787 – No escurinho do nordeste

APAGÃO

Para o Saci, o apagão do nordeste de ontem, dia 28 de agosto, serviu para mostrar as fragilidades da redes elétricas de Pindorama. Um simples incêndio numa fazenda pode deixar os Estados brasileiros num escurinho sem pipoca…

A (3).

tarde ontem foi um sufoco para as cidades nordestinas. Mal a energia faltou, os serviços se tornaram precários. Máquinas, aparelhos, refrigeradores, sinaleiras tudo ficou parado. No final da tarde, o pânico já havia se instalado em Salvador. Se com a iluminação pública a cidade não inspira confiança, imagine sem ela. Aulas suspensas; pontos de ônibus lotados. Um caos na cidade.

O culpado? Um incêndio numa fazendo do Piauí.  Pode uma coisa dessa? Pode. É Brasil. Tão rico e tão pobre.

Aliás, para fazer justiça, por que responsabilizar um simples incêndio pelo apagão? Num fundo, no fundo, todos sabemos de quem é a verdadeira responsabilidade por tanta incompetência…

2 Respostas to “787 – No escurinho do nordeste”

  1. José Petronílio Lopes Cedraz Says:

    Olá Saci,
    O que acho mais interessante é que já se fala que o apagão é fruto da falta de investimentos no setor elétrico. E porque não há os tais investimentos???? Não foi quase tudo privatizado???? Pode esperar que virá um aumento de tarifa para justificar. Será que estou pensando “a la saci”???? O governo Dilma promoveu uma redução nas tarifas de energia e algumas concessionárias não aceitaram…..
    Outro ponto importante é que, no governo anterior, foi identificado uma cobrança indevida aos consumidores de energia e o ministro à época foi para a televisão e garantiu:” As concessionárias vão ter que devolver o que cobraram a maior. Só não definimos ainda como vai ser esta devolução.” Depois disso não se falou mais em nada. Quando, neste governo, foi indicado o mesmo ministro pensei que iria retomar a viabilização da tal devolução. Qual nada, ninguém fala. A imprensa fica caladinha. Os consumidores também.
    Lembro-me que o montante chegava à casa dos “BI”!!!!
    Petronílio Cedraz

  2. Asdrubal S. Trombone Says:

    Não se pode ser tão exigente com os dirigentes desse imenso país. Embora nunca tenha bisbilhotados suas contas, acredito que estão fazendo muito. Certifico-me disso quando assisto as propagandas da tv. Os hospitais públicos são primorosos, com aparelhagem cara que até o capeta duvida; as estradas, são um verdadeiro tapete; no caso da Bahia, é gente pra burro alfabetizada. E por aí vai.
    Alguém já parou pra pensar no quanto gastaram nos estádios, só pra ver o brasileiro feliz? Dizem que uns 40 bilhões. Alguém tem ideia da alegria que dá a redondinha entrando na rede adversária, e a galera, uníssona, gritando GOOOLLLLL? Ah! Sai pra lá. Depois, tive pensando, o escurinho é uma coisa ecológica, natural. Através dele se descobre o quanto o céu estrelado é belo.
    Pra concluir, não podemos esquecer que tem um superávit primário nos aguardando ali na esquina. Afinal, somos a sétima ou oitava economia do mundo e precisamos honrar os nossos compromissos…
    Conclusão: um apagãozinho de vez em quando é ou de quando em vez é até bom para baixar a nossa bola. Ninguém ganha com essa crença besta de que tudo está sempre sob controle. Quem quer e gosta de pensar um pouquinho bem sabe que não está.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: