E Deus falou!

image

Segundo o Saci, um dia, o Vale das Penumbras encheu-se de luzes sapienciais e uma voz ecoou…

.

Menandro Ramos
FACED/UFBA

N.

.

ão tenho mais dúvida sobre o poder de um olhar atento. Creio que não seria exagero dizer que uma simples mirada de olhos atenciosos pode tirar leite das pedras. Convenci-me disso ao ler uma mensagem de uma professora da UFBA que me pediu para não publicizar o seu nome, por razões pessoais e profissionais envolvidas. Respeito-a, pois. Entretanto, se não divulgo o santo, ou a santa, escancaro o milagre. Para o bem de todos. Inclusive meu.

A partir da mencionada mensagem recebida, fiquei pensando em pinçar o perfil de alguns participantes de uma lista de discussão.  Mas nada “científico”…  Há os que participam ativamente de uma lista de discussão. Pintou uma postagem e lá estão eles firmes e fortes. Há os que apenas leem as mensagens. Conferem todas elas. Até as que estão na caixa de spam. As que julgam chatas, simplesmente, deletam sem fazer alarde. As que julgam interessantes são repassadas para pessoas mais chegadas. Pode-se dizer que são um pouco “voyeuristas”… Há o tipo professoral ou sapiencial. Os desse tipo, nunca socializam algo interessante do que viram ou leram; são do tipo “professor sabe tudo”. Alguém espirrou mais desafinado, e lá estão eles ou elas dando lições.

Além desses tipos que são mais frequentes, há o gozador, o debochado, o cínico, o irascível, o oportunista, o chato e outras tantas subcategorias que me tomariam muito tempo para descrevê-las.

Mas vejamos a mensagem que me inspirou esta postagem. Creio que foi motivada por uma ou duas outras mensagens que circularam na lista dos professores da UFBA. Não sei bem.

Prezado Amigo do Saci,

Cá entre nós, vejo uma grande virtude no Prof. José Roque que foi modesto, além de corajoso. Ele se diz apenas seguidor de Cristo, do Filho de Deus. Pior são os que se julgam o próprio Deus!… O sr. tem dúvida que as potestades celestiais estejam na UFBA?

Ao ler tão ponderadas colocações, apressei-me em responder à lúcida colega: Caríssima, além de não ter dúvida, provo que você está corretíssima. Dessa vez estou do lado do Prof. José Roque. Em gênero, número e grau. Firme e forte. Pra o que der e vier!

Socializo, para o conhecimento de todos e de todas, mais duas outras mensagens que circularam na “debates-l”. Comungando de outro trecho da mensagem da colega que fala que “…alguns temas trazidos para o debate na lista da UFBA começam de fato a incomodar. A abordagem sobre “religião”, feita pelo Prof. Roque, pode ser apenas a bala que matou o príncipe de Sarajevo, como pretexto para deflagração da I Guerra Mundial… Começo a temer pela existência da lista de discussão dos docentes da UFBA. As baionetas estão apontadas para ela. Melhor, as tesouras!.…”

Parece que, de fato, essa lista deixou de ter sentido, sobretudo
porque, lamentavelmente, alguns colegas perderam o senso de ridículo.

Waldomiro Silva Filho

————————-

Prezado(a) Responsável pela LISTA de DEBATES da UFBA
Infelizmente, esta lista de debates foi tomada por pessoas que insistem em tratar de um mesmo assunto, sem atentar que ele já se esgotou e que a maioria o repudia. Entre outras, já tentei classificar como “spam” as mensagens recebidas do Professor José Roque – o mais insistente de todos – sem sucesso. Gostaria de continuar na lista para receber mensagens que tratem de assuntos de elevado interesse científico, acadêmico e político. Entretanto, como só tenho recebido mensagens de assuntos triviais, solicito que retirem meu nome da lista de imediato.
Atenciosamente,
Edon E S Sampaio
Anúncios

3 Respostas to “E Deus falou!”

  1. Zé Veneno da Linha Verde Says:

    Que figura esse Prof. Roque! Toma porrada e é defendido com veemência! Tô desconfiado que a existist~encia dele é apenas virtual. Mesmo assim, desssa vez tô do lado dessa maravilhosa personagem! Quando aos Sábios da Grécia… Fummm!!! Acho que pisei em algo fedorento!!!

  2. A. Pugliesi Says:

    Permita-me, Prof. Ramos, acrescentar mais uma tipo no seu interessante “esboço tipológico”. Há ainda o tipo “impressionista” ou “vaidoso” que é aquele que envia links ou reportagens em inglês ou alemão para impressionar os pobres mortais que mal conseguem ler em Português, e mostrar que são íntimos de Shakespeare ou Goethe… Vivenciei isso numa famosa universidade estadual paulista por onde passei. Sem dúvida, é um tema para ser aprofundado por psicólogos, semiólogos, sociólogos, entre outros profissionais.

  3. Francisco Santana Says:

    Na realidade já foi aprofundado por Lima Barreto com o personagem: O homem que falava (sabia) Javanês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: