– Eleições da FACED 2011

Os candidatos da Chapa 1 e Chapa 2 fizeram um debate tranquilo e com muitas proposições. Da esquerda para a direita: Prof. Eduardo, Profa. Roseli (titular da Chapa 1), Profa. Uilma (presidente da Comissão Eleitoral), Prof. Cleverson (titular da Chapa 2) e Profa. Dinéa.

.

 

 

Saci comentou comigo que a esperança não morre, pois o I Debate entre as Chapas 1 e 2, que concorrem à direção da FACED/UFBA para o próximo quadriênio, mostrou isso. Para ele, os candidatos estão empenhadíssimos em mudar a Faculdade de Educação para melhor, claro que conservando o que merece ser conservado. E ambas as Chapas asseguraram que farão isso.

Mas ele viu um pequeno problema.

– Veja, chefia! Ainda que a luta pelo bem comum tenha sido garantida publicamente, de acordo com a fala dos candidatos, infelizmente, isso só não é suficiente para ganhar o voto do eleitor exigente, pois seria bizarro alguém votar como as crianças brincam: “Papai do Céu mandou votar nesta chapa aqui!” Não, isso não! Algum diferencial tem que ser apresentado. Razão pela qual o II Debate é fundamental para o eleitor. Inclusive para mim.

– Ô Saci! E desde quando você vota? – provoquei-o.

-IH! É vero!… Mas se eu votasse, optaria pela chapa que apresentasse uma postura mais aguerrida no sentido de defender propostas que apontem pela autonomia e pela gestão democrática, conforme o interesse dos trabalhadores. Tanto na Congregação da FACED quanto no CONSUNI. E digo mais: enquanto não tivermos conselheiros dispostos a lutar pelo ideário da emancipação humana, vamos assistir a astúcia dos cardeais dando as cartas e tecendo as relações de poder, normatizando, criando regras segundo os interesses da classe hegemônica. Alguém saberia dizer o porquê de a Estatuinte não ter sido instalada? Quem teria patrocinado a “domesticação” do Coletivo da UFBA para se amofinar diante daquela peleja? Acaso os colendos conselheiros refletiram, na época, sobre o retrocesso para a democracia a partir daquele caminho tomado, e pensaram em quais seriam as implicações de se ter um marco regulatório biônico, construído sem a participação de todos os segmentos que compõem a Universidade Federal da Bahia? Refletiram? Alguém saberia responder a esta pergunta que não quer calar, ou será que tudo já caiu na vala do esquecimento? Cuidar do espaço físico é muito importante, mas é  importantíssimo também cuidar das relações políticas em favor da população…

– Faz o seguinte, Saci: Vosmecê aparece no II Debate e diz isso para os candidatos, olhando no olho de cada um deles!

– É! Eu até poderia fazer isso, mas com uns negócios para resolver na segunda-feira, pela manhã…

Sorri intimamente, pois não conseguia vislumbrar “os negócios” que um Saci tem para resolver. É cada uma!… Que pilantra! Mas dessa vez ele não conseguiu ler meus pensamentos, como frequentemente o fazia.

– Sabe, chefia, sinceramente, eu ficaria muito triste em eleger dirigentes cujas preocupações fossem apenas estabelecer uma “boa política” ou média com o poder central e conferir, no final do mês, seus contracheques um pouco mais abonados… Sinceramente!

– AH! Saci! Falar é fácil! Quando você está com a batata quente na mão é que o bicho pega!…

– Tudo bem, chefia! Então, para que prometer o que não pode ser cumprido? Para engabelar o eleitor e faturar um votinho aqui, outro acolá, e no final ganhar a eleição no engodo? Fala sério! Ninguém botou uma faca no peito dos candidatos… Se assume um compromisso tem que cumpri-lo. A esperança de uma humanidade melhor só pode emplacar se um novo paradigma for criado. Se o velho e manjado expediente for varrido do Planeta. Ou há compromisso com o coletivo ou cai fora. O modelo do diretor Drácula que suga todo o sangue da instituição deve ser abolido da UFBA. Quer trabalhar para fortalecer a Unidade de Ensino, criar benefícios reais para o coletivo, de verdade? Tudo bem, vamos elegê-lo. Quer apenas se dar bem? Quer fazer “teatro”, mise-en-scène? Então, vá pra Grobo, ora essa!

Não pude deixar de rir daqueles arroubos sacizescos. Evitei polemizar, pois já estava atrasado. Tinha que sair. Foi duro escapar das suas garras.

Perainda, chefia! Se eu não for ao próximo Debate, queria que você perguntasse aos candidatos sobre o Reuni, sobre a Universidade Nova, sobre o BI, sobre a APUB, sobre o Proifes, sobre a Copa do Mundo, sobre os ministros corruptos, sobre a parceria da UFBA com as Empresas da família de ACM, sobre…

De longe, eu ouvia em fade out o som de de sua metralhadora parlatória, sumindo aos poucos.  Sujeitinho injuriado. Aquilo não tinha nada a ver com os candidatos…

Ou será que tinha com a visão de mundo de cada um? Ah! Era tarde! E eu já estava muito atrasado para ouvi-lo. Melhor mesmo era seguir em frente.

————

Ih! Já ia me esquecendo das fotos que fiz do debate!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia outro texto relacionado. AQUI.

Anúncios

Uma resposta to “– Eleições da FACED 2011”

  1. Maria Emília Oliveira de Santana rodrigues Says:

    Parabéns Saci Menandro ou Menandro Saci!

    Que registro legal fez o saci!
    Que ele continue sendo esperto e fazendo fotos e escrevendo de forma tão cativante!!!
    Êta Saci danado!!!!

    Maria Emília Rodrigues

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: