Diálogos de final de ano

LIQUIDIFICAPara o Saci, ao buscar amparo teórico nos “Catecismos” religiosos do tempo de criança, o prof. José Roque acabou tornando a mistura  mais “divina” e menos humana. Além de tudo, de gosto nauseabundo…

.

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

.

.

B.

.

om seria se a humanidade encontrasse, pelo diálogo – e não pelos punhos -,  uma caminho seguro e definitivo para seus problemas. Fácil isso não é. Mas vale tentar.

Parece que no debate entre os professores Francisco Santana e José Roque não se chegou a um acordo. Fiel aos seus dogmas, o Prof. Roque tergiversa, segundo o Prof. Santana. Já com a entrada da Profa. Maria Inês, parece que tudo indica que houve um avanço e as partes se entenderam de alguma forma. Para ela, ler as críticas apresentadas pelo Prof. Francisco, resultou em aprendizagem. É sempre um alento quando alguém se dispõe a examinar os argumentos do outro. Principalmente, quando a regra é nos nutrimos acriticamente das verdades sacralizadas que a cultura nos alimenta. Entendo o ardor do Prof. Roque em defender algumas idéias. Romper com elas é uma parto difícil. Por outro lado, precisamos dessa ruptura. Ou sucumbiremos ao senso comum. Se a compreensão do real saltasse aos olhos, filosofa o Saci, por certo não haveria ciência. Apenas o instinto nos guiaria.

Além dos dois professores citados, ninguém mais da UFBA se manifestou. Cientistas políticos, filósofos, historiadores e afins se fingiram de mortos. Nenhum deles aceitou o desafio do Prof. Francisco Santana de fazer uma incursão sobre as confusões provocadas acerca do que se entende por “fascismo”, bem como sobre quem poderia compor as fileiras desse movimento camaleônico, e estar se passando por progressista. O que levou o meu amigo de gorro vermelho e pito a concluir que o Prof. Francisco Santana, sozinho, conseguiu calar a UFBA e apagar os seus sofisticados lustres palacianos…

Pessoalmente, creio que o silêncio dos doutos colegas foi abafado temporariamente pelo espírito do Natal, que simplesmente envolve inexoravelmente cristãos piedosos e não piedosos… Quem mandou termos aprendido as lições do consumo voraz? Quem mandou?

Mas tão logo o bom e providencial recesso chegue ao fim, certamente, haveremos de ler argutas réplicas e tréplicas. E com isso ganhará o novo ensaio sobre o entendimento humano…

Enquanto isso, celebremos a vida!

———————————————————————————————–

Querida Prof. Inês

Como disse um intelectual marxista brasileiro, cujo nome me escapou agora:

“O maior respeito que se pode ter a um intelectual é a crítica”.

E como tenho o maior respeito e admiração por você, vai abaixo a minha crítica à sua mensagem:

Uma preliminar: Quando eu acuso os petistas de fascistas não significa que todos eles sejam facistóides. Facistóide e fascista são duas coisa diferentes. O fascistóide é uma característica da classe média e hoje estendida ao se humano em geral, porque desapareceu a famosa classe proletária e o consumismo desenfreado atingiu quase todos. Como dizia Lenin, a classe média não é uma classe, ela tem ilusão de classe, é isso que faz de um seu membro, um facistóide. E o intelectual de classe média tem  esse caráter em dose acentuada. Podem haver petistas muito menos fascistóides de que eu e outros muitos mais fascistóides do que eu, mas só os petistas são fascistas. box11O petista é fascista por pertencer a um partido fascista. Um partido fascista é um partido financiado pelo grande capital financeiro e que é usado para o imperialismo conseguir seus objetivos. A maioria dos petistas pode não ter consciência de que está sendo usada, mas a minoria que está, tira proveito disso. Essa preliminar é necessária para evitar ferir as suscetibilidades quando cito petistas que são respeitados como intelectuais, mas cometeram o equívoco de apoiarem o fascismo, como eu cito no caso do fascismo italiano os nomes de Ezra Pound, o maior poeta da língua inglesa na época,  Fernando Pessoa (sobre esse há controvérsias) e muitos outros.

Respondamos agora a sua mensagem

Primeiro você misturou duas coisas: uma discussão sobre Lula, que fui eu quem provocou com o texto, LULA UM HITLER CAFAJESTE, e outra discussão envolvendo Jesus que foi o professor José Roque que provocou  numa digressão da minha apelando para o divino.

Eu gostaria que com relação à comparação de Hitler com Lula feita por mim você se ativesse   ao meu texto  LULA UM HITLER CAFAJESTE, que já está inclusive no Blog do Saci.

Nesse texto eu faço questão de mostrar que não se deve confundir ditadura de direita aberta com fascismo. Nem toda ditadura de direita aberta é fascista nem todo fascismo se transforma em ditadura aberta. Mostrei que as ditaduras de Franco e Salazar têm diferenças de essência das ditaduras fascistas de Hitler e Mussolini e mostro também que o nazismo alemão e o fascismo italiano têm também diferenças, não de essência, mas de contextos. E finalmente mostro que o petismo e o cutismo tem na sua segunda etapa semelhanças com a ascensão do fascismo italiano e na primeira etapa com o nazismo alemão, o que faz Lula ter semelhanças com Hitler e não com Mussolini.

Mas parece que você não leu meu texto e sim pongou na mensagem do Prof. José Roque, intitulada, Lula X Franco e numa resposta minha a ela em que mostro a José Roque que Franco era um cristão como ele, José Roque. Nessa mensagem O José Roque faz uma mistura de Franco, Hitler e Mussolini e você ainda acrescenta Stalin que tem diferenças de essência com todos os citados.

E aí o Prof. José Roque faz a comparação de ditadores com Lula pelo número de mortos e que você endossa. Quando a minha tese é justamente a oposta. Eles, os petistas, não são fascistas por serem intolerantes, assassinos e violentos, mas eles se tornam violentos, assassinos, intolerantes por serem fascistas. Eles são fascistas por pertencerem a um partido que é  um clone de um partido comunista, a serviço do grande capital financeiro e como o capital financeiro é violento, intolerante e sem escrúpulo, os fascistas fatalmente se tornam, intolerantes, corruptos e assassinos, quando necessário para se cumprir os desígnios do grande capital financeiro.

alcagueteDefender um alcaguete é uma postura indefensável. O alcaguete é o nível mais baixo da degradação humana. Está abaixo de prostitutas, ladrões, assassinos, estupradores etc… São capazes de quaisquer outros crimes porque já perderam toda a dignidade. Alcaguete não tem vontade própria, muito menos de estadista. Tudo que Lula faz é cumprindo ordens, é obedecendo estratégias estabelecidas pelos representantes do grande capital que o criaram. A única coisa original dele é a cafajestagem, a cupidez e a cachaça.  Por isso ser um autêntico Hitler cafajeste.

 Quanto a comparação de Lula com Getúlio seria trágico se não fosse cômico. É a antítese de Getúlio. Getúlio era nacionalista, Lula um entreguista declarado. Getúlio criou o monopólio estatal de Petróleo, Lula e Dilma leiloaram os maiores lençóis de Petróleo descobertos nos últimos anos da nossa plataforma continental inclusive do pré-sal.

Felizmente o próprio Lula se encarrega de desmentir ao elogiar Hitler(entrevista à Play-Boy) e atacar Getúlio Vargas. Deu-se ao luxo de viajar para S. Borja aonde está o túmulo de Vargas para insultar sua memória.

Não foram os intelectuais do PT os autores da fraude acadêmica denominada “populismo” para enxovalhar a memória de Getúlio? Seria uma incoerência querer usar agora o populista Getúlio para limpar a imagem de Lula.

Além disso uma das maiores obras de Getúlio, a CLT, sempre foi atacada por Lula e o PT. Vejamos:

Na sua campanha eleitoral, no debate dos candidatos com a classe empresarial em Brasília, Lula declarou: “Eu sempre fui contra a CLT desde 1975”.

No livro Afogados em Lei, produzido pela editora do PT, Ed. Perseu Abramo, tem a seguinte declaração de Lula: ” A CLT é o AI5 do Trabalhador.”

Em 1983, entrevistado pela passagem do aniversário de Getúlio Vargas, Lula declara que a CLT nunca beneficiou o trabalhador, só  beneficiou os patrões.

Em 1980, no encontro com sindicalistas do PT (Lula, Olívio Dutra e mais uns poucos outros) em Monlevade, foi decidido que um dos dois pilares que baseariam a criação da CUT era o fim da CLT. Daí o PT ter cindido a CONCLAT quase pelo meio, em minoria, para fundar uma CUT exclusiva sem os sidicalistas getulistas e comunistas pois não teriam o apoio deles para essa proposta de fim da CLT. Os comunistas porque eram contra a convenção 87 por questões históricas e os getulistas porque eram defensores da CLT. E foi por isso também que eles receberam alguns milhões da CIA via ORIT para fundar às pressas a CUT com o apoio da Igreja.

No segundo encontro do PT em 1983, uma das resoluções foi: ” Fim da LSN, CLT, ……..”. Colocar CLT no mesmo patamar da LSN-Lei de Segurança Nacional, é demais.

No terceiro encontro do PT, nova resolução pedindo o fim da CLT.

Em 1991, a USP e a CUT fazem seminário sobre CLT de onde sai o projeto de Contrato Coletivo para substituir a CLT, na realidade um projeto de flexibilização da CLT.

Em 1993, CUT (Meneghelli) assina protocolo com a FIESP para acabar a CLT na reforma constitucional de 1993, que felizmente não houve.

Em 1995, Jacques Wagner faz o projeto que extinguiria o TST. E recentemente como ministro do trabalho de Lula anuncia o fim do 13º salário, mas fracassa.

Em 1995, no Othon Palace de Salvador-BA, é feito o seminário de onde sairia o projeto de flexibilização da CLT de FHC. Participaram desse seminário: LULA, VICENTINHO, MERCADANTE, além de Pazzianoto, Ieda Crusius, Pastore, e outros. Pastore abriu o Seminário e Lula o encerrou. Esse projeto foi aquele, sobre o qual o PT e PSTU exibiram cartazes com os retratos dos deputados e os dizeres: “Não votem mais nesses .traidores dos trabalhadores… tirar 13º, férias etc. dos trabalhadores etc. ” mais ou menos assim. Mas o cartaz omite os autores do projeto: Lula e Vicentinho entre outros.

Se quiserem mais informação, é só pegar todas as resoluções e publicações do PT e da CUT de 1980 a 1995, que era só pau na CLT e em Getúlio. Tem um Caderno da CUT, Que a fotografia de Getúlio é colocada ao lado de Hitler, Franco e Mussolini.

Francisco Santana

————————————————-

Amado Chico,

Quando era uma apaixonada por Lula, incondicionalmente, lembro-me como hoje, que estávamos na extinta Xerox da Apub (era amais barata da Ufba) e você me disse que Lula era uma mentira, algo assim. E começou  a me falar destas coisas que escreveu aqui. Como sempre, eu escuto, depois o defendi, claro. Aliás,   mamãe me dizia para não me dedicar de corpo e alma ao partido. As eleições se sucediam, fomos tentando eleger  companheiros, a exemplo de Zé Sérgio, Jorge  e conseguimos sucesso em outros,  como Walter, Nelson e até um padre que esqueci o nome. Na Aplb, junto com Geracina, fazíamos oposição à condução do PCdoB ela conseguiu ser eleita vereadora e por aí vai a história. Frequentar todos os lugares com uma estrela na roupa, era um orgulho, que também gerava muitos problemas, exclusões.

Acreditava num projeto de sociedade que era, no mínimo cooperativa, um modelo partidário que vivia e poderia ser replicado no sistema, pois ensejava participação. Os Núcleos de trabalho, as casas onde famílias reunidas se comprometiam com processo eleitoral, as plenárias deliberativas, tudo tinha um tom democrático. A diversidade de posições era reflexo dos grupos que buscavam defender suas perspectivas de condução do partido. Absolutamente saudável, até que um grupo denominado articulação, (onde Lula se instala)  passou a dirigir os rumos do partido. Ah… vamos pular um monte de história e chegar até Lula fascista. Tudo isto que vivemos foi fascismo? Não, acho que vivi um sonho e no meio dele, um despertador me acordou bruscamente.

Ele tocou na reforma da previdência, na expulsão de militantes,  que não conseguiram dotar de credibilidade suas denúncias sobre o rio de dinheiro que estava correndo para aprovação da reforma.

Pitangas choradas à parte, o cenário eleitoral só me diz uma coisa: abstenha-se, mas não posso fazer isto. Sem opções não fascistas, segundo as definições apresentadas, resta-nos o que? Quando se pensou colocar em movimento um outro padrão partidário, que agregou muita gente do bem, o projeto foi tomado de assalto. Recomeçar por onde, se o padrão eleitoral burguês e as suas malhas legais, deixam a paisagem homogênea?

Sobre os personagens nazifascistas, compreendo sua perspectiva, não sou cientista política, apenas uma inquiridora da realidade e disse no meu texto, que Lula está para além do fascismo ele inovou. Algo que precisaria ser melhor definido por quem de direito, não é só carisma e alianças com o capital, também não é só populismo, pois dá com uma mão e tira com a outra. A sua unanimidade é um mistério a ser desvendado pela História.

Na disputa entre Jesus, Madalena e vocês três, sugiro que reze mais salmos para desenvolver a paciência histórica, pois quem enxerga antes dos outros, sofre por  mais tempo.  Ler suas críticas significou aprendizagem.

Beijão

Maria Inês Marques

——————————————

Maria Inês Marques
<imarques@ufba.br> escreveu:

Esse diálogo teológico de  Joromota e Chico, seria cômico se não fosse trágico.  Mussolini, Hitler, Franco,  Stalin, todos assassinos, não podem ensejar uma comparação com Lula. Ideologicamente, Lula também não pode ser comparado, porque as ações cometidas em nome da ideologia, não foram as mesmas.

Lula é inovador, ele conseguiu legitimidade entre trabalhadores, ao tempo em que entregava dados ao Dops. Fez acordos com o empresariado, quando estava a um passo da vitória eleitoral independente, colocou um empresário e evangélico como vice, enquanto beijava a mão do Papa. Na presidência,  cuidou logo de cooptar para o governo as lideranças sindicais e instalou as disputas de projetos, que atrasaram os combates à reforma da previdência. Esta foi tão importante,  que está na raiz do mensalão, do qual saiu ileso, pois não sabia de nada… Internacionalmente tornou-se o cara, tirou o país da miséria, pagou o FMI, diminuiu o risco Brasil, imediatamente após a posse, sem comoção social, sem fazer reforma agrária, fiscal, judiciária, deixou tudo em banho-maria.

Se quisermos buscar semelhanças, entre Lula e outro personagem daquela estirpe,   pensemos em Getúlio Vargas, a verdadeira inspiração de Lula, lembram da foto tirada em evento da Petrobras? Tirando os assassinatos políticos do primeiro, ele elevou patamar do salário mínimo, avançou abrindo secretarias para mulheres e políticas sociais envolvendo negros, direitos humanos e introduziu as bolsas família, gás, energia dentre outras. Enquanto isto, crescia o agronegócio, as PPP, privatizações e por aí vai. Neste aspecto ele não tem semelhança alguma com Getúlio, que estatizou.

Ninguém é igual a Lula. Fato é que, a legitimidade conquistada por ele junto à população, ao capital internacional e os acordos de toda ordem, garantiram seu índice de aprovação. A omissão dos que discordam, o silêncio dos beneficiados, dos cooptados e de outras marcas, irão garantir seu terceiro mandato, ou de quem ele desejar.  Só Cristo salva, se quiserem mudar a situação, Chico,  Roque e Menandro, comecem a rezar. Agora… mudar pra onde?

Beijos de feliz ano novo

Maria Inês Marques

———————————

Leia também: LULA, UM HITLER CAFAJESTE (Aqui)

Anúncios

10 Respostas to “Diálogos de final de ano”

  1. Ari Gonçalves Says:

    Os capitalistas haverão de reconhecer que Lula foi o mais competente de todos que o antecederam. E logo ele com escolaridade baixa…
    Vejamos: no final da 2a. guerra Hitler não teve outra alternativa senão matar-se. Já Mussolini, depois de morto, ficou exposto de cabeça para baixo, pendurado numa corda como um simples suíno. Salazar e Franco, conheceram a melancolia no fim dos seus dias.
    Quanto a Lula, ele saiu triunfante, com o maior índice de popularidade nunca visto antes na história do Brasil, amado e reverenciado pela massa que tão bem soube iludir.
    Moral da história: em matéria de esperteza, Lula botou os europeus letrados no bolso.
    O que lhe dá o direito de reincidir, sozinho, o título de “rei dos Cafajestes Mundiais ou o prêmio Nobel a ser criado da cafajestagem.

  2. Ari Gonçalves Says:

    Corrigindo:
    O que lhe dá o direito de reivindicar, sozinho, o título de “rei dos Cafajestes Mundiais” ou o prêmio Nobel a ser criado da cafajestagem.

  3. Zé Veneno da Linha Verde Says:

    Mesmo puxando para o lado religioso José Roque deu uma grande contribuição ao provocar uma resposta competente e criativa de Francisco Santana. Cada um contribui como pode. Nem todo mundo tem o embasamento histórico, histórico, político, para destrinchar esse cipoal tão complexo e que o senso comum não dá conta. Diferente de José Roque Maria Inês já tem mais os pés no chão.

  4. Saci-Pererê Says:

    Assim escreveu o Prof. José Roque na “debates-l”, da UFBA:

    ————————————————————-

    PREZADAS/PREZADOS:

    O QUE OS ATEUS, OS INCRÉDULOS, OS AGNÓSTICOS DISSERAM POUCO ANTES DO “EMBARQUE”: PARTE 1

    Praticamente nada é mais esclarecedor do que o testemunho de moribundos.

    Mesmo mentirosos confessam então a verdade.

    Um olhar para o leito de morte revela muitas vezes mais do que todas as grandes palavras e obras em tempo de vida.

    No momento em que pessoas se vêm confrontadas com a morte, muitas perdem suas máscaras e tornam-se verdadeiras.

    Aldous Huxley escreve no prefácio do seu livro “Admirável Mundo Novo”, que se deveria avaliar todas as coisas como se estivessem sendo vistas do leito de morte. “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio” (Sl 90.12), diz a Bíblia.

    VOLTAIRE, o famoso zombador, teve um fim terrível. Sua ENFERMEIRA disse: “Por todo o dinheiro da Europa, não quero mais ver um incrédulo morrer!” Durante toda a noite ele gritou por perdão.

    DAVID HUME, o ateu, gritou: “Estou nas chamas!” Seu desespero foi uma cena terrível.

    HEINRICH HEINE, o grande zombador, arrependeu-se posteriormente. Ao final da sua vida, ele ainda escreveu a poesia: “Destruída está a velha lira, na rocha que se chama Cristo! A lira que para a má comemoração, era movimentada pelo inimigo mau. A lira que soava para a rebelião, que cantava dúvidas, zombarias e apostasias. Senhor, Senhor, eu me ajoelho, perdoa, perdoa minhas canções!”

    NAPOLEÃO escreveu seu médico particular: “O imperador morre solitário e abandonado. Sua luta de morte é terrível.”

    CESARE BORGIA, um estadista: “Tomei providências para tudo no decorrer de minha vida, somente não para a morte e agora tenho que morrer completamente despreparado.”

    JOROMOTA: Cristo, estou chegando prepare uma boa feijoada e uma bem gelada.

    • Menandro Ramos Says:

      Prezado Roque,

      A Natureza nos “projetou” para temer a morte. Caso contrário, a perpetuação da espécie não aconteceria.

      Conheci alguns ateus que, oprimidos pela doença, capitularam e passaram seus últimos momentos “buscando o perdão do Senhor”.

      Ora, meu Caro, isso não prova a existência de Deus, mas a fragilidade humana. Citar o final de Voltaire e outros tantos ateus não altera a ordem das coisas.

      Desista da ideia da feijoada, pois o banquete será dos vermes que nos devorarão; ou do calor dos fornos de cremação que consumirá nosso corpo; ou dos peixes, se formos devorados pelas águas; ou coisa que o valha. Mas sem sofrimento da nossa parte depois do último suspiro. Acredite, teremos a paz eterna. Justos e injustos.

      Tenha um Feliz Natal e um lauto banquete. Enquanto houver vida…

      Atenciosamente,

      Menandro Ramos

  5. Saci-Pererê Says:

    Mais uma vez o Prof. Roque tergiversa…

  6. Francisco Santana Says:

    “ Me parece uma desonestidade fundamental e uma traição à integridade intelectual ter uma crença porque ela é útil e não porque ela é verdadeira”

    Bertrand Russell (1872)

  7. Francisco Santana Says:

    A descrição que o SR. José Roque da morte de algumas pessoas, que ele arbitráriamente convenciona com representantes significativos do universo de ateus e materialistas, além de ser ingênua, traça um perfil de seu Deus como o de um abutre ou uma hiena que se alimenta de moribundos e cadáveres.

  8. José Roque Mota Carvalho Says:

    Voltando das férias:
    Inês, Menandro, Francisco, Zé veneno e tantas outras e outros:

    Temos dois planos de discussão em Debates-I.

    1. Políticos que abrange todos os setores da nossa vida. Neste, apesar das posições contrárias, eu e muitos resistem em mudar repentinamente e tonarem-se ferrenhos críticos. Mudei. Já admito o voto branco ou nulo. Motivo: 99% dos nossos políticos são corruptos e esse mal se mantem e se renova acada 04 anos. Mas, no resumo, insisto: Acreditarei que Lula é pior do Mussolini, Hitler, etc. CASO HAJA UMA ANÁLISE MAIS APROFUNDADA, com a participação de outros pensadores. Uma opinião individual, deve ser questionada.

    2. A questão religiosa: sempre lembro da presença (ausente) de muitos Cristão-Críticos que praticam os seus atos, atualmente, com uma certa dose de argumentos. Não somos bitolados e nem controlados, somos Cristãos: espíritas, católicos, evangélicos e outros. Ficamos perplexos quando alguém que não é cristão (nós compreendemos e respeitamos) escreve: MADRE EM QUAL CÚ, TÁ?. Só vem aquela resposta: no de sua mãe. Com todo respeito às mães do mundo. Cara se você não acredita, não participa deste “clube” viva o seu e nos deixem em paz. Falaram da Inquisição, mas, atualmente, esse tipo de crítica é uma inquisição a qualquer religião. Eu não fumo maconha. Deveria ser contra a marcha da maconha. Não, Não sou. Não sou Homo. Deverei ser contra a passeata GAY. Não, Não não. Seria bom a convivência entre os opostos se houvesse respeito ao próximo. Pouco importa os erros de Madre Tereza de Calcutá. O importante foi o legado dela. ELA não agiu como eu esperava. então, assuma o papel dela e faça como você acharia que deveria fazer se estivesse no lugar dela.
    Joromota.

  9. Francisco Santana Says:

    1. O problema do cristão é que ele faz a análise a partir de pessoas. Isso o coloca ao lado do individualismo burguês. Lula não é pior e nem melhor do que Hitler, Mussoline etc., apenas como eles, foi o líder principal de um movimento fascista. A principal característica de um movimento fascista é que ele é um movimento financiado, estimulado, aparelhado e até certo ponto . controlado pelo GRANDE CAPITAL FINANCEIRO, que usa para isso todos os meios a sua disposição, legais e ilegais, principalmente a corrupção; não existe fascismo sem corrupção, sem grana, muita grana.

    Num aspecto, Lula foi o mais inteligente desses todos, haja vista sua declaração: A ESQUERDA DO PT EU CONTROLO. ELA NÃO É NADA SEM MIM. E realmente não é nada.

    2. MADRE, EM QUAL ARMÁRIO DO AMBULATÓRIO ESTÁ?

    Essa seria a pergunta que seria feita caso a Madre Teresa não tivesse desviado milhões de dólares que foram doados para sua instituição, afim de atender melhor os doentes, para o Vaticano.

    Então a instituição de Madre Tereza era de fachada para um esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Sorte dela que não tinha um Sergio Moro na Índia naquela época.

    Mas as condições de miséria que ela submetia os doentes com falta de dos mais elementares instrumentos químicos, ao ponto de se reutilizar muitos deles sem esterilização, só poderia suscitar aquele tipo de pergunta quando da procura de um termõmetro: MADRE TEREZA EM QUAL CÚ TÁ?

    Surpreende-me, um professor de química, acostumado a manusear termómetros de todos os tipos e calibres, sentir a dor como se fosse no seu.

    Espero que o Professor não provoque uma tragédia como a do Charlie Hebdo. E por falarno Charlie Hebdo seguem links com capas do Charlie para a apreciação do Professor Roque:

    https://www.google.com.br/search?q=Charlie+Hebd%C3%B4&client=ubuntu&hs=eab&channel=fs&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ved=0ahUKEwjeufW20-7JAhUGx5AKHYRHBlcQsAQIOg&biw=1863&bih=952#imgrc=ciAV-MJkmQQ9uM%3A

    https://www.google.com.br/search?q=Charlie+Hebd%C3%B4&client=ubuntu&hs=eab&channel=fs&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ved=0ahUKEwjeufW20-7JAhUGx5AKHYRHBlcQsAQIOg&biw=1863&bih=952#imgrc=N80XGYSV6adM5M%3A

    https://www.google.com.br/search?q=Charlie+Hebd%C3%B4&client=ubuntu&hs=eab&channel=fs&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ved=0ahUKEwjeufW20-7JAhUGx5AKHYRHBlcQ7AkIRw&biw=1863&bih=952#imgrc=fT9w16gzNOOQOM%3A

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: