Os sobreviventes de Hiroshima

ENERGIA-NUCLEAR

Para o Saci, na paz ou na guerra a energia nuclear tem sido um problema…

.

A INSEGURANÇA DA ENERGIA NUCLEAR

Acompanhe as realizações da semana do Movimento Paulo Jackson. Assista ao documentário que exibe os horrores deixados pela Bomba Atômica em Hiroshima, a insegurança e o perigo das usinas nucleares.

Os dois anos da tragédia de Fukushima serão marcados com atos em diversas partes do mundo no dia 11 de março (segunda-feira próxima) e em Salvador, o documentário “*08:15 de 1945″*, que exibe os horrores deixados pela Bomba Atômica de Hiroshima e a insegurança das usinas nucleares será lançado em três espaços:

**11 de março *(segunda-feira próxima)**

10 hs – na sala 2 do Instituto de Biologia da UFBA, em Ondina

10 hs – no Auditório 2 da Faculdade de Educação da UFBA, no Vale do Canela

19 hs – na Sala Alexandre Robatto da Fundação Cultural da Bahia, na Biblioteca Central nos Barris.

*15 de março* (sexta-feira)

16hs – no auditório do Mestrado em Saúde, Ambiente e Trabalho, da Faculdade de Medicina da UFBA, no Terreiro de Jesus.

O documentário do cineasta Roberto Fernández, aborda a dramática realidade dos sobreviventes da bomba de Hiroshima lançada pelos Estados Unidos, há 68 anos, sobre a população civil japonesa. O filme relata os efeitos da explosão da bomba de Hiroshima e como o casal Morita fundou a Associação das Vítimas de Bomba Atômica no Brasil, para conseguir benefícios iguais aos que recebem os sobreviventes que ficaram no Japão, em especial a assistência à saúde.

Roberto Fernández é argentino, radicado em São Paulo, e trabalha com a Associação Hibakusha Brasil Pela Paz. Lançar este filme nessa data é uma forma de reverenciar a memória de milhares de vitimas da explosão de Fukushima, ocorrida há 2 anos (11/03/2011), e manter viva a chama de alerta ante os perigos dos  programas nucleares, como mostrou o derretimento da usina de Daiichi, cujas consequências para a sobrevivência da humanidade ainda não foram calculadas pela Ciência. Dois anos depois, as noticias são as piores possíveis, como a continuidade da queima de resíduos tóxicos e o aparecimento de peixes ultraradioativos na região.

O documentário clama pela não violência, pelo respeito aos Direitos Humanos, pela Paz! Os eventos são promovidos pela Associação Movimento Paulo Jackson -Ética, Justiça, Cidadania, Instituto Memória Roberto Pires, com apoio da DIMAS, FACED, IBIO, MSAT/FAMEB, COMPOP, Instituto Búzios, O Movimento Falso e entidades socioambientalistas da Bahia.

Contato:

Zoraide Vilasboas
*Movimento Paulo Jackson*
Tel.: 71 9948-4503 /
e-mail: assmpj@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: