241- O Convite ressignificado da APUB

ANTES (clique na arte para visualizá-la melhor).

 

DEPOIS (cliquena arte para visualizá-la melhor)

O Convite ressignificado da APUB
(ou “O jogo dos sete erros”)

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

O Saci me dissera, anteriormente, que não pretendia senão fazer uns acréscimos no belo convite do Baile de Carnaval da APUB. Uns pequenos toques. Para ele, por excesso de modéstia, a diretoria da seção sindical preferiu omitir algumas insígnias da realeza britânica, inspiradora do grande evento carnavalesco, segundo suponho. Se eu não o compreendi mal, todo aquele labor não era senão por razões estéticas.

Tempo depois, ele já me pedia para descobrir os “sete erros” entre o convite original e o ressignificado.

Sem querer, acabei me reportando ao que escrevera um certo barbudo(*), que dizia que uma aranha executava operações parecidas com a dos tecelões, e que a abelha superava mais de um arquiteto ao construir sua colmeia. Porém, o que distinguia o pior arquiteto da melhor abelha era que ele bolava primeiro na sua cachola para depois materializar o que fora pensado.

Daí a minha grande dúvida: de acordo com a referência teórica do barbudo, eu deveria incluir o Saci no rol das aranhas e abelhas ou no time dos tecelões?

Ou seja, antes de sentar no computador para fazer aquelas gaiatices, ele tinha pensado em apenas transformar esteticamente aquele convite – para objeto de fruição dos professores associados e foliões – ou, simplesmente, havia matutado uma peça de entretenimento para os docentes não muito chegados a bailes – ou quem sabe mesmo para seus netos, uma espécie de passa-tempo desses vendidos nas bancas de jornal?

Uma coisa é certa: ainda que seja difícil extrair de um pequeno convite o que passa pela cabeça da atual diretoria da APUB – dando prosseguimento ou não ao que foi iniciado por outras – sobre o papel da seção sindical que ela dirige, ou sobre uma possível afinidade com a ocultação da realidade através de máscaras e fantasias, ainda assim, é muito – mas muito mais difícil! – convencer o Saci que “Deus é menino”…

——————
(*)  Confira Karl Marx, em O Capital, vol. 1, parte III, cap. VII.

Uma resposta to “241- O Convite ressignificado da APUB”

  1. Menandro Ramos Says:

    Recebi por e-mail, de alguém que não quer se identificar para o público:
    —————————————

    Mena,

    Como contribuintes que somos do Andes-SN, que diretorias e diretorias apubianas subtraem,imagina se todos os filiados resolvessem pegar o seu convite, ao qual teriam direito…Seria um verdadeiro baile nas intenções da rainha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: