquer discussão política
    – Somados, os itens anteriores resulta em moralismo udenista, eterna praga da política nacional.

    A matemática revolucionária do trabalhador é outra:
    13 = casa, boa alimentação, mobilha, eletrodomésticos, saúde, universidade, e tudo o mais que sempre lhe foi negado.
    45=16= muito menos que 00 para os os mais pobres. É a perda da dignidade e da vida. Mas o importante é nutrir a utopia, não é Sr…

    É por isso que DEM, PSDB, PCO e PSTU são iguais, todos apostam na desqualificação da esquerda e no moralismo barato para defender, diretamente ou subliminarmente, os interesses de grandes empresas estrangeiras.

    Por falar nesse assunto, Serra já mandou o recado, e parece que já está passando o chapéu:
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/serra-x-pre-sal-esta-dada-a-senha

    A entrevista do Zylbersztajn pode ser lida como: “Atenção Esso, BP, Total, Repsol e cia: venham financiar a campanha do Serra que nós defenderemos os seus interesses! Vamos rever esse negócio de partilha e tudo vai voltar ao que era antes!”

    Bobagem, é tudo igual, todos só querem faturar (menos o PSTU e o PCO, por supuesto! KKKKK)

    Tenho sérias razões para crer que muitos que fazem pose de extrema esquerda estão metidos nisso, pois serve para desqualificar quem defende o Brasil dos interesses dessas petroleiras. O discurso de extrema-esquerda interessa muito a essas empresas. E por falar em migalhas, quem sabe depois não sobre alguma?

    Então está combinado, votamos nulo 00, assim não atrapalhamos o caminho das petroleiras que, afinal de contas, principalmente no caso da BP, precisa de recuperar a fortuna que acabou de perder nos EUA.

    Já que perguntar não ofende, petrodólares são bons para “nutrir a ideologia”?

  4. Menandro Ramos Says:

    Prezados Colegas,

    Para um ordodoxo defensor da situação (Asterix chamaria de ideafix), ou se reza na cartilha oficial ou nada feito. Paciência. Gosto de exercitar os meus pobres neurônios com interlocutores capazes de fazê-los produzir sinapses… Assim, não perco mais o meu tempo com quem só quer ouvir a própria voz.

    Quanto a conhecer a tal revista, esclareço que um dos meus filhos tem assinatura da mesma e me passa os exemplares lidos. Leio-os e guardo-os todos (não os incinero como o fazia o nazismo), pois eles contam a história da esperteza burguesa com ares de jornalismo progressista. Isso no geral. Claro que há muita coisa interessantes com bons redatores e articulistas. A velha contradição está presente… dialeticamente. Alás, o discreto chame da burguesia é deveras sedutor!…
    E quem há de negar? Indaga Caetano…

    Em tempo: a fonte do ilustrado professor é realmente “irada”, como alguns jovens costumam dizer atualmente. Será que a Globo já sabe que ela agora não é mais da família de Roberto Marinho?

    Vixe Maria! Isso era para ser dado no “Plantão do Jornal Nacional”!!!

    Saudações,
    Menandro

    ———————

    Prezados,

    Menandro dá mais uma contribuição para que a internet e a lista se tornem um esgoto. Se o Sr. Menandro, ao invésde ficar reproduzindo o que ouviu dizer, se desse ao trabalho de conhecer a revista que ataca, teria a opção de ao menos agir com um pouco de dignidade.

    Cordialmente,
    Rubens

    —————————————

    Após ler um sutilíssmo texto de duas ou três longas linhas do colendo Prof. Rubens Tolodo, contumaz repassador de contribuições de outrem em favor da candidatura Dilma, não pude resistir de escrever algumas linhas como resposta à sua importante contribuição…

    —————————————-
    Prezados Professores,

    Muitíssimo oportuno o texto enviado a esta lista pelo colega. Só assim é possível desvelar o que significa a mídia empresarial interesseira, como O Estadão, Folha de São Paulo, Veja, Isto É, Carta Capital e tantas e tantas outras por aí, algumas delas tentando até iludir o público como sendo mídia progressista pró-trabalho. No fundo, o querem mesmo é faturar. Todas elas criam expedientes diversos para abocanhar as contas da propaganda oficial.

    Quando não conseguem seus intentos falam cobras e lagartos do plantonista governamental. Coisa de louco. Veja se Carta Capital toca num fio da barba do companheiro Lula? Toca?

    O bom de tudo isso é sabermos que esta mensagem, circulando pela internet, acaba desmascarando o Estado de São Paulo que brande a tesoura vil e nunca admite que o faz. E ainda dá uma de bacana!…

    Algum colega poderia fazer chegar esta mensagem ao cientista político e presidente da APUB, o colendo Prof. Israel de Oliveira Pinheiro? Não o faço pois temo que ele “modere” esta mensagem sem sequer lê-la…

    CENSURA NUNCA MAIS!!!

    Atenciosamente,

    Menandro Ramos
    FACED/UFBA

  5. Rubens Says:

    Caríssimo Menandro,

    O Sr. copiou e colou um e-mail que se refere a uma outra discussão, como se fosse resposta à postagem acima. Esse copiar e colar pode acabar fazendo mal à saúde.
    Sobre a única parte que não foi copiada e colada, cabe uma retificação. A pergunta correta é: Será que todos os militantes do PSTU sabem que trabalham de graça para a família Marinho?

  6. Menandro Ramos Says:

    Prezado Prof. Rubens,

    O espaço deste blog, diferente da lista da APUB que a atual diretoria administra com a tesoura vil, e que talvez conte com o seu apoio, é democrático. Esteja à vontade para fazer seus ajustes e retificar algo que eventualmente compreendemos mal. Até mesmo para suprimir escritos ou pedir ao leitor para esquecer o que escreveu. O príncipe dos sociólogos e ex-presidente da República não o fez?

    Quanto às suas teses revolucuonárias sobre o PSTU e outros partidos não alinhados ao capital financeiro, acho-as fantásticas. Sugiro que as publique em livro ou as transforme em novela das oito. Parece que a Globo tem investido muito em comédia… Este blog ficaria feliz se um dia puder dizer que contribuiu para com o seu sucesso como autor de telenovelas do gênero comédia-pastelão. De verdade!!!

  7. Fabianne Says:

    Caro professor Rubens,

    Se o senhor não tem discernimento e inteligência suficientes para enxergar o que está a sua frente, pelo menos não critique quem os têm!
    O senhor deve fazer parte de mais um dos pelegos do PT, que comprou toda a sua oposição com favoritismos, liberação de verba e cargos públicos e cujo governo foi o mais CORRUPTO e SEM ÉTICA do país. Que a direita elitista e vendida roube descaradamente é aceitável, mas que um partido que nasceu para lutar contra a corrupção, os privilégios e o nepotismo se torne essa massa PODRE que é hoje o seu PT é inaceitável. É a maior prova de que quem está no poder se deixa corromper e esquece dos seus antigos ideais.
    Acredito que o senhor esteja um pouco desinformado, mas os que mais se beneficiaram com este governo foram os banqueiros e grandes empresários que “nunca antes, na história desse país” lucraram tanto e tiveram tantos privilégios, procure saber quem financiou a campanha de sua candidata nesta eleição. O povo recebeu apenas migalhas de quem prometeu fazer uma verdadeira revolução; o que houve foi um grande continuismo das políticas de FHC, sem o qual, Lula não seria NADA pois só fez seguir a sua cartilha e receber os louros advindos do Plano Real, como a estabilização da inflação e o crescimento econômico do país. Mas se o senhor acha que assim está muito bom, só posso crer que faça parte da massa de vendidos, ou que, como a companheira e agora presidente deste circo, a sra. Dilmas Roussef, deva estar ganhando algo por fora (não é mesmo, Erenice?).
    Atualmente, acúmulo de cargos é coisa banal, fraude era no governo FHC!! Ministra Chefe da Casa-Civil e administradora da Petrobrás pode; milhões no bolso por um cargo e mais milhares por outro também!!!

    Segue trecho da ata da Petrobrás de 8 de abril de 2009, caso o senhor esteja, novamente, desinformado:

    “Item VII: Pelo voto da maioria dos acionistas presentes, em conformidade com o voto da representante da União, foi aprovada a fixação da remuneração global a ser paga aos administradores da Petrobras em R$8.266.600,00 (oito milhões, duzentos e sessenta e seis mil e seiscentos reais), no período compreendido entre abril de 2009 e março de 2010, aí incluídos: honorários mensais, gratificação de férias, gratificação natalina (13º salário), participação nos lucros e resultados; passagens aéreas, previdência privada complementar, e auxílio moradia, nos termos do Decreto nº 3.255, de 19.11.1999, mantendo-se os honorários no mesmo valor nominal praticado no mês precedente à AGO de 2009, vedado expressamente o repasse aos respectivos honorários de quaisquer benefícios que, eventualmente, vierem a ser concedidos aos empregados da empresa, por ocasião da formalização do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT na sua respectiva data-base de 2009.
    Foi aprovada a delegação ao Conselho de Administração competência para efetuar a distribuição individual dos valores destinados ao pagamento da remuneração dos membros da Diretoria Executiva, observado o montante global e deduzida a parte destinada ao Conselho de Administração e condicionada à observância dos valores individuais constantes da planilha de Remuneração Máxima dos Administradores, nos termos da Nota DEST/CGC nº 79/2009, de 2 de abril de 2009, do Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais.”

    Enfim, se o senhor não enxerga a realidade, pelo menos deveria ficar quieto. O petista que ainda é petista só pode deixar de ter duas coisas: inteligência ou escrúpulos.

    Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri/Show.aspx?id_materia=fhdwH96nI3DIBlm5INuCIg==&id_canal=sgg76UC3KYDxaq0ESLvT5w==&id_canalpai=/zfwoC+leAQcwFyERVZzwQ

  8. Fabianne Says:

    Outro trecho importante da ata da Petrobrás:

    “Item IV: Foram reeleitos como membros do Conselho de Administração da Companhia, na forma do voto da União, com mandato de 1 (um) ano, permitida a reeleição, a Senhora Dilma Vana Rousseff, brasileira, natural da cidade de Belo Horizonte (MG), divorciada e economista e os Senhores Guido Mantega, brasileiro, natural de Gênova, Itália, casado e economista; Silas Rondeau Cavalcante Silva, brasileiro, natural da cidade de Barra da Corda (MA), casado e engenheiro; José Sergio Gabrielli de Azevedo, brasileiro, natural da cidade de Salvador (BA), divorciado e economista; Francisco Roberto de Albuquerque, brasileiro, natural da cidade de São Paulo, casado e General de Exército Reformado; e Luciano Galvão Coutinho, brasileiro, natural da cidade de Recife (PE), divorciado e economista.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: