446 – Dia da Bandeira

Para o Saci, o "auriverde pendão da minha terr" a está precisando de uma boa esfregada... Ou seria as caras de suas excelências de terno, gravata e mão leve???

Sinto que a velhice está chegando, pois fiquei nostálgico. O Saci me fez lembrar o Grupo Escolar Monsenhor Bastos, em Caetité, quando cantávamos o Hino à Bandeira. Só muito tempo depois é que fui compreendendo que “a grandeza da  Pátria” não era tão grande com a maioria dos seus filhos. Escolas Públicas maltratadas, hospitais na UTI, pouco feijão na panela, desemprego, violência… E agora, talvez mais do que nunca, a praga da corrupção espalhada pelo verde esperança!… AH! Auriverde Pendão desonrado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: