325 – A Irmã Dulce e Palocci

Para o Sacci, se Palocci emplacar mesmo como milagreiro multiplicador, a Bem-Aventurada Irmã Dulce terá mais um companheiro taumaturgo ribeirão-pretano - portanto, também brasileiro! -, para realizar (X 20!) pelos seus doentes pobrezinhos, o que o governo do Estado nunca se lembra de fazer. Por outro lado, os Budas ditosos (ou não) colocados de costas para atrair a deusa da Fortuna, terão problemas de concorrência... Ah! Se terão! (clique na arte para multiplicá-la por vinte).

Uma resposta to “325 – A Irmã Dulce e Palocci”

  1. Menandro Ramos Says:

    De acordo com um amigo religioso, a Igreja Católica está numa boa safra de beatificados – esses futuros Santos que intercederão pela humanidade. Parece que antigamente o processo de canonização era mais moroso. Agora com o recurso de fax e da internet, segundo o Sacci, a burocracia celestial ficou mais ágil. Ainda bem, pois o rol dos nossos problemas cada vez mais se avoluma.

    Ainda que possa parecer surreal o encontro entre o ministro Palocci e a Mãe dos Pobres da Bahia, o meu amigo estripulento investiu na relação entre as duas notoriedades.

    Tanto para o Blog do Sacci quanto para a Igreja Católica a ajuda divina, existindo ou não, mal não faz. Para esta última, quanto maior o número de canonizados maior serão os devotos e, consequentemente, maior o marketing da fé.

    Pelo visto, as concorrentes é que não estão gostando nada…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: