PMDB em chamas

.

Para o Saci, a pressão da Lava Jato pode aumentar as chamas que ameaça derreter o partido...

Para o Saci, a pressão da Lava Jato pode aumentar as chamas que ameaçam derreter o partido…

.
cap-h-7616.

.

á quem diga que tudo indica que a chama do logo do PMDB prosperou, numa espécie de vaticínio do designer gráfico, em relação ao destino do partido político do presidente tampão. Segundo o meu amigo de gorro vermelho e pito, se a notícia for confirmada e o ex-presidente Sarney passar a usar a tornozeleira eletrônica, os Marimbondos de Fogo, de autoria do imortal bigodudo, vão virar “joaninhas acorrentadas”.

Deu na mídia:

Janot pede a prisão de Renan, Cunha, Sarney e Jucá, do PMDB (Fonte: AQUI).

.

MARIMBONDOS 2016

.

cap-chamas.

.

.

.

egundo a Vaca Tatá, o que impressiona é a capacidade do imortal e ex-presidente da República cantar a pedra vinte anos antes do ocorrido, através de um misterioso e intrigante título ígneo: Marimbondos de Fogo!

O livro é o segundo de poesia de Sarney. Em 1986 foi lançado em Lisboa, com prefácio de João Gaspar Simões. O crítico português avaliou, na oportunidade, que Sarney escrevera a obra com os olhos e os sentidos postos na terra do Maranhão, “a sua terra, a terra da sua infância”. Para Simões, Sarney imprime aos poemas que formam o seu livro, estruturado em forma de romance, algo que é parte integrante da tradição do lirismo brasileiro. “Qual seja, a faculdade de o poeta do Brasil, ao contrário do de Portugal, preferir o que vê ao que sente e no que sente nunca deixar esquecer o que vê graças a essa ancestral forma narrativa, o “romance” ou “rimance” mais castelhana, afinal, do que portuguesa ou galego-portuguesa”, avaliou. A poesia de Sarney é ainda, para Simões, algo que faz parte de uma tradição que, embora de pouca idade que começa com os poetas do chamado “verde-amarelismo” de 1922, mergulha fundo na história da linguagem poética. “É um mergulho visceral às suas raízes maranhenses e, talvez mais do que isso, às raízes poéticas da própria linguagem portuguesa”, afirmou, por sua vez, Ivan Junqueira, o escritor e colega de Sarney da Academia Brasileira de Letras. (Fonte: AQUI).

jose_sarney4

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: