– Eleições na FACED/UFBA

Car@,

Registrei, de memória, um diálogo que tive com o meu amigo Saci-Pererê sobre as eleições da Faculdade de Educação/UFBA que se aproximam. Precisamos escolher a nova diretoria que estará à frente dos trabalhos da FACED no próximo quadriênio. O mote do diálogo foi: em quem votar?

Para a diretoria da FACED vote em…

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

Eu pensava sobre a vida, ou sobre a morte da bezerra como dizem, quando senti uma rajada de vento entrar pela janela. Era o Saci.

– Tinha me esquecido de uma coisa. Queria lhe perguntar.

– Diga!… – respondi-lhe de má vontade.

– A quantas anda o processo eleitoral da FACED? já tem candidato? – indagou-me bisbilhoteiro.

– Tenho.

– Posso saber quem é?

– O voto é secreto!

– Nem para mim?

– O que você tem de especial, Saci?

– Ah! Sei lá! Os olhos, talvez o sorriso…

Tive que me controlar para não lhe dar o gosto de me ver gargalhando, mas foi por pouco. O pestinha é muito pândego.

Com ar ingênuo ele me provocou.

– Será que eu posso votar, chefia?

– Claro que não, ô debochado. Você bem sabe que não. Está na Constituição brasileira: os sacis não podem votar!

– Chefia de Deus! Tem isso na Constituição?

– Exatamente como falei, não. Tem de outra forma, claro. Caso contrário seria muito prestígio para os sacis…

– Puxa, chefinho, isso é um bulling disfarçado! Possa até lhe denunciar…

– Fique à vontade!

– Você sabe que não sou dedo-duro. Nossos problemas, nós os resolvemos no diálogo…

– Tá bom, Saci, mas agora preciso trabalhar…

ligado, chefinho, mas na moral! Em quem você vai votar…

– Que saco, Saci! Vou ver ainda!

– Como “vou ver ainda”?

– Claro, os candidatos não se apresentaram…

– Ah! Bom! Pensei que os nomes já fossem conhecidos. Mas você nem tem um palpite de que vai se candidatar?

– Não faço a menor ideia!…

Na verdade eu já tinha ouvido um zum-zum-zum, mas para não render conversa, preferi não alimentar o papo. Ainda assim, o pestinha insistiu.

– Mas você já tem um perfil de candidato ou de candidata?

– Claro que sim! Que seja uma pessoa legal, educada, do bem, boa praça, com vontade de trabalhar em prol da FACED e da UFBA…

Quiá! Quiá! Quiá! Quiá! Quiá! Já vi uma generalidade brilhante, mas como essa, chefia…

Tive que me segurar para não avançar contra o debochado. Controlei-me, entretanto. Afinal, na academia, a gente se controla o tempo todo para não explodir. Fingi que eu era um gentleman dos romances ingleses.

– Não sei o porquê do deboche. Você me perguntou sobre o perfil do meu candidato e eu respondi… É assim que você quer dialogar? Com escárnio? Com piadinhas?

Sáure, chefia! Foi mal. A intenção não foi essa. É que você falou muito engraçado e foi muito genérico. Falou como os políticos falam na véspera de eleições…

Naquele momento tive uma ideia brilhante. Genial. Eu sou mais eu. Pagava para ver como ele se sairia dessa.

– Bem Saci, é isso o que eu penso. Cada um tem uma visão de mundo, de sociedade, de instituição pública. Simplesmente, abri-me para você. Agora, de repente, fiquei curioso em saber em quem da FACED você votaria, caso pudesse votar.

– Bem, chefe, gosto de coisas concretas. Você mesmo disse neste instante que a Constituição brasileira não me permite exercer o sufrágio… Depois, ainda que seja da UFBA simbolicamente, não sou servidor técnico-administrativo, não sou professor, não sou estudante…

– Hum! Saindo-se de fininho, hem? Fugindo da raia… Eu perguntei em quem votaria, caso fosse possível. Só isso…

– Claro que não estou fugindo da raia. Apenas expus minhas reais condições…

– Está enrolando para não dizer! Eu perguntei apeeenas o nome do seu candidato, ou candidata, no caso de…

– Você acabou de me dizer que o voto é secreto…

– Nem para mim você diz? E a nossa amizade onde fica? – Tentei apelar.

– No mesmo lugar em que está. Afinal, o que você tem de especial?…

– Bem… Eu… Eu… Eu acho que…

As palavras fugiam-me aos borbotões. Deu um branco no meu cérebro. Se as palavras eram as roupas dos pensamentos, os meus, naquele momento, estavam peladinhos da silva.

Num gesto desesperado, ocorreu-me algo.

– Você não poderia traçar ao menos o perfil do seu candidato ou candidata?

– Bom, aí são outros quinhentos. Além de todas aquelas generalidades brilhantes que você salientou, o meu candidato deveria ter por princípios o quarteto norteador de qualquer parada: AUTONOMIA, DEMOCRACIA, LIBERDADE e CRÍTICA. Em outras palavras, mesmo se o candidato não tivesse grandes experiências administrativas, mas se fosse dotado de espírito crítico, o que lhe faltasse seria construído no processo, sempre de forma crítica; ainda que não conhecesse as intimidades dos corredores do Palácio da Reitoria, ou do MEC, a autonomia que lhe sobrava daria conta dos pleitos justos e de direito em favor da comunidade a qual representava.

– UAU! – Não pude deixar de exclamar.

– Em outras palavras, chefe, só isso trará a certeza para a comunidade da FACED que a Faculdade de Educação não será a despensa da Casa Grande. Ou coisa pior…

Naquele exato momento, uma colega da FACED me ligou para falar do barulho ensurdecedor proveniente da construção nos fundos da Faculdade. Pedi mil desculpas ao Saci, mas tinha que ouvir os desabafos de alguém que era tão vítima quanto eu. Aquilo era um desrespeito aos alunos, aos professores, aos servidores. E o pior, não tinha com quem reclamar…

Compreensivo, o Saci sorriu e foi saindo de fininho.

Uma resposta to “– Eleições na FACED/UFBA”

  1. osaciperere Says:

    A interrupção da nossa conversa pelo telefonema, acabou não me permitindo esclarecer que não tenho nada contra o diálogo com a Reitoria. Pelo contrário! Aliás, nem tem porque pensar num isolamento… Ou não seria Universidade!

    O que quero enfatizar é que a FACED não pode abrir mão da sua autonomia, e do seu compromisso com a Coisa Pública, sob qualquer pretexto…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: