73 – Dilma & Dora

As artes do meu amigo Saci nem sempre expressam o meu ponto de vista. Às vezes, eu só dou boas gargalhadas com elas, mas não concordo um pixel sequer com o pilantra escrachado... (Clique na charge para ampliá-la).

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

O Saci fez pouco caso do meu sono e foi deixando sua língua escorregar solta. Falou até dizer chega. Para não ser indelicado com ele, eu lhe fiz umas perguntas meio óbvias, o que o irritou bastante. Fazendo o jogo oposto, para tentar me despertar – ainda que em vão -, ele crivou-me de indagações cujas respostas eram  impossíveis para um cérebro cansado e sonolento.

Muito tempo depois, ao acordar, já de madrugada, deparei-me com um carteado surrealista, na minitela do computador de colo,  em que figuras de baralho dialogavam entre si com a maior naturalidade e sem-cerimônia, como se a dimensão das cartas e a dimensão da realidade fossem uma coisa só, o que me animou a dormir um pouco mais, julgando-me, ainda, a sonhar. Por um tempo, que não sei estimar a duração, continuei ouvindo aquele converseiro entrecortado de copas e ouros.

Só muito mais tarde é que fui perceber que aquilo que eu ouvira, era um diálogo que o Saci travara consigo próprio. A porosidade entre o mundo onírico e o mundo real permitira que alguns fragmentos de sua conversa fatasmagórica chegassem até o meu hipocampo, e, de lá, invadissem a barreira do meu transtornado sono.

Já desperto, deparei-me com uma arte burlesca de autoria, claro, do meu amigo gozador, dando sopa na  tela minúscula do laptop que eu havia tomado emprestado do meu filho caçula. Durante todo o dia, continuei a ouvir as perguntas desengonçadas que o pilantra me fizera, quando eu ainda estava sonolento:

– Chefia, se o presidente Lula votasse, ele votaria em quem aqui na UFBA?Mô boss, há uma recomendação explícita do Palácio do Planalto por alguma das chapas? – Meu chefe, a escolha do (a) candidato à presidência da República tem que estar casada com a escolha do futuro dirigente da UFBA? Ou melhor, o voto de lá é vinculado com o de cá?  – Mô rei, as nomeações para a FABESB são da competência do governo do Estado? – Aqui, pra nós, brother, na moral, existe uma candidatura favorita do establishment?

Mas, de todas, de todas, a mais desencontrada foi essa:

– Chefinho do meu coração, você acha mesmo que o partido do presidente e coligados bolou um projeto de poder para durar mil anos? E, sendo assim, eles cercaram tudo?

***

Agora, eu pergunto, leitor, o que isso tudo tem a ver com as eleições da UFBA? Eu posso com um Saci maluco desse? Eu posso?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: