912 – Governos dos EUA não financiam a APUB

.

APUB-e-os-EUA

.

Saci-Pererê da UFBA

N.

.

ão faz o menor sentido dizer que a diretoria da APUB é financiada pelo governo dos Estados Unidos da América. Pelo menos diretamente. Mas não é estranho, entretanto, afirmar que ela aprendeu ou pode ter aprendido a usar a tesoura com os aparatos estatais estadunidenses, e a ter mais cautela com a disseminação da informação.

Todos sabem o que deu o governo Nixon permitir a divulgação de fotos da guerra do Vietnã, a exemplo daquela execução de um prisioneiro vietcongue pelo general vietnamita Nguyen Ngoc Loan, registrada pelas lentes do repórter fotográfico Eddie Adams, da Associated Press. Ou a terrível cena da pequena Kim Phuc e sua família com os corpos nus em chamas, vítimas da bomba napalm endereçada à população de Trang Bang pelos aviões norte-americanos. O mundo ficou chocado com as imagens da brutalidade. E os jovens estadunidenses foram às ruas protestar e pedir paz: No War! No War! É bom saber distinguir que povo é povo, e que governo é governo. O resto todo mundo já sabe…

Aprendendo a lição, o velho Bush passou a filtrar as imagens e as informações que o povo norte-americano deveria ter acesso. Acabou fazendo escola, e os presidentes seguintes – inclusive o próprio filho, George W. Bush – passaram a não duvidar do poder da imagem e da informação.

Tudo isso para dizer que as últimas diretorias da APUB, de inclinação governista, também sacaram que docentes bem informados é boca de zero nove. Sim! É chave de cadeia. E das brabas.

E foi assim que o antigo colendo presidente da APUB, Prof. Israel Pinheiro, pragmático que é, não contou conversa. Qualquer mensagem que surgia na lista da APUB com um teor mais  crítico era… CHAP! A velha tesoura da censura brandia.

Em seguida, veio a ínclita presidente Profa. Silvia Ferreira – aquela mesma que, invernos mais tarde, seria destituída em assembleia, acusada de traição à categoria, por confabular, às escondidas, com os prepostos do governo, durante a mais longa greve da UFBA. Conhecedora da péssima repercussão que a censura do seu antecessor provocara, a Prof. Silvia arrancou o mal pela raiz: simplesmente decretou a extinção da famigerada lista de discussão da entidade.

Depois, veio a ilustre Profa. Cláudia Miranda, simpática, sorridente, disposta a dialogar… Alguns até acreditaram. Dizem que depois do silício, a boa-fé é a matéria prima mais abundante no planeta… Mas eis senão quando alguém sopra aos ouvidos da chefe que um novo look para as mídias da entidade passaria a imagem do engajamento tecnológico e do empreendedorismo da sua dinastia. Ela adorou a ideia. Num abrir e fechar de olhos, os informes da entidade sindical ganharam uma nova roupagem colorida, “iradamente” contemporânea e o site da APUB passou a gozar das funcionalidades que as ferramentas digitais da atualidade podiam permitir.

Tudo ia de vento em popa no projeto de renovação midiática, até que alguém detectou um problema. Um problema, não, um baita problema. É que os novos ambientes digitais permitiam a interação com os associados. Traduzindo isso em miúdos, os professores poderiam deixar nas páginas-web seus comentários, suas sugestões, suas críticas.

Hum! A coisa pegou! Foi um deus-nos-acuda! Alguém falou em crítica? Era tudo o que a direção da APUB não queria. Mas a coisa foi resolvida quando alguém, triunfante, sugeriu o providencial “Comments Off“. Ou seja, a solução estava em, simplesmente, não disponibilizar o ambiente de comentários. UFA! Coisa de gênio!

E a paz voltou a reinar na casinha da rua Pe. Feijó.

——————–

AH! Já ia me esquecendo! São os próprios professores da UFBA que financiam as farras dos diretores governistas da APUB. Aliás, quem conferir o balancete de novembro de 2013, vai ficar de queixo caído com a grana transferida para o Proifes e para a CUT, “entidades-escudo” do governo petista que vem ferrando os trabalhadores…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: