• Frases da APUB para o Dois de Julho

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

A reunião já estava praticamente terminada. Interrompi o que eu estava falando. Do lugar em que eu me encontrava, era possível perceber tranquilamente o aceno que o Saci me fazia com o gorro vermelho, através da nesga do papel rasgado sobre o vidro. Levantei-me discretamente e fui até a veneziana. Ele já não mais se encontrava na parte superior do janelão. Notei, de imediato, um papel dobrado em quatro, enfiado entre as tiras da madeira. Era um bilhete que deixara para mim. Peguei-o sem que ninguém notasse. Ao recolhê-lo, pude ver a sombra do moleque traquinas pulando, até desaparecer do meu ângulo de mirada.

Ao me inteirar do conteúdo do bilhete, quis rasgá-lo imediatamente. Como os colegas iriam aceitar aquele “desafio” se eu lhes informasse que aquela idéia viera do Saci? Quem não dá aquele sorrisinho cúmplice, quando insisto em dizer que o Saci existe de verdade? Quem?

Resolvi assumir a autoria da proposta.

– Pessoal, é o seguinte – retomei a palavra – já que esgotamos nossa pauta e não tendo nada mais a tratar, queria propor um desafio a todos. Como sabem, quinta-feira é Dois de Julho, a data magna da Bahia, que comemora a sua independência. Provavelmente, a diretoria da APUB estará participando do cortejo que sai da Lapinha com faixas e banners e o que mais for possível para dar o ar de sua graça… Tudo para que não se diga que ela só pensa em forró e carnaval. E aí eu queria propor um desafio a vocês: aquele que adivinhar a frase de protesto que a APUB fará constar nos seus painéis, durante o desfile, ganhará o primeiro exemplar do livro que vamos lançar contendo os textos do Saci…

Nem pude terminar a frase. Foi uma algazarra geral. Até agora estou sem saber se gargalharam pela notícia do livro do Saci ou se julgaram ser piada o fato de a APUB portar uma frase de protesto. Por mais que eu pedisse a atenção dos presentes, a debandada foi geral. Ou quase. Com muito esforço ainda consegui que uns poucos ficassem e escrevessem algumas frases. E todos pareciam ter o riso frouxo. Confesso que estava arrependido de ter embarcado naquela viagem do Saci.

De qualquer forma, consegui ainda recolher sete (sem mentira nenhuma!) contribuições. Agora, é só aguardar o cortejo do Caboclo e da Cabocla. E a promessa será mantida. Ou seja, quem mais se aproximar da frase ou slogan, ganhará o prometido livro. Devidamente autografado!

A fim de que não pairasse qualquer suspeita de protecionismo, instruímos a cada participante que colocasse o número da carteira de identidade em vez do nome e sobrenome costumeiros. Assim, só após a escolha da frase identificaremos o vencedor.

O leitor poderá acompanhar conosco esse desafio. E, quem sabe, até nos ajudar na escolha. Para tanto, apresentamos, abaixo, as frases que estão concorrendo.

1) Sindicato é pra dançar!

2) Sindicato é pra negociar!

3) Obama é O Cara também!

4) Eu Amo a Universidade Nova!

5) Bill é inocente!

6) Nada como uma festa após a outra!

7) Abaixo a lei da gravidade!

Segundo o Saci, as frases estão todas no mesmo nível, mas a radicalidade da número sete só tem paralelo com a que desfilou no ano passado:

“Acordo é para ser cumprido!”

Anúncios

Uma resposta to “• Frases da APUB para o Dois de Julho”

  1. adolo açanha Says:

    muitas vezes uma imaginação È real ao contrario de pensamentos descrentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: