– Chico Buarque homenageia Jaqueline Roriz?

– Chico Buarque teria homenageado Jaqueline Roriz? – perguntou-me o Saci abestado.

A colocação sacizesca, inoportuna e surreal, irritou-me sobremaneira. Além de ser obrigado a tolerar Brasília, agora o Saci gozando com muá! Minha cara de poucos amigos o fez escorregar-se de fininho. O coitado se picou meio down.

Só depois de muito tempo é que a ficha foi cair. Por mais espertos que sejam os sacis, a estupidez humana sempre lhes escapa da previsibilidade. Agora, com calma e cabeça mais fria, sei que o meu igênuo amigo estava sendo sincero. Para ele, a música  “Homenagem ao Malandro”, de Chico Buarque, foi uma premonitória homenagem à deputada Jaqueline Roriz, cujos votos secretíssimo dos seus nobres colegas parlamentares a absolveram. Claro que não foi o que ele pensou, mas diante do inusitado, prevalesceu a lógica do absurdo, em que a mente humana – ou sacizesca! –  inventa algo estapafúrdio para fazer jus à tal racionalidade, ou necessidade de explicar, explicar, explicar o inexplicável…

Já o Pica-Pau, pragmático paca, preferiu, horas depois, evocar a composição de Bezerra da Silva, como sendo algo mais relevante para contextualizar o ocorrido fato político da capital federal…

Cá do meu PC paquidérmico, quase parando, creio que ambos, ou melhor, os quatro, para ser mais justo – Chico, Bezerra, Saci e Pica-Pau – dão uma excelente contribuição à música popular brasileira…

Abaixo, o lembrete do Pica-Pau.

 ———————————————————-

Se Gritar Pega Ladrão

Bezerra da Silva

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão, não fica um
Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão, não fica um

Você me chamou para esse pagode,
e me avisou: “Aqui não tem pobre!”
Até me pediu pra pisar de mansinho, porque sou da cor,
eu sou escurinho…
Aqui realmente está toda a nata: doutores, senhores,
até magnata
Com a bebedeira e a discussão, tirei a minha
conclusão:

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão, não fica um
Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão, não fica um

Lugar meu amigo é a minha Baixada,
que ando tranqüilo e ninguém me diz nada
E lá camburão não vai com a justiça, pois não há
ladrão e é boa a polícia
Lá até parece a Suécia, bacana, se leva o bagulho e se
deixa a grana,
Não é como esse ambiente pesado, que você me trouxe
para ser roubado….

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão, não fica um
Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão
Se gritar pega ladrão, não fica um.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: