461 – Os guardiães do Capital

Para o Saci, apenas duas “cositas” sustententam o desequilíbrio do modo de produção capitalista: as leis e as armas. Sendo que os dentes ferozes e aguçados dos cães de guarda se incluem no meio das últimas…
.
Deu no Globo:

Justiça proíbe venda e importação de aparelhos que pirateiam TV a cabo (fonte AQUI)

Para o Saci, não é surpresa que a Justiça assim se manifeste. E ele recorda o barbudo Karl Marx, para quem  a infraestrutura, ou a base econômica, é um dos níveis da estrutura social. O outro nível é a superestrutura, que compreende a estrutura jurídica do Estado (armas, polícia, prisões, violência autorizada), enredado com o direito (as leis), e mais a ideologia (moral, política, religião, arte etc.).
– Assim –  pergunta o pestinha de gorro vermelho e pito -, para que lado da balança pende a justiça burguesa? Ou, em outras palavras, o que a classe trabalhadora, principalmente o segmento que exerce o trabalho informal, por falta de opção, pode  esperar do Estado burguês, guardião do grande capital? Flores? Afagos?

Uma resposta to “461 – Os guardiães do Capital”

  1. Menandro Ramos Says:

    Recebi, o e-mail abaixo, do Prof. Francisco Santana:

    ———————————

    Nessas horas, o grande capital pede a intervenção do estado no mercado para garantir seus lucros.

    Do ponto de vista das leis de mercado, a pirataria é perfeitamente legítima e válida.

    O papel do capital é inovar e se adaptar às novas leis de mercado.

    Mas ele prefere acionar o estado para reprimir os novos empreendedores e onerar o mesmo estado com a função de polícia, sem aporte de recursos para esta nova função; o cidadão é que vai sofrer com a diminuição da qualidade dos serviços da polícia devido ao seu deslocamento para defender os lucros dos tubarões da falsa pirataria, ou pagando mais impostos para contratar pessoal e reaparelhar a polícia.

    Isso demonstra a fraqueza do capitalismo atual, monopolista, precisa da polícia para se defender da concorrência de micro-empresários ou do mercado informal.

    E os liberais de fancaria da clínica Resistência Democrática, ainda defendem o capital rentista como o máximo de liberalismo.

    ———————————-

    Em 26 de dezembro de 2011 19:16, SilvioBPinheiro escreveu:

    Leiam essa:

    http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/12/justica-proibe-venda-e-importacao-de-aparelhos-que-pirateiam-tv-cabo.html

    Esses boçais acreditam que podem tapar o sol
    com a peneira.

    Acreditam que podem encarar a internet e o contrabando.

    Continuam cobrando preços extorsivos pelas
    assinaturas da tv paga e acham que podem vencer
    a guerra contra a pirataria.

    Os asnos não aprenderam nada com a quase falência
    da indústria fonográfica.

    Eles continuam com a política estelionatária de ganhar
    muito de poucos, ao invés de pouco de muitos.

    Vão gastar muito dinheiro até conseguirem se
    olhar no espelho e não verem um focinho de
    jumento refletido.

    E perder muito mais do que já perdem.

    Bando de estúpidos.


    Silvio de Barros Pinheiro.
    Santos.SP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: