728 – A mãe das bandeiras brasileiras

Para o Pica-Pau, a auditoria da dívida externa é o grande guarda-chuva...

Para o Pica-Pau, a auditoria e a moratória da dívida externa são o grande guarda-chuva, ou a grande sombrinha…

.

O RUMO DAS MANIFESTAÇÕES

Francisco Santana
Prof. Aposentado da UFBA

H (2).

á uma avaliação geral de que as manifestações não têm liderança, rumo unificado etc. Isso não é por causa de falta de pessoas militantes e sim de uma linha correta ou de bandeiras que unifiquem. Mas essas bandeiras estão se firmando implícita ou quase explicitamente na massa. São elas: Justiça, Ética, Moralidade, Democracia. Infelizmente, a bandeira revolucionária que satisfaria todas as reivindicações de ordem econômica, não unifica e ela é: AUDITORIA E MORATÓRIA DA DÍVIDA, tanto externa como interna, Não unifica porque o brasileiro não é nacionalista (não confundir com ufanismo ou xenofobia). Tanto a esquerdinha como a direitona são antinacionalistas. Vamos portanto começar com: Justiça, Ética, Moralidade e Democracia. Adiante o brasileiro entenderá a necessidade de ser nacionalista. E já está começando pois os manifestantes estão repelindo as bandeiras de partidos e correntes e afirmando a bandeira brasileira. Até porque um bom internacionalista tem que ser antes um bom nacionalista. NÓS FOMOS CONDENADOS A SER BRASILEIROS E SOMOS OBRIGADOS A ASSUMIR ESSA CONDIÇÃO. RECORDEM A FÁBULA DE ESOPO, “A GRALHA E AS POMBAS”.

 —————————————–
21/06/2013
Francisco J. D. Santana
RG 360219 – BA
R. Território do Amapá, 334, ap. 204.
CEP 41830-540 – Salvador- BA.
TEL: (071) 3248-9475

Anúncios

4 Respostas to “728 – A mãe das bandeiras brasileiras”

  1. Francisco Santana Says:

    Ao Saci

    Peço que faça um outro guarda chuva da auditoria e moratória da dívida tendo em baixo, DINHEIRO PARA A SAÚDE, DINHEIRO PARA EDUCAÇÃO etc. SANEAMENTO, TRANSPORTE, CIÊNCA E TECNOLOGIA… Para ver se os professores da UFBA entendem. Eu expliquei a eles nas assembléias de greve mas a maioria não entendeu. Eu explico a uma criança de 12 anos e ela entende (créditos para Brizola). Será que os professores da UFBA acham que dinheiro cai do céu? Ou que os governos têm o poder de multiplicar os pães e o vinho? foram destinados para os serviçõs da dívida esse ano quase 50% da arrecadação bruta de impostos.
    A destinação de royalties de petróleo para a educação não vai adiantara muita coisa se a parte dos impostos que é destinada hoje para a educção for desviada para pagar a dívida.
    É como a piada do Bêbado que vai abaixo.

  2. Francisco Santana Says:

    A CPMF E O BÊBADO

    Diz a piada que o bêbado vinha com uma garrafa de cachaça e topa com o padre.
    Padre: “Você não disse que não beberia mais cachaça?”.
    Bêbado: “Eu prometo que de amanhã em diante não beberei mais”.
    Padre: “Para provar que não está mentindo, despeje fora agora a toda a cachaça da garrafa”.
    Bêbado: “Não posso porque a cachaça não é só minha, é minha e do José”.
    Padre: “Então jogue a sua metade fora”.
    Bêbado: “Não posso, pois a minha metade está embaixo da do José”.

    Da mesma maneira Lula vinha com uma garrafa de CPMF e topou com a Oposição do Senado (OS).
    OS: “Você não dizia que jamais beberia dessa CPMF?”
    Lula: “Eu prometo no futuro deixar de beber dela”.
    OS: “Para provar que não está mentindo, acabe agora com a CPMF”.
    Lula: “Não posso porque a CPMF não é só minha (DRU e outras gastanças), é minha e da Saúde”.
    OS: “Então jogue a sua metade fora”.
    Lula: “Não posso, pois a minha metade está embaixo da que é da Saúde”.

    Essa história de que a CPMF vai para a saúde é, portanto conversa de bêbado. Aliás de quem já está com “Delirium Tremens”. Quem está sóbrio não pode aturar conversa de bêbado”.

  3. Roberto Cardoso Says:

    Certamente a raiz do problema passa por aí. Enquanto não remediarmos adequadamente esses compromissos, jamais sairemos desse buraco…..

  4. Francisco Santana Says:

    O ANDES atirou no que viu e acertou também no que não viu. O ANDES prefere os 10% do PIB para a educação como garantia do que os royalties pois os 10% do PIB é algo bem mais definido.
    Entretanto há outras razões para se preferir os 10% do PIB:
    1) Vamos aos números:
    Situação em 2013:
    900 bilhões para juros e amortizações da dívida pública
    71,7 bilhões para educação
    87,7 bilhões para a saúde
    Royalties: Seriam R$ 16,2 bilhões para a educação neste ano, podendo chegar a R$ 42,4 bilhões em 2020.
    O PIB do Brasil está em 5 trilhões. 10% dele seriam 500 bilhões
    Não tem nem comparação.
    2) Suponhamos que em dezembro/2013, o congresso vote para a educação o orçamento de educação os mesmos 71,7 bilhões dos quais 16,2 são dos royalties e o restante da arrecadação geral da união, justificando falta de recursos. E que para os serviços da dívida sejam destinados 916,2 bilhões todos da arrecadação da união. Então na realidade, os royalties foram usados para pagar os sesrviços da dívida e não a educação. Exatamente como no caso da piada do bêbedo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: