1228 – Receita para fazer um terrorista

.

TERRORISTADE-ARAQUE-2015

Escrachado que só ele, o Saci, indaga: que graça um terrorista pode achar na história de Chapeuzinho Vermelho? Depois ele completa – Te peguei, bobinho! Isto aqui é só uma montagem!..

 

.

H.

á quem diga que, além das armas mortíferas pesadas empregadas em conflitos maiores, o grande capital dispõe de outras menores, mas nem por isso menos eficientes.

É fato concreto que as Torres Gêmeas, nos EUA, desabaram. Da mesma forma que é indiscutível a morte dos cartunistas acompanhados de outros cidadãos franceses. É de se lamentar a morte de tantos inocentes. A dúvida maior, segundo o meu amigo de gorro vermelho e pito, é se a história ocorreu assim mesmo como a mídia a serviço dos senhores do mundo contou, ou se tudo não passa de Histórias da Carochinha habilmente narradas e coloridas.

Assim como o Saci questionou as condições da morte de Osama bin Laden e o sumiço do seu corpo, agora ele se volta para a morte dos presumíveis irmãos terroristas. Seria digna de elogios, de fato, a atuação recente da box-1001“gendarmeria” francesa? Ora, sabe-se que mortos não costumam falar. E quem poderia dar mais detalhes sobre o atentado contra o Charlie Herbo fez votos de silêncio eterno… A menos que o propósito de não se sabe quem tenha sido mesmo o de sepultar terríveis segredos que os trabalhadores do mundo nem de longe podem suspeitar…

Muito já se falou que o governo francês perdeu toda a credibilidade perante os trabalhadores de seu país e do mundo. Soma-se a isso as reiteradas falas do governo estadunidense de reconhecimento dos fortes laços de amizade que unem os Estados Unidos à França. Não tem sido à toa que setores da mídia de oposição têm levantado uma gorda lebre:

Não é no Cairo, em Riad ou em Cabul que se exalta o “choque das civilizações”, mas em Washington e em Tel-Aviv. (Fonte: AQUI).

O fato é que, para o Saci, com o aparato tecnológico e midiático que o reino  do capital dispõe na contemporaneidade, a coisa mais fácil do mundo é contar histórias mirabolantes e recheá-las de verossimilhanças.

Para provar isso, ele fabricou um “perigoso terrorista” sensível   às histórias infantis, e  ainda deu a receita de sua meme (montagem).

INGREDIENTES

1 foto de Tiago Lacerda

1 foto de Paulo Betti

1 foto da capa de um livro de Chapeuzinho Vemelho

1 foto de um homem bomba

COMO PROCESSAR

Feito o download das mencionadas fotos pelo Google, ou qualquer outro repositório de imagens, descasque tudo e bata no PhotoShop, com velocidade a gosto. Após salpicar letras de fonte Ellis, assine se quiser, com a fonte que desejar, e sirva a arte no formato próprio para cada ocasião (PDF, GIF, TIFF, PDS, PNG, JPEG etc).

Uma resposta to “1228 – Receita para fazer um terrorista”

  1. Francisco Santana Says:

    Certinho demais para ser verdade. Neste ponto a CIA é melhor do que a Securité Française. A CIA deixas coisas sempre incompletas para dar mais ar de veracidade. Em paris tudo se encaixou como um jogo para criança de 5 anos montar. Teve até uns telefonemas coisa fácil de se montar dos bandidos com polícia e com a imprensa para fechar o relatório terminalmente. Muito suspeito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: