716 – O Salvador da Educação Brasileira

.

Segundo  o Saci, para orgulho dos baianos, a "Grobo" mostrou o ex-reitor da UFBA como uma espécie de Salvador da Educação brasileira...

Segundo o Saci, para orgulho dos baianos, numa atmosfera trascendental, a “Grobo” mostrou o ex-reitor da UFBA como uma espécie de Salvador da Educação brasileira…

.

Sono sem sonho

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

A (3).

inda me recuperando de uma maldita gripe, me preparava para sair para dar aula, quando fui interpelado pelo pestinha:

– Cê vai sair, chefia? Não vai ver o “Grobo Universidade”. É daqui a pouco…

Meio mal-humorado, não me animei a responder-lhe.

– É sobre o Bacharelado Interdisciplinar. O ex-reitor da UFBA vai ser entrevistado.

– Legal, Saci. Assista e me conte quando eu voltar.

Mal eu pisei o pé na porta, de volta, e o Saci já me esperava com um sorriso de orelha a orelha.

– Chefia de Deus! Não te conto!

– Que bom! Não me conte mesmo, não! um lixo! Minha coluna que ! Vou me deitar um pouco.

Perainda, cara! não quer ouvir o que assiti sobre a Educação? Afinal, que professor é você?

– Dá um tempo, Saci. Tortura chinesa, não!

E, dizendo isso, apressei-me a ir para o quarto, trancando a porta.

Não sei por quanto tempo dormi. Simplesmente, apaguei.

Perdi a noção do tempo. Despertei com o Saci tamborilando na porta.

– Acorda, chefinho! O sono é o prelúdio da morte.

Já descansado, concordei em ouvi-lo:

– Fale,  pilantra! O que você está querendo?

– Caramba! Esqueceu o que eu queria lhe contar?

– Desembuche, ô abusado!

– É sobre o BI e o ex-reitor da UFBA.

– O que foi? Ele, afinal, confessou que foi garoto propaganda do governo Lula? – tentei jogar um pouco de água fria no seu fervor.

– Que coisa feia, chefia! Que mania de implicar com quem só quis o bem do Brasil!

– Pára, pilantra! Poupe-me de suas bobagens. O que eu quero, agora, é bater um legítimo rango. Mas sem abobrinhas. Meu estômago está colado na costela  – não pude deixar de rir da piada que fizera com a minha própria barriga.

– Tudo bem! Enquanto come, eu vou lhe contando o que assisti na TV.

Acabei concordando em ouvi-lo. Para minha surpresa, ele que se mostrara tão crítico ao Reuni & Cia começou por elogiar “o esforço ímpar de pessoas devotas à causa da Educação”… Daí para começar a tecer elogios ao patriotismo da emissora do doutor Roberto Marinho foi um pulo.

– Chequei à conclusão que a Grobo tem feito mais pela Educação brasileira do que o MEC. Só hoje pude observar o carinho como eles noticiaram o funcionamento do BI. Tudo foi explicado direitinho. Explicado, mostrado e demonstrado! O BI é tudo de bom. É muito lindo, chefia! É muito fofo. Me amarrei quando alguém falou sobre uma disciplina que não era disciplina. Simplesmente, bárbaro, não? Amei quando o ex-reitor da UFBA disse que “A área das Artes deu a liga desses processos isolacionistas da velha universidade”. Sempre desconfiei que as artes faziam isso muito bem, mas não tinha segurança para publicizar essa minha ideia. Agora que um PhD dos Esteites confirmou o que eu timidamente pensava, fica mais fácil para mim. Mudei. E mudei para melhor. Sou Reuni, sou BI, sou Grobo, sou Universidade Nova, sou governo, sou até Proifes… Fora desse universo, não há universidade, não há vida bem nutrida.

A fome me impedia de acompanhar o raciocínio do Saci. Tudo que ele dizia era muito confuso para os meus pobres neurônios. Percebendo a minha dificuldade, ele trocou em miúdos.

– É o seguinte, chefia: O BI tem um forte aliado na TV Grobo. Cheguei a pensar que a Grobo fazia oposição ao governo Lula/Dilma. Mas vi que não. Me confundi feio. O que vi no Grobo Universidade, me convenceu disso. A generosidade como trataram o Bi é a prova disso. Tudo foi pensado para fazer chegar até o público, alheio das coisas da universidade, a melhor imagem possível. A impressão que o programa passou sobre o Pai da Universidade Nova é a mais positiva possível. A imagem é de puro despojamento. Imagine o ex-reitor da UFBA caminhando numa boa, todo jovial de mochila nas costas, pelo campus de Ondina da UFBA. Mais precisamente, nas proximidades da Biblioteca Central. É ele mesmo quem fala modestamente de si próprio. Fiz questão de anotar quase tudo:

– O Projeto dos Bacharelados Interdisciplinares tem um motivo histórico: transformar a universidade brasileira. É uma universidade muito antiga com pautas e agendas que já foram superadas na história do mundo. E a gente precisa fazê-la renovada […] Por isso que eu acredito na proposta. Todo mundo é ator agora […]  Sou Naomar de Almeida Filho, tenho 61 anos, e sou professor universitário. Me formei em Medicina na Universidade Federal da Bahia, em 1975. Eu me especializei em Psiquiatria Infantil e depois fiz mestrado em Saúde Comunitária, e, em seguida, um PhD em Epidemiologia nos EUA […] Os bacharelados interdisciplinares foram implantados na nossa universidade em 2007/2008, quando eu era reitor da Universidade Federal da Bahia […].

Apesar de ter dormido um tempão, pareceu-me que o corpo, alquebrado pela gripe, começava a dar sinal de cansaço. Mal-educadamente, bocejei com estardalhaço. Felizmente, o Saci relevou minha indelicadeza, e foi até compreensivo.

– Sei que sua saúde está debilitada, chefia. Vá descansar mais uma pouco. Só para concluir: o que vi no programa sobre o ex-reitor da UFBA impressionou-me deveras. Tornei-me seu fã. Impressionou-me também o carinho que o pessoal da Grobo teve com ele. Durante todo o tempo que o dito cujo falava no vídeo, só me vinha na cabeça a imagem do Cristo de cabelos longos multiplicando os peixes no mar da Galileia… Senti-me no horto do Getsêmani! Palavra!

Grato ao Saci pela sua compreensão generosa, despenquei-me brutalmente na cama e dormi como uma pedra. Felizmente sem sonhos.

———————————

Confira o “Globo Universidade” AQUI.

Anúncios

7 Respostas to “716 – O Salvador da Educação Brasileira”

  1. Everaldo Queiroz Says:

    Esse Saci é fantástico. A “Grobo” não sabe o quê está perdendo. Somos obrigados a ouvir Alexander do Garcia, Maria dos Leitões, Arnaldo sem Sabor, Gavião Buenos Dias e outras “feras” da comunicação “Grobal”. Um comentarista de política, a outra fala de economia (Nunca acerta), o sem gosto diz-se da cultura cinéfila e a ave, “eXperte” dos esportes. Pô, Chefia! Falta alguém para comentar sobre educação, libera o carinha, véio!

  2. J. Guararapes Says:

    sensaciocal! ja estou vendo a velha e manjada questao “quem descobriu o brasil” ser substituida por “quem salvou a educacao brasileira”… atencao moçada do ENEM: olho vivo!

  3. Alecy V. Costa Says:

    Legal também é observar no vídeo o quanto o ex-reitor explorou a questão das cotas. Logo ele, segundo soube, que inicialmente havia se posicionado contra elas. Só tem sabido nesse país!!!

  4. elda vieira tramm Says:

    Adorei ler o Saci e sabe onde fui cutucada? no facebook. Obrigada por nao desistir desta luta pela educação de qualidade PARA TODOS… eu nao desisti mas confesso q estou cansada bjs

  5. Euri Says:

    Naomar é persistente como Jacob. Queria loucamente ser ministro da Educação, porém Lula quis que ele serviu mais sete anos. Certamente ele ficará mais oito como reitor da universidade do sul baiano e nada de sair esse ministério.

    Persista, velho Nao! Mas paciência tem limites. Estou torcendo por você. Sí não quero que se torne prefeito de São Paulo um dia. Os paulistas não têm essa pachorra dos baianos. Provavelmente pegarão em armas de novo, como na Revolução Constitucionalista de 1932.

    Camões já havia pensado que Naomar viria depois de Jacob…

    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    Raquel

    Sete anos de pastor Jacob servia
    Labão, pai de Raquel, serrana bela;
    Mas não servia ao pai, servia a ela,
    E a ela só por prémio pretendia.

    Os dias, na esperança de um só dia,
    Passava, contentando-se com vê-la;
    Porém o pai, usando de cautela,
    Em lugar de Raquel lhe dava Lia.

    Vendo o triste pastor que com enganos
    Lhe fora assi negada a sua pastora,
    Como se a não tivera merecida;

    Começa de servir outros sete anos,
    Dizendo: – Mais servira, se não fora
    Para tão longo amor tão curta a vida!

  6. Euri Says:

    Corrigindo…

    Naomar é persistente como Jacob. Queria loucamente ser ministro da Educação, porém Lula quis que ele servisse mais sete anos. Certamente ele ficará mais oito como reitor da universidade do sul baiano e nada de sair esse ministério.

    Persista, velho Nao! Mas paciência tem limites. Estou torcendo por você. Só não quero que se torne prefeito de São Paulo um dia. Os paulistas não têm essa pachorra dos baianos. Provavelmente pegarão em armas de novo, como na Revolução Constitucionalista de 1932.

    Camões já havia pensado que Naomar viria depois de Jacob…

    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    Raquel

    Sete anos de pastor Jacob servia
    Labão, pai de Raquel, serrana bela;
    Mas não servia ao pai, servia a ela,
    E a ela só por prémio pretendia.

    Os dias, na esperança de um só dia,
    Passava, contentando-se com vê-la;
    Porém o pai, usando de cautela,
    Em lugar de Raquel lhe dava Lia.

    Vendo o triste pastor que com enganos
    Lhe fora assi negada a sua pastora,
    Como se a não tivera merecida;

    Começa de servir outros sete anos,
    Dizendo: – Mais servira, se não fora
    Para tão longo amor tão curta a vida!

  7. A. Reutmann Says:

    naomar tá careca de saber que o BI não serve pra nada. o que ele qier é faturar futuramente com os votos dos alunos e dos seus familiares… alguém duvida que ele se canditará mais adiante pelo pt? como diz uma maigo meu, o BI é uma especie de puxadinho para abrigar quem não pode ter uma casa decente. e haja gratidao eterna para quem foi contemplado pela “minh casa minha vida”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: