Ópio baiano

.

Ópio.

A.
.
o ler a postagem de um médico baiano, via Facebook, sobre  as dificuldades do HGE, o meu amigo de gorro e pito me perguntou:
– Chefia, os artistas conseguem dormir bem, sabendo que o dinheiro que faturam pode significar mortes e sofrimentos de centenas de pessoas?
Antes que eu pudesse ensaiar uma resposta, ele próprio foi dizendo:
– Talvez durmam sonhando o sonho dos anjos e até ronquem…
Segue a postagem do médico:
Dr. DJALMA DUARTE – CREMEB 8072 – Via Facebook

ACONTECEU HOJE – recado para o Governador Ruy Costa:
Acabo de chegar em casa depois de um plantão de 12 horas no Hospital Geral do Estado e, ao ler essa notícia que anexei [AQUI]  “Ivete e Bell recebem R$ 840.000,00 do governo para tocar sem cordas”, fiquei revoltado e me perguntando se o Governador Ruy Costa sabe dos seguintes detalhes:1) Mais um plantão em que eu e um outro colega trabalhamos sozinhos em uma triagem de emergência para atender um número tão grande de pacientes externos e internados (9 deles em situação grave e indicação de UTI, monitorizados, alguns intubados), com o auxílio de apenas uma ou duas enfermeiras e alguns poucos auxiliares de enfermagem, um ABSURDO TOTAL.Éramos 3 médicos até 6 meses atrás, mas precisaríamos de algo em torno de 5 para um atendimento, digamos… humano. Um dos médicos (lembram aquele que eu vinculei em um artigo anterior, cerca de 6 meses atrás, quando usei o título “Os amigos do rei”?) saiu aparentemente de licença médica e, IMAGINEM O DESCASO COM A SAÚDE, nunca retornou e não colocaram nenhum substituto, APESAR DO CHEFE DE PLANTÃO fazer essa solicitação diversas vezes! Ou seja, éramos 3, precisávamos de mais dois, mas acabou SAINDO MAIS UM.A desculpa? – “FALTAM RECURSOS”. Pois é gente… DINHEIRO, porque médico não falta, se o Governador ou o Secretário de Sáude tiver alguma dificuldade de encontrar plantonistas, peço que me liguem que eu gastarei uns 15 minutos para encontrar uns 10 colegas dispostos a trabalhar. Mas para pagar a Ivete e Bell o governador tem dinheiro – essa quantia relatada aí na reportagem daria para pagar um plantonista por cerca de DUZENTOS E QUARENTA MESES, isso mesmo, 20 anos… esses políticos são ou não são piores que um câncer?

Imaginem vocês o que representa uma situação dessa: tenho alguns poucos minutos para atender e resolver o problema de um paciente, alguns segundos de espaço entre um e outro atendimento e NENHUM momento de descanso… MAS, será que todos têm esse gosto e essa determinação em tentar resolver tudo, será que todo chefe de plantão fica feito o nosso andando pra lá e pra cá feito doido pra tentar resolver tudo? – óbvio que não, nem têm obrigação de cobrir os erros do governo. Se o movimento aumentar 10% ocorrerão mortes a cada hora por falta de atendimento.

Para os senhores terem uma idéia dos que atendi sob internamento e acompanhei hoje, só eu (não estou contando o que o meu colega atendeu): um Acidente Vascular Hemorrágico gravíssimo + dois choques sépticos + um Edema Agudo de Pulmão + uma insuficiência respiratória por acidose + uma insuficiência cardíaca + uma provável embolia pulmonar. Todos com prontuários FEITOS por mim, detalhadamente, e IMPRESSOS EM COMPUTADOR (que, por sinal, eu levo de casa porque FALTAM RECURSOS à SESAB, já pedi diversas vezes e, como nunca fui atendido, levo o meu computador e a minha impressora). Os que atendi e liberei foram muitos, dois deles eu mandei para o ambulatório da Mansão do Caminho para ficarem sob os meus cuidados porque, se eu não fizer isso, não iriam encontrar atendimento do SUS e morreriam à míngua.

2) Precisei de Ecocardiograma para três pacientes graves e, IMAGINEM, a colega que faz esse exame está de licença e, PASMEM, não colocaram substituto… MAIS AINDA, a que trabalha na quinta está de férias e, IMAGINEM, não colocaram substituto… MAIS AINDA, só tem profissionais fazendo Ecocardiograma na maior emergência pública da Bahia esses dois dias na semana; resumindo: estamos sem Ecocardiograma no HGE durante todo o mês, sem esse exame é quase impossível lidar com pacientes cardíacos; resultado, tratamento inadequado e possível aumento de mortalidade. Porque isso ocorre? – “FALTAM RECURSOS”. Pois é gente… DINHEIRO, porque Ecocardiografista não falta e o aparelho está lá, parado quase o tempo todo porque não contratam médicos; se o Governador ou o Secretário de Saúde tiver alguma dificuldade de encontrar esses profissionais, peço que me liguem que eu gastarei uns 15 minutos para encontrar uns 10 colegas dispostos a trabalhar.

Com o dinheiro que eles vão dar para esses dois cantores poderíamos colocar o aparelho de Ecocardiograma para funcionar TODOS OS DIAS, durante 34 meses, isso mesmo, dois anos e dez meses. Mas eles vão dar R$ 840.000,00 para uma comemoração de Carnaval, apenas cerca de 6 horas para cada cantor.

3) Pra finalizar, ainda temos que lidar com uns idiotas que chegam à emergência achando que o pessoal de saúde é palhaço de circo. Uma filha de paciente queria porque queria que eu desse alta à mãe dela (apenas três horas depois de internada) ANTES dos resultados de laboratório, acusando a Nutrição e a Enfermagem de descaso (MENTIRA, ela queria era ir embora para sentar a bunda em frente a uma televisão) – desse tipo de gente que não consegue ficar tomando conta dos pais por duas horas seguidas sem ficar desesperado para ir embora… conhecem? – dei-lhe um esporro, ela desistiu de assinar alta a pedido, mas fez uma cena enorme dizendo que eu sou “inconveniente”… sou mesmo, para brigar por um paciente sob meus cuidados compro qualquer briga. Ela conseguiu a alta depois, ao meu ver indevidamente, mas não com a minha assinatura. Quer ver um cara “brabo”? – mexa com paciente meu.

Anúncios

Tags: ,

Uma resposta to “Ópio baiano”

  1. altino Says:

    Dotô!
    VIVA A BAHIA: terra do axé, de gente cordial……blá, blá, bláááá´…
    e quantos leram esse relato grave e deram de ombros…não é comigo?
    Imagina que isso tá acontecendo com uma categoria influente…magina as outras…..
    Alô estudiosos das questões sociais: dá um rolê por Salvador e a Bahiêêê.
    Pois é: e ouvi dizer que o governador foi classificado entre um dos 03 do pais……que critérios será que usaram????
    Mas, se o governador age assim é porque não existe cidadania, consciência social crítica. Ainda funciona a clássica fórmula do “pão e circo”!
    Mais uma vez uma questãozinha: que a UFBA tem a ver com esse Estado de calamidade?
    altino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: