• APUB ganha Prêmio Nobel!

 

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

 

O Saci chegou esbaforido de 2009 para 2010. Foi logo gritando:

– Chefe, chefe! A APUB ganhou o Prêmio Nobel!

– Prêmio Nobel de que, Saci? – perguntei-lhe zen, bem zen, mesmo.

– Ah! Nobel, chefe! Sei lá! Como é que vou saber? Nobel, ué!

Pensei em replicar, destilando um venenozinho básico. Contive-me. Havia prometido a mim mesmo que o ANNO DOMINI de 2010 seria um ano de meditação, de contemplação, de ascese. Eu não queria embarcar nas sacizadas que o meu tonto amigo adorava aprontar. Resisti à tentação de perguntar-lhe se seria, por acaso, uma nova modalidade de prêmio, recentemente criada, a modalidade Prêmio Tesoura do Ano, ou mesmo, quem sabe, o Prêmio Entidade Mais Festiva do Ano ou ainda o Prêmio Flexibilization Forever. Contei até 21. Um, dois, três… vinte e um. O cérebro vasculhou rapidamente uma frase branda, compreensiva e compatível com a fragilidade e a miséria demasiadamente humanas. Fortaleci-me com um sorriso condescendente:

– Ô meu amigo! Você ouviu, ao longe e tardiamente, o chamamento do galo para a Missa, mas não conseguiu cinestesicamente situar-se?

Diante do seu ar patético de ignorância, não me fiz de rogado para lhe fazer os esclarecimentos devidos:

– No popular, Saci, você deve estar confundindo alhos com bugalhos, Prêmio Nobel com Prêmio de Papai Noel

– Não confundindo nada! Se duvidando, é só conferir seu e-mail

Mais uma vez sorri-lhe zen, bem zen mesmo. Meio amuado, sensibilíssimo, meu amiguinho saiu sem me dizer nem um petit au revoir ou um tchauzinho de consideração.

Aproveitei que estava sozinho para ver minha caixa de mensagens, morrendo de curiosidade, com os dedos coçando. Aquilo que ele dissera não era totalmente descabido. O Saci havia dito uma espécie de “meia verdade”. De fato, a APUB tinha sido agraciada com uma medalha, mas, claro, não era um Prêmio Nobel. Era uma simpática mesura do Conselho Universitário da UFBA, pelos bons serviços realizados no decorrer do ano findo… Também outras entidades e pessoas receberam a mesma amabilidade. Normalíssimo. É um gesto nobre da academia. Afinal, eles fizeram por merecer.

Sinceramente, pensei até em me congratular com a diretoria atual da APUB, mas, por cautela, contive-me. Ela, a diretoria,  poderia não ententer o meu estado zen e achar que aquilo era pura gozação.

Deixei-me guiar pela máxima contida na página do dia primeiro de janeiro da minha agenda-zen, que registra:

A prudência é a maior das virtudes“.

Anúncios

Uma resposta to “• APUB ganha Prêmio Nobel!”

  1. eldita Says:

    kkkk amei o texto
    parabéns e aproveito p desejar um 2010 c mta saude bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: