363 – Educação BR perde 16 posições

O Saci ficou perplexo ao conferir a posição que a educação brasileira perdeu, na última década, no ranking de 128 países: - Para onde estão indo os impostos da nossa pujante economia? Na América do Sul, só não perdemos para o pequeno Estado do Suriname!... (clique na arte para visualizá-la melhor).

uvido que não tenha uma caveira de burro enterrada na porta do MEC. A infeliz caminhada da educação brasileira claudica como nos tempos do governo militar. O número absoluto de analfabetos adultos – em torno de 14 milhões –  é praticamente o mesmo de quando Paulo Freire atuou em Pernambuco como alfabetizador. E lá se vão quase cinco décadas! Não foram poucas as proposições e ideias apresentadas em meio século. Cito livremente, de memória, projetos e programas como: Mobral, Saci, Minerva, TV Escola – Salto para o Futuro, Proinfo, Proformação, Paped, Topa, UniRede, UAB, Cederj, Univesp e demais crias recentes do ciberespaço e da pílula milagrosa chamada EAD (veja mais sobre o assunto AQUI)… Onde erramos e o que fazer?

Num dos debates entre os candidatos a presidente da República, Plínio de Arruda Sampaio propôs aos demais colegas concorrentes que assumissem o compromisso de assegurar o percentual de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação. Tanto a atual presidente Dilma Rousseff quanto o ex-governador José Serra e a ex-ministra Marina Silva se fizeram de desentendidos e foram tratando de mudar de assunto. Os 7% fixados atualmente para os próximos dez anos – os mesmos propostos na Era FHC, e brecados pelo sociólogo – são vistos como grande desperdício por alguns setores…

Estudos abalizados identificam o quão perversa tem sido a classe dominante e as pedagogias astuciosas que são engendradas com o fim único de conformar os indivíduos à ordem tinhosa existente: “educação e qualidade total”, “gestão e reengenharia”, “pedagogia das competências”, “pedagogia do aprender a aprender”, “pedagogia do afeto”… Livros, revistas, papel, florestas, “Investimento” em educação, congressos, conferências, simpósios, jornadas, encontros, seminários, flip-chart, “data-show” (projetor de multimídia), “power point” (apresentação eletrônica), pastinhas timbradas com blocos e canetas de brinde, recepcionistas sorridentes, coffee-break e o escambau! É muito relógio para um braço roskopf!

Chega! Ponho um ponto final para não cansar mais o leitor.

———————————————————

IH! Nem falei do Reuni, da Universidade Nova, do BI, do Prouni, do Pronatec… Bom, agora já era, já foi!

Fui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: