754 – Gepeto e Pinóquio

.

Segundo o Saci, reza a lenda que o criador se orgulhou muito da criatura...

Segundo o Saci, reza a lenda que o criador se orgulhou muito da criatura…

.

h.

á oportunistas de toda espécie e “qualidade”. Quando se critica o governo que aí está, pela traição aos trabalhadores, evidentemente, não se quer cantar loas aos militares que mataram, corromperam e torturaram. Nem tampouco dizer que os tucanos foram melhores.

Os sabidinhos estão sempre à espreita para pegar carona em qualquer movimento, se isso lhes convier.

O que se quer é um país justo, produzindo riquezas e repassando-as para os que as produzem, com políticas sociais equânimes, educação de qualidade, saúde idem, habitação idem, transporte idem, moradia idem, segurança idem, etc, etc, etc.

O Prof. Francisco Santana faz uma incursão pelos anos de chumbo e resgata o que o Saci denominou de Gepeto e Pinóquio…

———————————————————-

Não é bem assim…

.

Francisco Santana
Prof. Aposentado da UFBA

1) FALTA DE MEMÓRIA DOS SALVADORES DA PÁTRIA.

O terceiro senador foi uma invenção da Ditadura Militar, o senador biônico que não era eleito, mas nomeado pelo presidente, ou seja um amigo da confiança do residente. Imagine se Dilma tivesse esse poder hoje, o que não diria o Sr. Sarides?

O congresso americano é o mais caro do mundo, pois ele enfeixa muitos poderes e muitas atribuições, semelhante ao brasileiro.

O congresso brasileiro é caro porque, desrespeitando o povo que pediu presidencialismo num plebiscito, um acordo de elites, tanto de direita como de esquerda, tendo inclusive o General Leônidas Pires como porta voz das Forças Armadas (se as forças armadas o nomearam ou não é outro problema, na realidade ele representava o grupo de Geisel/Golbery, que é quem mandava, mesmo depois da ditadura), fizeram um constituinte híbrida, mais para parlamentarista. Daí, a medida provisória, um recurso extremo do presidente, mas que é usado a toda hora com a cumplicidade do Congresso, quando se entendem. A razão dessa irracionalidade era a BRIZOLOFOBIA. Tinham medo de Brizola ser eleito presidente. Caso ele fosse eleito não iria governar, pois o congresso não deixaria, inclusive cassando todas as suas medidas provisórias de imediato. Ao ser perguntado por jornalistas como iria governar com uma constituição parlamentarista, Brizola respondeu; “Se os deputados querem trabalhar, eu arranjo trabalho para eles.”
As grandes empresas e grupos financeiros que comandam a corrupção de hoje também foram cevados durante a ditadura militar: Odebrecht  (outro alemão amigo do filho do pastor alemão, Geisel), Jereissati, OAS, Andrade/Gutierrez, Dantas, GLOBO, a cambada toda da FIESP e da FEBRABAN que financiavam o DOI-CODI, OBAN etc.

O PT e a CUT foram gestados por Geisel e Golbery. Quem deu a posse a Lula em 1975, como presidente do sindicato de S. Bernardo, foi pessoalmente o Governador (interventor) Paulo Egídio, nomeado por Geizel. Quando o jornalista Paulo Markun foi com uma comissão ao DOI-CODI pedir esclarecimentos sobre a morte de Herzog, o chefe do DOI-CODI gozou com a cara deles dizendo: “Quem dirige os comunistas hoje não é mais Carlos Prestes, são, um General, um Cardeal e um Governador”. Tratava-se de Geisel (Golbery), D. Evaristo Arns e Paulo Egydio. Era o grande plano de Geisel/Golbery de assassinar a cúpula do PCB para deixar acéfalo o movimento sindical e depois criar um partido trabalhista dócil às manipulações do sistema, o PT. (assassinaram uns 20 entre 1975 e 1978 sob tortura. O caso mais tenebroso foi o de David Capistrano. Preso na fronteira do Uruguai, foi levado primeiro para a OBAN em S. Paulo e depois para a famosa Casa de Petrópolis no Rio. Lá foi torturado até a morte, depois esquartejado e os pedaços colocados em saco plásticos e levados para onde ninguém soube mais).  Em 1978, Paulo Egídio cumprindo ordens de Geisel, coloca Lula na TV do estado para liderar uma greve tomando das mãos dos comunistas enfraquecidos com os assassinatos de seus dirigentes a liderança do movimento sindical que passaria aos poucos para o PT em gestação. No dossiê de Lula do SNI, estava escrito assim: “Lula, agente de Golbery no meio sindical”.

Portanto tudo que vocês militares anticomunistas, SALVADORES DA PÁTRIA,  detestam foi criado por seus comandantes durante a ditadura militar.

2) DEMOCRACIA.

Que democracia é essa, que que é exercida por uma comissão de notáveis? Se fosse piada não seria engraçada.

Quem nomeará essa comissão? Deus? Ou será o célebre comando DELTA (Roberto Marinho, ACM, General Leônidas Pires entre outros no passado)? Sobre comando delta ver reportagem de capa da CAROS AMIGOS com o agente federal Francisco Carlos Garisto.

Nacionalismo não combina com fascismo nem anticomunismo. Todos os fascistas dos países ocupados pelo nazismo foram condenados como quintas-colunas, inclusive integralistas que serviram no governo Garrastazu Médici, como o tal de Raimundo Padilha.

Saudações verdadeiramente nacionalistas

F. Santana

————————–

A Reforma Política que você Quer!

Sarides Ferreira de Freitas

Ao dirigir-me ao Povo, real detentor do soberano Poder, impulsionado pelo seu grito por mudanças, é imperioso admoestar que a classe política que nos governa, não tem a menor pretensão de fazer a “Reforma Política”, necessária à moralização e que atenda os anseios da nação. A casta política no Brasil se auto concedeu tantos privilégios, que não consegue abrir mão de nenhum; para não criar precedente. Pelo contrário! Querem mais privilégios.

 Somente com mobilização do Povo nas ruas, o Congresso Nacional aprovará uma verdadeira reforma política necessária à moralização, à ética e à governabilidade, e não este arremedo e pálido embuste que está sendo articulado por políticos que não mais representam os seus eleitores, e sim a interesses escusos, que mais não fazem do que atender as solicitudes daqueles que não querem mudar nada; para perpetuarem impunidades, improbidades, corrupções e desmandos inerentes às atividades políticas. Além do mais grave a perpetuação no poder.

Inicialmente esta proposta será apresentada ao Congresso Nacional, no entanto se o mesmo se furtar ao dever de atender o clamor do POVO que o elegeu para representá-lo, o Povo nas ruas exigirá que seja criada uma Comissão de Notáveis da sociedade civil à qual deve ser entregue esta tarefa, pois isentos das pressões políticas, terão liberdade para o aprofundamento e aprimoramento da DEMOCRACIA.

 A certeza de impunidade, o descaramento e a extensão dos fatos mensalão (Câmara Federal) e a constatação de políticos envolvidos em atos de corrupção em todos os escalões, com múltiplos desdobramentos repetidos nos Poderes Executivos Federais ( ministros),nos Poderes Executivos Estaduais, nas Câmaras Estaduais, nos Poderes Executivos Municipais e nas Câmaras Municipais, requerem reflexão…                                                                                                                   

 Nos EUA, país com mais de trezentos milhões de habitantes, área territorial maior e infinitamente mais rico do que o Brasil, o Senado tem apenas dois Senadores por estado, a Câmara Federal tem em média apenas 8,7(oito vírgula sete) Deputados por estado e em cidades com menos de cento e cinqüenta mil habitantes, os vereadores não são remunerados. A DEMOCRACIA americana funciona com apenas dois partidos políticos. 

 Uma reforma política digna do nome, e dos anseios da nação, tem impreterivelmente de referendar os três aspectos citados: 

 1- Diminuir o número de políticos. O político é um mal necessário à democracia, mas um provérbio diz: “Dos males, o menor”. Desta forma podemos afirmar: Quanto menos políticos melhor. Logo:

 Estabelecer que os cargos de presidente da república, governadores e prefeitos só podem ser exercidos uma vez;

Reduzir a dezesseis o número de ministérios;

Estabelecer que os cargos de senadores, deputados e vereadores só podem ser exercidos duas vezes, consecutivas ou não;

Estabelecer que ninguém se aposentará em cargo eletivo, sendo o tempo do mandato contado para fins de aposentadoria pelo INSS;

Diminuir o número de Senadores, a dois por estado, 26 estados: total 52 senadores;

Diminuir o número de funcionários do senado 50%;

Suprimir o suplente de senador; que assuma o próximo mais votado (o cargo não é do eleito);

Diminuir o número de Deputados Federais a dez por estado, 26 estados: total 260 deputados  federais.       

Diminuir o numero de Deputados Estaduais em 50% dos existentes em cada Câmara Estadual. Diminuir o número de vereadores das cidades com mais de cento e cinquenta mil habitantes em 50%.

                     Nota: “O Distrito Federal deve ser administrado por um Prefeito Distrital e uma Câmara Distrital composta por Vereadores Distritais. Como o Orçamento do Distrito Federal é da responsabilidade do governo federal, não há necessidade de senadores nem de deputados distritais”. 

                  2 – Suspender o pagamento dos salários dos Vereadores em municípios com menos de cento e cinquenta mil habitantes, é ser coerente com a moralização que o caos atual exige. 

                 3 – O número de partidos políticos deve ser limitado a duas Legendas: Um partido político Democrata e um Republicano. Esta é a única forma de coibir a promiscuidade inerente ao relacionamento que a multiplicidade de partidos inevitavelmente produz, conforme testemunhamos (mensalão).  Aqueles que não se encaixarem nestes dois partidos, que mudem de ideologia (ou vocação).

 Suprimir a prerrogativa do presidente da república, Senadores, Deputados, Governadores, Prefeitos e Vereadores indicarem apadrinhados para cargos públicos, em qualquer escalão.

Reduzir para mil os cargos comissionados do Executivo Federal e estabelecer proporcionalidade para os estaduais e municipais;

Acabar com a imunidade parlamentar (a única imunidade concebível e legítima, é a conferida pela honestidade, pelo caráter, pela moral e pela ética, por lei soa como proteção ao ilícito e perpetua a impunidade);

Estabelecer regras que permitam que através ação ou “manifesto popular” o detentor de cargo eletivo seja destituído por IMPEACHMENT;

Suprimir a prerrogativa de renúncia, com finalidade de fugir da cassação de mandato; o que perpetua a impunidade;

Estabelecer limites para propaganda em todos os setores públicos, federais estaduais e municipais; assim como há a lei de responsabilidade fiscal, deve ser editada lei que imponha  regras que inibam os excessos  vigentes;

Estabelecer que para ser candidato a cargo eletivo, o cidadão terá que ter: idoneidade moral, não estar sub júdice (que dá azo a oposição de provocar instabilidade política e econômica ) ou não ter sido condenado por crimes incompatíveis com o cargo. Há um provérbio que diz: “Cesteiro que faz um cesto, faz um cento”;

Estabelecer que nepotismo seja crime de improbidade administrativa (inafiançável) nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, nas esferas, federais, estaduais e municipais; penalizando o infrator com multas de dez a 50 vezes o valor pago ao beneficiado, e com perda do mandato ou cargo público, além das ações penais cabíveis, junto à justiça comum;

Suprimir todas as mordomias de integrantes dos Três Poderes, nas três esferas (carros, telefones; notebooks, viagens, verbas etc.);

Tipificar como crime hediondo e inafiançável o desvio de verba pública;

Suprimir o Foro privilegiado para todos;

Suprimir o direito de emendas parlamentares; Senadores, Deputados Federais e Estaduais, não são Executivos, obras são pertinentes ao Poder Executivo (atividade fim de Senadores e Deputados – LEGISLAR e FISCALIZAR os atos do Executivo, e ponto. Emendas parlamentares ensejam corrupção. Aos Senadores e Deputados Federais e Estaduais, será garantido o direito de requerer, junto ao Executivo Federal ou Estadual a indicação de obras para as comunidades por eles representadas; ao Executivo caberá eleger prioridades e em sendo atendido, o parlamentar receberá um certificado do Executivo confirmando-o como indicador daquela obra, de posse do certificado o parlamentar exibirá junto às comunidades que representa a prova de sua luta pelos benefícios comunitários. Este procedimento será estendido aos vereadores municipais e distritais; 

Suprimir gradativamente num prazo de quatro anos os terceirizados nos três poderes, nas três esferas; que serão substituídos por concursados;

Estabelecer regras de financiamento de campanhas políticas seja unicamente com verbas doadas por pessoas físicas e jurídicas, fixando o valor limite para cada doação, (só uma doação);

 Estabelecer que os COMÍCIOS, sejam realizados com animação de música eletrônica (sem shows milionários). Com estas restrições os custos serão reduzidos.

O crime de caixa dois deverá ser tipificado como hediondo e, inafiançável, e impedirá o infrator de ocupar cargos públicos eletivos ou através concurso público por tempo indeterminado;

 OBSERVAÇÃO: Como só existirão dois partidos políticos, tanto a verba de financiamento de campanhas, quanto o tempo no horário de Rádio e Televisão serão iguais, o que hoje não acontece.

 Os pontos citados são inegociáveis. Se realmente os homens de bem, quiserem moralizar a política e o País. As demais normas pertinentes são de suma importância e devem seguir os parâmetros ora traçados, tanto os de origem constitucional, como os de ordem econômica e jurídica. Todos os tópicos acrescidos deverão ser referendados pelo Povo. Tem que ficar bem explícito: “todo poder emana do Povo que o exerce”.        

 Inicialmente esta proposta será apresentada ao Congresso Nacional, no entanto se o mesmo se furtar ao dever de atender o clamor do POVO que o elegeu para representá-lo, o Povo nas ruas exigirá que seja criada uma Comissão de Notáveis da sociedade civil à qual deve ser entregue esta tarefa, pois isentos das pressões políticas, terão liberdade para o aprofundamento e aprimoramento da DEMOCRACIA.

 E para coroar esta reforma, deverá de forma realística ser revisto todas as emancipações de municípios, que por não serem capazes de auto-sustentação financeira, mais não foram do que pretexto para atender a cabides de emprego, à custa de verbas federais, determinando que todos os municípios que até hoje não conseguem arcar com as despesas administrativas, sejam re-anexados aos municípios de origem. Isto vai contrariar muitos interesses, primordialmente dos “sanguessugas” que vivem à custa do dinheiro público.

 O ganho da moralização política e a economia de bilhões de reais que as medidas apresentadas serão capazes de gerar justificarão todas as dificuldades que enfrentarão os abnegados defensores desta causa. O povo saberá exigir os dignos de auxiliar esta empreitada, que não será fácil, mas aperfeiçoará a nossa frágil democracia.    

O momento é grave e exige dos políticos honestos, abnegação e grandiosidade para esquecer rivalidades ideológicas, para com a união de todos, consolidarem a democracia e confirmar que são dignos de representar o povo.  Mas ninguém, até agora, deu a receita material para essa iniciativa. Com certeza esta empreitada é a materialização desta receita. E para que esta receita não desande, será necessário apresentá-la ao povo e em particular aos congressistas, para que sob pressão da opinião popular, todos aqueles que são contrários à moralização do país, fiquem constrangidos de se apresentarem como tais. O POVO tem carisma para exigir que esta missão seja executada por aqueles que o povo confiou, assim como para DEPOR quem TRAIU a sua confiança.

 Não permitam que o ostracismo vença a Esperança. De minha parte, coloco-me tal qual o “vigia” da torre que gritou “terra à Vista “, cabendo à Cabral os louros da descoberta. Pela grandiosidade deste país, do povo e dos políticos honestos, rogo seja promulgado estas e outras alterações na Constituição Federal, nas Leis e nos Regimentos Internos, que moralizem o Brasil e a Classe Política; pois se não o fizerem, continuaremos a ter políticos Mensalões e Messalinas.

 A não execução do aqui sugerido desmoralizará de forma inconteste a classe política; pois ficará provado que preferem o caos atual, à legalidade que anula a corrupção.

 A não execução do aqui sugerido frustrará os anseios do povo mobilizado e ensejará revolta popular, com incontornável derramamento de sangue. – Então será cobrado dos políticos o mais alto preço; muitos vão pagar com o único bem que não foi adquirido através corrupção: pagarão com a própria vida.  Não permitam que a ganância de alguns nos leve à sublevação…

O povo esta gritando CHEGA! BASTA!  

Contando com pronto acolhimento, soberanamente subscreve, O Povo Brasileiro.

PEÇO MASSIVA DIVULGAÇÃO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: