• Em defesa do ANDES-SN – Celi Taffarel

 

EM DEFESA DO MOVIMENTO DOCENTE E DAS REIVINDICAÇÕES
PERMANECER NO ANDES-SN E UNIFICAR AS LUTAS COM A CLASSE TRABALHADORA ORGANIZADA.

 

1. A crise profunda que assola o modo do capital organizar a vida está expressa claramente para todos os trabalhadores do mundo, estejamos conscientes ou não dos fatos que se seguem. Ela se manifesta concretamente na competição intercapitalista, nos altos índices de exploração da mais-valia, nos índices de desemprego da população economicamente ativa, na geração do subemprego, do emprego precarizado, na política econômica baseada em manutenção de elevadas taxas de lucro, juros altos, exorbitantes pagamentos de dívidas externa e interna, aos capitalistas, na fixação de superávit primário e leis como a Lei de Responsabilidade Fiscal para garantir pagamentos de dívidas, do arrocho salarial, presentes em todas as nações.

A crise se manifesta, também, na inviabilidade da reforma agrária dos trabalhadores, na super exploração da natureza, com o emprego de uma matriz científica e tecnológica de produção de bens, privatizante, altamente nefasta, exploradora e destruidora do meio ambiente. Se manifesta, ainda, do ponto de vista político, na tentativa de construção de alianças e conciliações de classes, conciliações estas que não resolvem, mas somente agravam a situação dos trabalhadores. Outra manifestação da crise é a destruição dos organismos combativos e de luta onde a classe se organiza e se reconhece como classe em si e para-si, como é o caso, por exemplo, da maior Central Sindical de Trabalhadores do Brasil. As conseqüências são a destruição dos serviços públicos, a retirada de direitos e conquistas e a aceleração da destruição das forças produtivas – trabalho, trabalhador, meio ambiente.

 Os balanços realizados, por exemplo, no 12º CECUT/Bahia, demonstram que os trabalhadores não estão dispostos a pagar pelo aprofundamento da crise, reconhecem que os setores mais atingidos são os trabalhadores dos serviços públicos, da indústria, comércio e serviços, bem como, os trabalhadores do campo da agricultura familiar e, reivindicam de Lula uma Medida Provisória para impedir desemprego, lutam por salários e em defesa de direitos e conquistas.

2. O Movimento Docente não está incólume à crise e suas conseqüências e, muito menos, deixou de ter reivindicações. Elas se expressam no dia-a-dia, estejamos onde quer que seja. As reivindicações aparecem, explodem, se manifestam. Seja no interior de órgãos colegiados, nas discussões sobre: Assistência Estudantil, Financiamento, Autonomia e Expansão da Universidade com qualidade -, seja no interior do Sindicato na luta econômica e política, seja em outras circunstâncias. O rol de reivindicações é grande e pode ser reconhecido no Movimento Docente.

3. Não se justifica, portanto, neste momento, destruir os organismos criados historicamente pela classe trabalhadora com a finalidade de enfrentar a fúria do capital. Por isto, SOU CONTRA A DESFILIZAÇÃO DA APUB-Seção Sindical do ANDES- Sindicato Nacional.

 4. Assim como fui contra a desfiliação do ANDES-SN da CUT, luto hoje pela recomposição das forças do Movimento Docente unificado – municipal, estadual e federal – juntamente com a classe trabalhadora organizada.

 5. Portanto, conclamo aos colegas que votem NÃO A DESFILIAÇÃO e NÃO a criação do Sindicato dos Professores das Instituições Federais de Ensino Superior (PROIFES) que também está fora da maior entidade que organiza a classe trabalhadora no Brasil.

 CELI TAFFAREL
 Sindicalizada a APUB – Seção Sindical do ANDES-SN

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: