774 – O “Esquenta” e o aquecimento global

Para o Saci, a presença de intelectuais de renome esquenta e legitima a cultura globalitária...

Para o Saci, a presença de intelectuais de renome esquenta e legitima a cultura globalitária, mas também os beneficia numa relação simbiótica…

.

Menandro Ramos
FACED/UFBA

O.

.

.

meu amigo de gorro vermelho e pito não resistiu em dar o seu pitaco quando leu o texto da Vaca Tatá (leia AQUI) sobre o “Esquenta” da apresentadora Regina Casé. De fato, as labaredas das celebridades acabam aumentando o prestígio da Globo. E vice-versa. Ninguém pode negar que a simples aparição num programa de grande audiência “celebriza” também o convidado. Ou melhor, se ele já é célebre, dá manutenção ao seu status. É bom lembrar que a Coca-Cola que é conhecida no mundo inteiro, investe horrores na propaganda de manutenção do contato. Se não é célebre, fica de repente. E isso implica em aumentar o prestígio pessoal diante do público. Se ele é escritor, as vendas de suas obras podem ser deveras turbinadas. Se é cantor,  aumento o valor dos seus shows e contratos. Sem falar na venda de discos e vídeos – mesmo com a existência do Youtube e mídias disseminadoras de MP3 sem a autorização do autor…

Mas uma coisa vamos combinar: que é monstruosa a tentação de aparecer na da Globo, isso é! Há que diga que a pessoa que não saiu sequer uma vez na telinha da Vênus Platinada, ao menos uma vez, passou pela vida e não viveu. Simplesmente, foi um espectro de ser humano!…

Há um pensamento do Saci que gosto muito de resgatar, a respeito da capacidade humana de refletir e de agir sobre o mundo, bem na linha da Undécima Tese de Marx sobre Feuerbach:  “Se a refexão do intelectual é meramente tautológica e só visa aumentar a sua conta bancária, como membro da espécie, ele é apenas um aborto ontológico”.

Claro que isso não se aplica aos importantes intelectuais que visitaram o “Esquenta” – pelo amor de Deus! – mas diretamente a alguns que andam por aí praticando o furor produtivista intelectual. Produção essa, quem sabe, condenada a uma estante fria por toda eternidade…

Anúncios

2 Respostas to “774 – O “Esquenta” e o aquecimento global”

  1. Paula Says:

    Me divirto com as peripécias do Saci!

    Adorei a crítica.

  2. Duílio Says:

    é sempre bom não esquecer que o intelectual não é um deus. ele come, descome, adora ganhar dinheiro e separar primeiro o seu pirão. a universudade não é diferente das outras instancias sociasi. ahora, por exemplo. o governo lula calou muitos intelectuais da ufba, que esqueceram que um dia foram esquerda.
    ninguém deve esquecer que jorge amado, autor do comunista subterrâneos da liberdade foi amigo intimo de ACM.
    na bahia, os mesmo cantores e artistas que puxaram o saco de malvadeza, hoje bajulam o barba branca. na globo chico, gil e tantos outros, fazem musica de protesto mais mamam das benesses do poder. os artistas sertanejos pelo menos não usam de subterfúgios hipócritas desses falsos intelectuais de esquerda: eles gostam é de grana, conforto, mulher (ou homem) e de viver a vida. tenho nojos de muitos intelectuais que são verdadeiros outdoors ambulantes de si mesmo. seus egos dão do tamanho do mundo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: