– Câmara dialoga com Rocha

Ao ler o texto do Prof. Antônio, o pilantra do Saci foi gritando compenetrado, qual experiente diretor de cinema: – Atenção! Câmara! Ação!

.

ara o meu amigo escrachado de gorro vermelho e pito, se é verdade que “Câmara bole em rocha dura, tanto bate até que fura”, então, por que não estimular o diálogo, mesmo considerando a insensibilidade da pedra?

Vendo a coisa por essa aresta, não me resta senão fazer força para elevar o nível do diálogo, mesmo não tendo o ponto de apoio tão apregoado pelo brother Arquimedes…

Gaiatice à parte, vamos ao que interessa.

——————————–

Caro Professor,
Parece que a APUB e você em particular como porta-voz da diretoria da entidade continuam a agir como avestruzes, ignorando a greve nacional que atinge 51 Universidades, ignorando que no dia em que o governo disse reabrir as “negociações” havia um movimento nacional de servidores públicos em Brasilia, que a ANDES-SN e a federação à qual o senhor diz que a APUB é filiada foram recebidos por conta da greve e da mobilização.

Ignora que a última AG auto-convocada pelos docentes contou com mais de 250 professores que decidiram pela continuidade da greve. Ignora que os estudantes entraram em greve apoiando os professores da UFBA.

Ignora que a maioria dos docentes não PARTICIPARAM do plebiscito por considerá-lo  ilegal, ilegítimo e contrário aos anseios da base expressa em AG. Essa última AG propôs também que a direção da APUB dialogasse com o Comando de Greve, mas o que vemos até agora são declarações truculentas “Decretando o fim da greve” e avisos muito próximos daqueles que vamos em épocas remotas no Brasil (tipos Atos Institucionais) dirigidos aos docentes para que estes não compareçam à Assembléia marcada para dia 13/06.

A diretoria da APUB IGNORA as bases. Faz plebiscito amparando-se em Estatuto não reconhecido juridicamente, inclusive interpretando-o ao sabor de interesses não confessados.

Faz ouvidos moucos ao diálogo proposto pela AG. Aposta que o governo é o companheiro da diretoria da APUB-proifes, e que os docentes em greve são os inimigos.

Ignora enfim, que mesmo dentre as entidades filiadas ao proifes duas estão em greve, e que a imensa maioria dos docentes de ensino superior federal estão em greve apoiando a pauta do ANDES-SN.

Amplia, assim, o fosso entre base e direção sindical, e impõe a reflexão que alguns docentes começam a fazer: a diretoria da APUB  que diz representar UFRB, UFBA e CEFET, ainda representa algum segmento desta categoria?

Ao contrário da omissão beligerante do porta-voz da APUB, conclamo todos favoráveis e contrários à greve para se fazerem presente à AG de 13/06 para enfim avançarmos na construção da luta nacional. A diretoria da APUB divide, o CLG (Comando Local de Greve) em nome da AG luta pela unificação local e nacional dos docentes.

A GREVE CONTINUA! TODOS À AG!

Antônio Câmara Professor
Deptº Sociologia UFBA

——————————–

Citando joarocha@ufba.br:

——————————–
Caros colegas
 Cumprida a exigência da realização do referendo, estabelecido com  base no Art. 16 de nosso Estatuto, já anunciamaos oficialmente (ver página da APUB na internet) o resultado, que foi contrário à declaração de greve aprovada na Asembléia de 29/5.
.
Temos, portanto, enquanto Diretoria, um resultado a implementar,  que é o NÃO à greve, em repeito à decisão da maioria. O referendo, mesmo que submetido a boicote pelo grupo que se opõe à Diretoria da APUB Sindicato, foi, indiscutivelmente, muito representativo, com 817 votantes, e revelou-se importante para o esclarecimento da categoria, dado o intenso debate que provocou.
.
O PROIFES havia indicado greve para dia 15 de junho, condicionada à  reabertura de negociação com o Governo. No entanto, como o Governo reinstalou   o Grupo de Trabalho da Carreira, e convocou a O PROIFES, a ANDES e o SINASEFE para uma reunião no dia 12/6, então o indictivo de greve do PROIFES foi suspenso.
.
O debate sobre as nossas reivindicações continua, livremente, e a Diretoria está empenhada na mobilização de todos em defesa da pauta definida nacionalmente pelo PROIFES. A APUB Sindicato respeita e se solidariza com os movimentos dos estudantes e dos funcionários técnicos e administrativos da UFBA, UFRB e IFBA, buscando estreitar contatos com as direções das entidades que, legitimamente, os representam, desde que mantida a independência, no que se refere às instâncias  de decisão, entr eles. Caso haja pontos comuns nas reivindicações locais,  estamos prontos a encaminhá-las conjuntamente Fiquem atentos(as): Qualquer convocação de assembléia ou de outras  atividades sob a responsabilidade da APUB virá sempre em nome da Presidente em  exercício do APUB Sindicato, Professora Eloísa Pinto.
.
Saudações universitárias
João Augusto Rocha
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: