24 – A UFBA cresce como rabo de cavalo?

.

Como um rabo de cavalo, estaria UFBA crescendo para baixo?
– Como um rabo de cavalo, estaria a UFBA crescendo para baixo? – indagou o Saci no meio de um papo sério.

 

Os número frios, para que os explicudos expliquem...

Os número frios, para que os explicudos expliquem melhor a situação da UFBA.

 

Os positivistas que me perdoem, mas mula-sem-cabeça existe. Digo, mas não provo. Acreditem se quiser. Ah! Saci dos meus pecados!

Dias atrás, trocávamos e-mails, eu e o Prof. Modesto Jacobino, da FAMED/UFBA, sobre a difícil arte de interpretar números, tentando extrair, das tabelas oficiais, conclusões que nos assegurassem uma leitura significativa do crescimento da UFBA. Preocupações normais entre dois professores. Afinal, quem não quer que a UFBA cresça? Por diferentes razões, é claro…

Pois bem, sem mais, nem menos, me chega o Saci e me posta um desenho no meio da nossa conversa. Fiquei todo sem jeito. Numa investigação séria, no meio de um papo científico, eis que o pilanta me aparece com gracejos. E o pior é ter surrupiado um desenho da menina Letícia, que eu havia feito exclusivamente para ilustrar uma historinha, que ela e sua avó Fernanda haviam inventado… Qual o limite do Saci? Se fosse, ainda, um cavalo… Tudo bem que ele use metáforas, mas usar logo uma mula-sem-cabeça, com tanto rabo de cavalo por aí… Enfim, ele quis usar e usou. Aliás, muitos já conhecem o seu geniozinho voluntarioso…

Assim, Prof. Jacobino, peço-lhe desculpas pelas brincadeiras debochadas do meu amigo pândego. Eu lhe proponho, que continuemos com as reflexões sobre os destinos da nossa querida UFBA, a partir dos dados que dispomos. Para lhe ser sincero, não tenho muita intimidade com a Estatística, mas conheço uns amigos que são verdadeiras feras na área. Posso pedir-lhes uma mãozinha.

Outra coisa, mexendo nos meus alfarrábios, encontrei um livro meio velhinho, escrito por um tal Darrell Ruff,  em 1954. O título é instigante: “Como Mentir com Estatística”.  Quem sabe, ele impeça de sermos tapeados! Vou, imediatamente, providenciar-lhe uma cópia.

Abaixo, as indagações para que outros colegas também possam opinar, caso queiram. 

 

SÃO POSSÍVEIS AS CONCLUSÕES COM BASE NOS NÚMEROS
PUBLICADOS PELA ADMINISTRAÇÃO DA UFBA?
 

  1. Apesar de quase o dobro do orçamento em 4 anos, nesse mesmo período pouco mais de 1.000 novos alunos matriculados/semestre;
  2. No mesmo período, de 4 anos, só 9 novos cursos de graduação/ano;
  3. Em igual período, menos de 1.000 novas vagas/ano no Concurso vestibular;
  4. Redução de cursos de pós graduação de 122 para 93;
  5. Menos de novos 200 professores contratados;
  6. Número inalterado do quantitativo de Professores substitutos;
  7. Redução do número de Servidores Técnico-administrativos;
  8. Menos de 1.000 novos computadores instalados/ano;
  9. Menos de 500 novos pontos de internet instalados/ano; e
  10. Não houve aumento da área física (m2), destinada para graduação, pesquisa e extensão em 04 anos de administração.
Anúncios

Uma resposta to “24 – A UFBA cresce como rabo de cavalo?”

  1. Modesto Jacobino Says:

    Os números estão disponíveis na internet da UFBA. Achei interessante a idéia da participação de outros colegas para aprofundar análise dos mesmos. Vejo que temos de iniciar imediatamente um amplo debate, com objetivo de termos um diagnóstici preciso da UFBA no período administrativo dos quase 08 anos do atual reitorado. Vamos sim, de olhos bem abertos, ficar atentos para qualquer mudança nos números

    Prof. Modesto Jacobino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: