Como reconhecer um bom filósofo?

filosofo-17.

cap-m.

.

uitos concordam que nunca é demais conhecer outras narrativas além das que estamos acostumados e até nos acomodamos. Mormente na dimensão epistemológica. Mas isso não é e nem nuca foi ponto pacífico. Dizem até que, no passado, alguns pensadores evitavam tomar conhecimento do que seus colegas escreviam para não sofrer qualquer tipo de influência… Mas, para o galhofeiro do meu amigo de gorro vermelho e pito, hoje a coisa está muito mudada. Bem mudada mesmo… Alguns chegam até ao exagero de, não só ler o que o outro escreve, como também de surrupiar-lhe o pensamento, sem dar-lhe os devidos créditos.

Assim, diante de tantos produtos acadêmicos produtivistas com o propósito meramente de fazer inchar as “contas bancárias” do Lattes – e outras plataformas semelhantes mundo afora, pois não estamos sozinhos!  -, por motivos outros alheios à luta pela emancipação da humanidade, meu amigo resolveu imaginar o que diria Sócrates se indagado sobre em qual leitura investir.

Para sua surpresa, ele não contava com a famigerada ironia socrática…

Pensei com os meus botões: filho da mãe esse grego!

.

ENQUANTO-ISSO

grilhoes-17.

iceberg-17

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: