– Governo Lula menosprezou Povos Indígenas

Os números apresentados pelo Relatório do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), mostram claramente o que foi o Governo Lula para os Povos Indígenas (clique nos dados para visualizá-los melhor).

 

Dois excertos do Relatório do Conselho Indigenista Missionário  sobre a política indigenista adotada em oito anos de mandato do governo Lula da Silva:

[…] Ao avaliarmos os dois mandatos do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no que se refere à política indigenista, se chega à conclusão de que ela foi extremamente negativa e desencadeou trágicas consequências para povos e comunidades. A partir da análise dos dados coletados pelo Cimi, acerca da realidade indígena, se conclui que, em relação às demarcações de terras, depois de oito anos o resultado foi quase que inócuo. Ou seja, o presidente não cumpriu o compromisso assumido (mesmo antes de eleito) de que demarcaria todas as terras indígenas. […]

[…] A política indigenista do governo Lula produziu efeitos nefastos que podem ser sentidos em diferentes âmbitos da vida indígena. Na medida em que as terras não foram demarcadas, os segmentos que fazem oposição aos direitos indígenas passaram a se articular mais intensamente em diferentes flancos dos poderes públicos e, ao mesmo tempo, estabeleceram uma insistente perseguição às lideranças que lutam pela defesa dos direitos indígenas, promoveram ataques às comunidades, criminalizaram as lutas e, o que é ainda mais grave, a falta de uma ação eficaz e efetiva do Estado possibilitou, ao longo dos anos, assassinatos, espancamentos, ameaças de morte, invasão e depredação das terras.

 

Veja a íntegra do Relatório (AQUI)

Anúncios

Uma resposta to “– Governo Lula menosprezou Povos Indígenas”

  1. altino bomfim Says:

    MEUS CUMPRIMENTOS MENANDRO!!
    estás ocupando importante espaço na área da comunicação social dado a ausência de veículos que noticiem sobre os trabalhadores, as comunidades tradicionais, “os de baixo”, os dominados excluídos, os que mais sofrem com os desmandos dos dominantes, encastelados no Estado.
    Temos de discutir formas de ampliar o alcance e contribuição desse tipo de veículo para a difusão de informações que concorram para compreensão adequada – ouvindo o outro lado – da grave situação socio-política, econômica, cultural e ambiental que vive-se no país mas, para qual, grande parte das pessoas faz questão de se alienar!!
    forte abraço,
    altino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: