A importância do contraditório

.

.

.

O.

.

ntem foi um dia especial. Muito especial. A Assembleia Geral dos docentes da UFBA foi  mais uma esplêndida aula da Greve Educadora que estamos vivendo nesses quase três meses de movimento paredista.

Apesar de parecer exagero de se voltar os holofotes da AG para um determinado docente, é preciso fazer-lhe justiça. Mesmo não sendo ele que se deva combater, mas à política da presidente Dilma Rousseff, que ao fim e ao cabo tem a caneta na mão voltada contra o trabalhador brasileiro e em benefício do capital, deve-se a ele todo o colorido e animação da AG de ontem.

Trata-se do Prof. Paulo Fábio, que de forma brincalhona vem sendo chamado de PAULVS SABIVS. Sem ele não se tinha a cena patética – de dar pena! –  de alguns estudantes do curso de Direito empunhando, por mais de quatro horas, cartazes improvisados de cartolina e pincel atômico que pediam aulas, além da inscrição de outras “abobrinhas”, vistas, claro, sob ótica de quem luta pelo respeito à Educação Pública de qualidade.

.

.

Não há dúvida que o Prof. Paulo Fábio foi o tempero que se precisava para a construção de uma unidade da categoria, ainda que tênue – considerando que até a direção da APUB proificista votou pela continuidade da greve… O contraditório histriônico apresentado pelo colendo cientista político, segundo o Saci, fez a diferença. As vaias recebidas – próprias das participações democráticas, os sinais de impaciência da plenária e até os tímidos aplausos dos poucos estudantes e docentes que o apoiavam, foi tudo por obra e graça do notável cientista político.

Não cabe aqui querer explicar o seu gesto, que na verdade, foi até muito corajoso, levando em conta o não comparecimento à AG dos cento e poucos signatários da carta mencionada por ele em um artigo que escreveu para o jornal A Tarde. Presume-se que o Prof. Paulo Fábio não seja uma pessoa perversa e desonesta, mas alguém que, sinceramente, não acolhe, por princípio,  a greve como forma de enfrentamento e que acredita, de fato, no ajuste fiscal como a única possibilidade de colocar o país nos eixos… Tampouco poder-se-ia imaginá-lo um néscio, destituído dos fundamentos que a condição de cientista político exige. Só resta pensar que o seu discurso, para alguns equivocado, nada mais é senão o reflexo de sua visão de mundo. Concorde-se ou não com ela.

Respeitando o posicionamento do Prof. Paulo Fábio, mas ainda assim derrotando-o fragorosamente pelo voto na AG, não é demais exigir dele que apenas fale a verdade acerca da atuação de Comando Local de Greve, pois, seguramente, o insigne cientista político cometeu um imperdoável deslize para com a verdade buscando a todo custo dar sustentação seu ao discurso de oposição ao movimento paredista. Sob pena de manchar a sua reputação de acadêmico sério.

Oxalá os aplausos de pé da plenária, em favor do CLG, o induzam a refletir melhor sobre o que publicou no jornal acima aludido. A honestidade intelectual é fundamental para honrar o nome da Universidade Pública de qualidade.

.

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

………………………

………………………

………………………

………………………

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

…………………..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: