Construção da greve aprovada

.

.

cap n287.

.

a assembleia dos professores da UFBA, realizada no auditório da Faculdade de Arquitetura, hoje, dia 28/07/2016, foi discutida a conjuntura nacional, sendo aprovada a construção da greve geral em defesa do trabalhador e da educação pública.

Como era de se esperar, a presidente da APUB tentou puxar a sardinha para o lado do governo afastado, mas os docentes sustentaram e aprovaram apenas o mote que podia unir a categoria e nenhum outro penduricalho a mais que fizesse alusão à palavra “golpe”:

FORA TEMER! NENHUM DIREITO A MENOS!

♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣

.

Mesquinharia e cara de pau

Durante os encaminhamentos da assembleia, a presidente da Apub não foi nada simpática à indicação de uma delegada ligada ao ANDES-SN, alegando que a APUB não tinha mais vínculo com a entidade, lembrando, inclusive, sua condição de “representante legal” da mesma.

Foi preciso que o Prof. Francisco Santana também lembrasse à esquecida presidente que a APUB se encontra numa condição ilegal ao desfiliar-se do ANDES-SN, pois o processo de desfiliação através do plebiscito – “viciado” e contestado! – ainda está pendente na justiça, não tendo o tal “sindicato” sequer o número do registro sindical da suposta entidade…

Para quem não sabe ou já esqueceu – esclarece o Saci – o Prof. Francisco Santana ganhou em três instância na Justiça do Trabalho, embora a direção da APUB não se dê por vencida e torre sem pudor o dinheiro do associado para que advogados empurrem com a barriga a sentença final…

♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣♣

Deu no Informativo APUB:

Em Assembleia Geral realizada ontem (28) na Faculdade de Arquitetura da UFBA, docentes da instituição aprovaram, por 36 votos a 15, a proposta construção de uma Greve Geral dos trabalhadores e trabalhadoras, de acordo com orientação das Centrais sindicais. Como reivindicação central da Greve foi definido o “Fora Temer e nenhum direito a menos”. Embora não haja ainda um calendário de greve – que será organizado de forma unificada com as demais categorias – foi deliberado um dia de paralisação nos campi da UFBA em Salvador, marcado para 16 de agosto. A data coincide com o dia nacional de mobilização e lutas, já chamado pelas Centrais, em defesa dos direitos. Foi aprovada também a participação no ato do dia 31 de julho e demais atividades promovidas pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, o fortalecimento dos subcomitês pela democracia nas unidades da UFBA e criação de novos.

.

Anúncios

Tags:

2 Respostas to “Construção da greve aprovada”

  1. Gabriel Says:

    Uma verdadeira VERGONHA.

    responsabilidade com o dinheiro público = 0!

  2. Joaizin Says:

    Notícia falsa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: