Dia de Finados

.

finados-16Há quem diga que aos poucos as crenças nos valores burgueses vão também encontrando o seu “dia de finado”…  O  “Dia de Finados”, além de aguçar a saudade dos entes queridos que se foram, pode, do mesmo modo, suscitar reflexões acerca de valores que, mais dia menos dia, vão encontrando o seu ocaso, a partir de uma conscientização melhor sobre o movimento do real… Pelo menos em tese!

cap-s.

.

egundo o Saci, a campanha presidencial nos States pega fogo bem pegado e com muita fumaça. Enquanto Elefantes e Burros se estapeiam, os eleitores de boa-fé acreditam na possibilidade de um mundo melhor tendo como batuta a ordem burguesa dita racional e democrática.

Para o pestinha, é uma grande e doce ilusão imaginar que o Estado burguês, juntamente com a ordem jurídica que o sustenta, pode dar um passo rumo à emancipação sem que o capital o permita de mão beijada.  Isso, a julgar pela passagem do modo de produção anterior ao presente, ou seja, tomando a História como o grande laboratório para um possível exercício de clarividência. Se for para assegurar a mais-valia, os

burros-e-elefantes

Os problemas enfrentados pelos trabalhadores podem ser resolvidos com a escolha do “menos ruim”?

detentores do poder econômico se travestem de humanitários, falam na importância dos direitos humanos, capricham no discurso da cidadania, mas tudo não passa de mise-en-scène para o trabalhador ver, se comover, e se deixar levar sem reagir, por enxergar a ordem imposta pelo capital como sendo a única possível. A tão propalada “igualdade perante a lei” é só na letra fria. Igualdade perante a lei, mas desigualdade nas condições materiais! E cicadania apenas para o consumo…

Na pegada do pestinha, a Vaca Tatá adverte que foi disseminado o mito da democracia do estado de direito burguês para mentes ingênuas, e que urge botar os pingos nos is.

Algumas  perguntas são inevitáveis para uma eficaz desmitologização.

Quem pode ser eleito? Quem financia as campanhas e quanto se gasta nelas? Qual a contrapartida para o financiador? Onde o Trabalhador entra na história?

Perguntas, perguntas, perguntas…

.

capatazes-16.

banquete-16

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: