Feliz emancipação!

.

boa-sorte-16Ao felicitar a Chapa 1 pela vitória, o Saci faz votos que ela corte definitivamente os laços que eventualmente a prendem aos que são deletérios à unidade da categoria, ainda que na diversidade… (Clique na tesoura para apliar a arte).

.

Menandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

cap-n.

.

ós humanos, segundo a Vaca Tatá, estamos condenados a ter esperança. É verdade. Concordo com ela. Se assim não fosse a vida seria muito, muito triste.

Apuradas as urnas das eleições da APUB, e conhecidos os novos dirigentes, não nos resta senão desejar-lhes muita sorte e uma feliz emancipação do ranço deletério de diretorias pretéritas que tanto dividiu a categoria.

Votei e torci pela vitória da Chapa 2. Muitos dos seus representantes são velhos conhecidos que ao longo da militância sindical aprendi a admirar e respeitar. Não tenho muito o que dizer sobre o membros da Chapa 1 vencedora, pois não os conheço bem. Ainda assim, desejo-lhes uma profícua gestão. Fiz o mesmo quando assumiu a chapa adversária que depois teve sua presidente destituída em assembleia, na greve de 2012, por traição à categoria. Faço-o novamente sem temor de que a fórmula se repita, pois, como o barbudo autor de “O 18 de Brumário de Luís Bonaparte“, não creio que a História se repita – a não ser como farsa… Prefiro não acreditar no fatalismo de que a ligação com a atual direção da APUB proificista irá contaminar os recém eleitos. Não os tenho como inimigos, mas como adversários. Não quero destruí-los, mas convencê-los a lutar em favor da categoria, sem constituir correia de transmissão da Casa Grande ou do MEC. Se estão imbuídos disso, diferente do que foram seus apoiadores, estaremos ombreados na luta.

Chamou-me a atenção uma postagem entusiasmada do Prof. Antônio Lobo, do IGeo, que tive a oportunidade de ler, a respeito da “expressiva vitória da chapa 1”. Pareceu-me uma narrativa de Contos de Fada, denotando absoluta pureza romântica ou repetição da homilia  surrada dos astutos cardeais sustentadores da APUB proificista:

“Prevaleceu amplamente a vontade da categoria de manter APUB como sindicato e não de voltar ao passado e reduzi-la a uma sessão sindical subordinada a um sindicato nacional que tem sérias dificuldades de gestão e de diálogo com a categoria e o próprio Estado”.

Acho que é um direito do colega não fazer muito caso da História, mas não é razoável  desconhecê-la. E, pelo visto, ele desconhece inteiramente a luta de docentes em favor de uma covivência democrática sem mutretas e arrivismos. O triunfo a qualquer preço não deveria ser a prática acadêmica, mas parece que tem sido regra nesses tempos bicudos…

Para que o ilustre docente não diga que não sabia das práticas condenáveis de diretorias pretéritas de DNA proifense, um vídeo com o Prof. Francisco Santana, abaixo, pode ser esclarecedor. Gostem ou não do Prof. Chico, foi ele quem lançou luz no caminho sombrio infelizmente trilhado por ex-diretores da entidade. Sem ele, sem a sua pertinácia em mostrar o discurso jesuítico velhaco de alguns dirigentes, certamente a história contada pelos “vencedores” seria outra. Totalmente falseada e com ares enganadores de uma respeitável “Comissão da Verdade”.

Sempre tivemos o cuidado de distinguir alguns dirigentes astutos de outros integrantes da diretoria levados a participar por boa fé, íntegros e, por isso mesmo, usados como “laranjas”. Muitos dos integrantes de diretorias passadas foram convidados a integrar chapas exatamente pela honradez e pela boa respeitabilidade que gozam na comunidade universitária.

Esta mensagem de feliz gestão à Chapa 1, evidentemente, não pretende ser uma radiografia do tecido político da nossa entidade sindical, mas tão somente um lembrete de que há mais mutreta entre o céu e a terra do que a nossa santa ingenuidade possa imaginar, conforme adverte o Saci. “A consciência do problema já é a metade da sua solução” costuma lembrar-me o meu amigo de gorro vermelho e pito.

*********

chapeuzinho-vermelho-16.

Para o Saci, bobo é quem pensa que só existe por aí Lobo Mau… Isso, ele concluiu após a Profa. Uilma Amazonas postar, no zap da FACED, uma mensagem de um professor do IGeo/UFBA:

Fim da apuração dos votos da eleição sindical da APUB (docentes UFBA).

Vitória expressiva da chapa 01 com 635 votos contra 418 da chapa 02. Uma diferença de 217 votos. A chapa 01 ganhou entre os docentes ativos e também entre os aposentados da UFBA. Ganhou também nas unidades e Universidades do interior.

Prevaleceu a pluralidade e a capacidade de dialogar amplamente com a diversidade de toda a categoria. Prevaleceu a postura firme que APUB teve de praticamente liderar na Bahia uma incansável luta contra o golpe que foi dado na democracia brasileira, sem pestanejar e sem reforçar o golpe e a direta brasileira pedindo fora todos. Prevaleceu amplamente a vontade da categoria de manter APUB como sindicato e não de voltar ao passado e reduzi-la a uma sessão sindical subordinada a um sindicato nacional que tem sérias dificuldades de gestão e de diálogo com a categoria e o próprio Estado. Um novo tempo se avizinha com nosso sindicato mais forte e na luta por dias melhores para os trabalhadores e para as universidades.
Prof. Antonio Lobo

…………………….

…………………….

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: