Governo garroteia IBGE

.

IBGE estrangulado
.
.
P.
.
ara o Saci, vai feder enxofre nas eleições que se avizinham. O cenário é mesmo estarrecedor, pois é difícil escolher o pior: se Aécio, Marina ou Dilma.
Diante da escalada da candidata Marina da Silva, o próprio Prof. Francisco Santana, duro crítico do governo Lula/Dilma, já afirmou que vai tapar o nariz e votar na candidata petista. Onde chegaremos?
Enquanto isso, la nave governista va:
Deu no Estado de São Paulo:
[…] Um exemplo desse esforço para minar o IBGE ocorreu em abril, quando a direção do instituto anunciou a inopinada suspensão da divulgação dos resultados trimestrais da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), que mostra a situação do mercado de trabalho no País. A publicação dos números deveria ocorrer no mês seguinte, maio, mas foi adiada para janeiro de 2015 – portanto, depois das eleições presidenciais.

Alegava a diretoria do IBGE que havia a necessidade de eliminar dúvidas sobre alguns dados, por exigências legais. Essa desculpa foi considerada inaceitável pelo corpo técnico da Diretoria de Pesquisa do IBGE – cuja responsável, Marcia Quintslr, demitiu-se, recebendo a solidariedade de gerentes e coordenadores da área.

A polêmica se explica quando se observa que a Pnad Contínua havia apontado um desemprego médio de 7,1% em 2013 – bem acima do índice medido pela Pesquisa Mensal de Emprego, que tem ficado em torno de 5% e é o número usado na propaganda da presidente Dilma Rousseff em sua campanha à reeleição.[…]

Uma resposta to “Governo garroteia IBGE”

  1. Francisco Santana Says:

    Mas se não existem bons candidatos, a culpa está nos eleitores, principalmente os que compõem a elite pensante brasileira.

    É só observar os temas levantados para debates dos candidatos. Nada de importante e estratégico. E a culpa não é só da mídia, pois ela não pode tapar o sol com a peneira.

    Um tema por exemplo altamente crucial que deveria ser mais badalado por todos os candidatos, entretanto há um silêncio total sobre ele: a dívida pública brasileira.

    todas as verbas de setores estratégicos da nação estão sendo contingenciados, inclusive as da educação que atingem diretamente os professores da UFBA, assim como está atingindo agora o IBGE.

    A verba destinada no orçamento, e pode aumentar, para pagamento dos juros e serviços da dívida é de 1 trilhão e dois bilhões de reais, 44% da arrecadação bruta; 27% do PIB. O país não suporta mais e ela continua crescendo.

    Por que os políticos não falam nele? Ora se os professores da UFBA, principais interessados são contra discutir o assunto, por que os candidatos iriam se arriscar a falar dele? Por que iriam correr esse risco?

    Outro tema impossível de não ser discutido é o da urna eletrônica. Está no âmago da questão da garantia da democracia, ou da existência dela.

    Sem a garantia da inviolabilidade do voto e da contagem verdadeira desse voto, não existe democracia, mas uma ditadura eletrônica.

    Como já foi mostrado nos e-mail que enviei, o nosso sistema não garante a inviolabilidade do sigilo do voto e nem o registo correto do candidato para o qual se destinava o voto.

    Mas se os professores da UFBA, principalmente da área de ciências exatas se omitem diante de questão tão importante por que os candidatos iriam se arriscar em falar em tema tão proibido se sujeitando a represálias dos donos das urnas?

    E assim tem outros assuntos tanto de política nacional como internacional que são proibidos de serem discutidos nas eleições, mas só são proibidos porque as elites pensantes do país, principalmente as académicas se omitem e até odeiam falar delas.

Deixe uma resposta para Francisco Santana Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: