508 – Wagner e Salvador surreais

- O tempo escoando, o carnaval chegando e o governador blefando!... - constatou perplexo o Saci... (clique na arte para visualizá-la melhor).

.

oisa de doido! Nem nas lutas pela independência do Brasil, em 1823, contra as tropas portuguesas, foram vistas tantas armas juntas. Enquanto um contingente aproximado de 1.400 soldados do exército brasileiro cerca a Casa do Povo (Assembleia Legislativa), no Centro Administrativo da Bahia, com tanques, canhões, helicópteros , metralhadoras empunhadas, cães ferozes e um aparato de guerra surreal, que nem Salvador (de lá) ousou imaginar, a população soteropolitana se recolhe de medo. Sem policiamento na cidade, os gatunos fazem a festa no centro histórico e subúrbios de Salvador (daqui). Triste Bahia!

Para o Saci, quem apostou que a presença do Exército brasileiro no Haiti, como polícia dos Estados Unidos, era a mais constrangedora da sua história, certamente perdeu a aposta…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: