37 – A Educação em números

 

Se as escolas gozassem do mesmo prestígio que o presidente Sarney goza, perante o presidente Lula, a educação brasileira estava feita... (Fonte: Agência Senado/ANDES-SN)

.

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

Através de um e-mail, recebi a básica e óbvia perguntinha do meu amigo Saci:

– Ô Chefe! O que o todo-poderoso presidente Lula fez para equilibrar a balança da EDUCAÇÃO / DÍVIDA EXTERNA?

Como o tempo corria célere no reloginho da única e concorrida lan house da pacata cidadezinha em que eu me encontrava, limitei-me a um seco “Sei lá!”

Desiludido da minha colaboração, valeu-se do software vetorial de sua predileção e jogou duro para entender a moral toda do capital financeiro transnacional, em detrimento da educação brasileira. Menos de meia hora depois, segundo me contou por e-mail, sua investigação lá estava materializada em uma espécie de  infográfico, parecidíssimo com a charge acima publicada. Depois, foi só fazer um pequeno ajuste de resolução para a web.

A conclusão que chegou, no final da investigação, foi a de que, se o FMI e o Banco Mundial organizassem um vestibular para submeter os presidentes dos países situados abaixo da Linha do Equador – no que diz respeito aos conhecimentos acerca dos receituários e prescrições daquelas instituições financeiras -, o presidente Lula, disparadamente, obteria a maior pontuação.

Não foi à-toa que Barack o considerou como sendo o Cara dessas e de outras bandas… Fala sério, Obama!

 

(Leia mais)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: