302 – Hemisfério direito da UFBA em crise

Para o Saci, o hemisfério direito da UFBA está em crise. Segundo o pestinha, esse treco aí em inglês significa: QUE DROGA! NÃO CONSIGO MAIS PENSAR EM PORTUGUÊS! Ele me garantiu que é isso... De toda forma, o Leitor poderá conferir com os universitários da Uninova... (clique na arte para ver se a tradução está correta mesmo)

unca sei quando o pândego do Saci está falando sério. Ele me garantiu que andou rondando algumas mentes nos labirintos sinápticos da UFBA… Só tratou do resultado, porém não me falou sobre a metodologia utilizada…

Mas que cara é essa Leitor, está duvidando de mim? 

Se foi verdade o que ele disse, ou não, só ele mesmo poderá confirmar. Pergunte a ele!… Só estou repetindo o que o pilantrinha me informou…

Anúncios

Uma resposta to “302 – Hemisfério direito da UFBA em crise”

  1. Menandro Ramos Says:

    O conceito de “hemisfério direito” no jargão escrachado sacizesco

    É bom explicar, aqui, que se trata do “hemisfério direito ideológico“, uma das teorias underground do Saci-Pererê da UFBA. Não tem nada a ver com as pesquisas contemporâneos de psicólogos e neurologistas, nem tão pouco com as proposições que creditam ao lado direito do cérebro as emoções, a intuição, a centelha da criatividade e a ousadia de propor soluções criativas, em oposição ao hemisfério esquerdo que lida com o raciocínio lógico e a linearidade. Para o pilantrinha, o desafio é equilibrar o uso das duas bandas de massa cinzenta, sem hegemonia de uma sobre a outra.

    Segundo o Saci, o uso exclusivo do hemisfério direito, com prejuízo da totalidade corpórea, deixa a vítima com mania de grandeza (despotismo esclarecido), mania de “sabe-tudo”, tara por liderar a ferro e a fogo, astúcia para usar a retórica a seu próprio favor e interesse, fome de acumulação, sede de apropriação da força do trabalho alheio (mais-valia), mitomania e outras patologias dificilmente diagnosticadas, uma vez que se travestem de “carisma, produtivismo, meritocracia e competência cognitiva”.

    Creio que de alguma forma foi influenciado por Nozim de Caetité , para quem, aos arroubos da genialidade dos “direito-cerebrais”, respondia com bazófia e picardia:

    – Não tô cumeno nada disso!”

    Assim, explicado o significado da expressão “hemisfério direito”, fica mais fácil entender a outra, in english, segundo o Saci saída de um magnificent brain qualquer: Bloody hell ! I no longer think in portuguese! (Que inferno – que zorra, raios que o partam, cão dos infernos, macacos me mordam, azar da moléstia etc -, não consigo mais pensar através da droga da língua portuguesa!).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: