1202 – Um antigo general no comando

.

NOWMHAR-EX

S.

.

egundo o Saci, teria circulado nas redes sociais a notícia que a Casa Branca divulgou que, a pedido do Banco Mundial, que certo ex-comandante da UFBA, um tal de Nowmhar-Ex, estaria assumindo o comando das operações da Chapa 1, diante dos avanços da Chapa 2

.

apoio-em-chefe-2014


 

E.

.

nquanto isso, a todo momento, docentes da ativa e aposentados estão sendo chamados para votar através de mensagens telefônicas. Conhecendo a tradição dos últimos dirigentes da APUB, segundo o meu piedoso amigo de gorro vermelho e pito, é bom que os fiscais da Chapa 2 se acautelem, e montem barraca na sede da entidade, pois há uma grande chance de a boca de urna da Chapa 1 atrair o aposentado para a casinha da Rua Padre Feijó, e lá o inocente ser desvirtuado por uma xícara de chá e um punhado de torradinhas…

E, nesse caso, por mais que o colega aposentado seja uma pessoa consciente, não conhecendo da missa nem a metade, é fácil que capitule diante do primeiro pregador que encontrar pela frente…

Abaixo, uma denúncia de alguém da Chapa 2, sobre as eleições da APUB, que circulou nas redes sociais:

“As urnas no geral estão funcionando apenas com um mesário (a APUB só quis pagar diária para um mesário por mesa coletora de votos) e não conseguimos garantir a presença de fiscais em todas as urnas. Para além do problema da segurança da urna a ausência de fiscais nos prejudica, pois os nossos fiscais [só] podem cumprir a função de chamar os professores da unidade para votar garantindo que o máximo de professores se expressem na votação.”
Enquanto isso, em outras palavras, a tchurma da Chapa 1 está leve, livre e solta para fazer, acontecer e valer-se da “máquina” para cabalar votos de aposentados e não aposentados… Como nos velhos tempos!… Fazendo jus a slogan, segundo o Saci, levemente modificado à boca pequena: (IMP) UNIDADE NA LUTA!

 

 

Anúncios

Uma resposta to “1202 – Um antigo general no comando”

  1. Menandro Ramos Says:

    Alguém comentou, hoje cedo, que o colendo ex-reitor da UFBA jamais foi chamado para apreciar as consequências do seu magnífico trator que passou pela UFBA durante oito anos e as marcas da impiedosa esteira que foram além do seu reitorado: obras e construções inacabados, prédios interditados e a ser demolidos (pela bagatela de um milhão de reais!) por erro de cálculo, e outras tantas ninharias que afligem a comunidade acadêmica. Só para ilustrar, o prédio do PAF 5, que havia sido interditado por suspeita de eventual “afundamento” já foi liberado, mas, ao que tudo indica, teme-se fazer qualquer investimento nele. Os docentes que para lá se deslocam para dar aulas, têm o desprazer de constatar que, de todos os projetores multimídia instalados nas salas de aula, apenas um ainda está funcionando. Não se pode contar com uma simples extensão ou conector elétrico, não se pode contar com um simples bloqueador de luminosidade ou de uma simples cortina… E por aí vai.

    Contudo, observou o perspicaz interlocutor, o nome do Pai da Universidade Nova jamais é esquecido quando se trata de contribuir para reafirmar e oxigenar as ações de manutenção do peleguismo sindical, como se viu durante a greve de 2012, de acordo com registro deste blog…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: