636 – O marketing do “Criança Esperança”

Para o Saci, o “Criança Esperança” é o melhor exemplo do “marketing da bondade”, que além de passar a imagem de simpatia da empresa que o promove, sedimenta a ideia de que os problemas sociais não são da responsabilidade do Estado, mas de empresas generosas que devem ser recompensadas pelo bem que fazem aos pobrezinhos…

.

Menandro Ramos
FACED/UFBA

.

.

.

programa “Criança Esperança” talvez seja um dos melhores exemplos do que o meu amigo de gorro vermelho e pito costuma chamar de “marketing da bondade”.  Claro que existem outros por aí, tão ladinos quanto esse. Por exemplo, o Banco do Planeta Bradesco é outro que segue o mesmo modelo. Enquanto a rede Globo “protege” o futuro das crianças do Brasil, o Bradesco protege o planeta… E a humanidade agradece a ambos! Também o governo deu seus pulinhos como o Bolsa Família, bolsa não sei mais o que e o escambau. Tanto o Prouni quanto o Reuni podem ser dessa mesma forma categorizados: “Nunca, na história do Brasil, se criou  tantas vagas“. No caso do marketing do governo, se as vagas ampliadas fossem acompanhadas de condições de trabalho adequadas, se os cursos aligeirados fossem mesmo pra valer, e se não ocorresse a precarização do trabalho docente, não teria o menor problema. Ou seja, se o governo trabalha corretamente, se realiza adequadamente, se não tem por objetivo precípuo a maquiagem eleitoreira, não há nenhum problema que publicize o realizou. Até porque, se a sociedade lucrou como um todo, tem mesmo é que reeleger ou reconduzir o governante responsável…

No caso da rede Globo, há uma manobra astuciosa, pois além de angariar a simpatia do público, por ter possibilitado que aquela menina pobrezinha do morro carioca pudesse dançar balé e se credenciar como profissional para apresentar-se nos palcos da Europa e de outros continentes – o mesmo pode ser dito em relação ao menino do sertão nordestino que aprendeu a tocar violino -, além disso, de forma homeopática, vai fortalecendo o construto ideológico de que o Estado tem mais o que fazer do que se meter com Educação, Saúde, Previdência e todas as “galinhas dos ovos de ouro” que as granjas dos arranjos neoliberais podem acolher. Afinal, o Estado “pós-moderno” tem mais é que se desvencilhar das amarras socias e flexibilizar-se. Afinal, a “liberdade econômica” ainda pode ser sustentada na velha consigna “Laissez faire et laissez passer, le monde va de lui même!”, conforme o catecismo liberal (deixem fazer, deixem passar, que o mundo vai por si mesmo – ou seja, sem a mão do Estado).

Assim, além de abrir caminho para o livre, leve e solto  fazer econômico do deus mercado, a médio e a longo prazo, do ponto de vista imediato, a Globo fatura horrores com a publicidade, e, de quebra, vai assegurando a fidelidade das massas, pois se cerca dos artistas mais badalados que “ensinou” a massa a amar.  O reconhecimento do público pelo entretenimento recebido é adquirir os produtos anunciados pela emissora, para maior riqueza e glória dos patrocinadores benfazejos. E o círculo se fecha.

Parece que não estou sozinho nas minhas reflexões. Veja a mensagem que recebi do Prof. Francisco Santana, aposentado da UFBA.

—————————-

Menandro
Acabo de enviar aos jornais a seguinte carta:

OURO PARA O BEM DAS CRIANÇAS

 Não vejo grandes diferenças dessa campanha, CRIANÇA ESPERANÇA, com aquela, OURO PARA O BEM DO BRASIL, feita logo após o golpe de 1964. Aquela foi feita pelos Diários Associados de Chateaubrinad. Na época ironizava-se dizendo que quem doava seu ouro, recebia um disco compacto, tendo do lado a música CARA DE PALHAÇO e do outro a música, NESSE MUNDO TEM BOBO PRA TUDO.

 Salvador, 28/08/2012

Francisco José Santana

—————————–

O texto acima está circulando na internet.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: